RSS Feed

Tag Archives: sexo grupal

Sexo Grupal – Ménage à trois!

Se você acha que sexo grupal é algum fetiche exclusivamente de homens, está muito enganado, saiba que muitas mulheres também sentem vontades e desejos quando a assunto é este.

Na revista NOVA do mês passado, havia uma matéria interessante sobre swing, uma leitora contando como foi a primeira vez em uma casa de swing, mas hoje falaremos do ménage à trois.

O Ménage é quase um swing, mas ao invés de troca de casais, ele tem a participação de um integrante, somando assim três pessoas como o nome já diz.

Assisti certa vez a um documentário chamado “Girl’s Party”, que é um encontro de vários casais, onde as mulheres irão decidir qual mulher ela quer ter suas aventuras sexuais, intenso não!? Realmente era divertido o programa, tinha uma pitada dramática quando as principiantes refletiam sobre seus tabus, e engraçado como as garotas tomam suas decisões. No fim, era divertido, pena que acabou.

Uma coisa que quero dizer é, este tipo de relação, caba gerando doenças venérias, pois se uma garota pratica sexo oral em outra, pode ser que ela tenha algo e pela junção de secreções passar a doença, por isto, a escolha do terceiro participante é crucial, deve ser sim exigidos exames de DST e o uso de preservativos.

Estes exames devem ser feitos até mesmo por um casal ao menos duas vezes no ano, sem ter vergonha mesmo, peça a seu parceiro que faça os exames, afinal é tua saúde que está em jogo.

O Ménage é segue o mesmo ritmo do swing, podendo ser:

· MMF : Dois homens e uma mulher com bissexualidade masculina;

· FFM : Duas mulheres e um homem com bissexualidade feminina;

· MFM : Dois homens e uma mulher sem bissexualidade;

· FMF : Duas mulheres e um homem sem bissexualidade;

· MMM : Três homens em ato homossexual;

· FFF : Três mulheres em ato homossexual.

O respeito é primordial, e os cuidados então nem se fale.

Respeite os desejos do seu parceiro (a) acima de tudo, as mulheres ainda se sentem inseguras ao praticar Ménage, então dê a idéia e deixe que ela tome iniciativa sobre o assunto, se ela estiver à vontade, o ato flui naturalmente, pois muitas mulheres, sem generalizar, já sentiram curiosidades em tocar, ou ser tocada por outra mulher.

Quanto aos homens, bem, só os bissexuais sentem desejo por outros homens e também casais homossexuais, que lhes garanto, levam muito mais a serio um relacionamento entre dois do que muitos casais heteros.

Há também mulheres que sentem o desejo de transarem com outras para que o parceiro assista. E rapazes, não se sintam inseguros diante disto, se ela o ama, nunca vai trocá-lo por uma mulher, sinta-se seguro para libertá-la aos desejos secretos.


Abra sua mente, pense, reflita, não julgue, se liberte!


Freak Butterfly

Sexo Grupal – Gang Bang

Dando continuidade a série sobre sexo grupal, é vou voltar a falar de sexo porque notei que vocês acessam este blog mais para saber disto. Por ver que Como brincar com o garotinho tem quase 400 visitas, o sexo prevalece por aqui.

Então, hoje falemos do famoso gang bang, considerado um dos maiores no gênero sexo explicito, por ser um dos mais requisitados em filmes pornôs.

Mas vamos descobrir o que é isso. O gang bang é onde a mulher ou homem transa com três ou até mais homens ao mesmo tempo.

Em 1995 esta arte se tornou uma super produção cinematografia na ponografia, pois a atriz Annabel Chong fez naquele ano, sexo com 251 homens, depois de Annabel, muitas outras atrizes lutaram pelo posto de “quem transou com mais homens”. Em primeiro lugar ainda permanece Sabrina Johnson, que transou com 2000 mil homens em dois dias.

Mais do que uma arte pornográfica, o gang bang também se tornou sinônimo de reuniões de sexo grupal, onde uma mulher ou homem se encontram com vários homens. Até hoje não achei nada sobre gang bang inverso, que seria um homem e várias mulheres, bem, deve ser pelo fato dos homens terem de esperar um tempo para conseguir se manterem firmes novamente. Mas acho que os atores deveriam iniciar esta disputa para o deleite de muitas mulheres que assistem também a filmes pornôs.

Vamos lembrar que: para qualquer pratica sexual, seja ela de sexo grupal ou não, devemos estar prevenidos. Camisinha é essencial, uma peça mais que fundamental para se estar com a cabeça relaxada, tendo em visto que as DST estão se alastrando mais que praga de baratas, todo cuidado é pouco quando se trata de nossa saúde.

Nunca se esqueça de trocar de preservativo entre uma parceira e outra, não utilize do mesmo, a doença não passa para você, mas sem duvida você irá proliferar a doença em seus parceiros(as).

Exames de DST e parceiros de confiança é, também, fundamental.

Sexo grupal é algo para se levar a serio e não uma brincadeira. Não podemos jogar de roleta russa com nossas vidas!

Previna-se!

Freak Butterlfy.

Sexo Grupal – Bukkake

Dando continuidade a série sobre sexo grupal, hoje vou falar sobre uma arte muito apreciada pelos diretores da indústria pornográfica, o bukkake.

Mas então, o que seria este tal de bukkake, nome estranho, mas cena muito familiar.

Bukkake é uma palavra japonesa que significa “espirrar água”, surgiu na idade medieval do Japão e era visto como uma forma de castigo usado em mulheres adulteras, onde as mesmas eram amarradas de joelhos sob uma esteira de bambu e assim recebiam a ejaculação de vários homens.

Em 1990 tornou-se um fetiche. Adaptado para as indústrias pornográficas, uma mulher fica de joelhos rodeada por vários homens esperando que ejaculem em sua face, o que também é conhecido como sexo facial.

Há também situações em que um homem fica de joelhos esperando várias mulheres ejacularem seu rosto. Porém, o mercado pornográfico de mulheres que conseguem ejacular ainda é muito pequeno.

Sim, o bukkake é um castigo que se tornou fetiche de vários homens e também porque não mulheres. Acho que foi originado daí o desejo dos homens em ejacular sobre nossa face quando se pratica o sexo oral.

No orkut há comunidades relacionadas ao tema onde você poderá ver a quantidade de admiradores desta prática:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=24524710 e também

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=13838412

Lembrando que: para o sexo, independente de ser grupal ou não, a segurança é prioridade, ninguém pratica sexo com desconhecidos sem se prevenir.

Camisinha não é só para ficar na carteira!

Conscientize-se!

Freak Butterlfy.

Sexo Grupal – Swing

Olá pessoal, falarei sobre um assunto não praticado por mim, mas do qual pesquisei muito para lhes contar. O swing!

Sim digo não praticado por mim porque as pessoas acham que eu faço tudo que lhes escrevo, calma, nem tudo é assim! Bem, está é a primeira matéria de uma pequena séria sobre sexo grupal.

Quem nunca aqui teve um mínimo que seja de curiosidade em freqüentar uma casa de swing nem que fosse para ficar de voyeur ao menos, levanta a mão?

Bem eu acho que ninguém levantou não é? Bem leitores, sem mais delongas o swing basicamente é a troca de casais concedida, que seria dois casais ou mais com relacionamentos estáveis que praticam sexo grupal.

Não é visto como traição e também só será praticado por pessoas livres de pudores e ciúmes.

Há varias formas de swing, vejamos a seguir:

· Soft Swing – troca de parceiros com caricias, beijos e sexo oral, não há penetração;

· Hard Swing – troca de parceiros com penetração.

Para casais com maior interação, há outras formas:

· Sexo no mesmo ambiente com bissexualismo (masculino ou feminino);

· Sexo no mesmo ambiente com troca de carícias, sexo oral, mas sem troca na penetração;

· Sexo no mesmo ambiente com troca na penetração;

Há também tipos e variações de swing conforme sua orientação sexual, que seriam:

· MFFM: swing entre mulheres bissexuais e homens heterossexuais;

· MFMF: swing entre mulheres e homens heterossexuais;

· FMMF: swing entre mulheres heterossexuais e homens bissexuais;

· MMFF: swing entre mulheres e homens bissexuais.

Os clubes de swing são restritos para casais. Em alguns eventos temáticos são permitidos acesso de pessoas desacompanhadas e em alguns clubes é permitido o acesso de pessoas sozinhas, na maioria estes possuem espaços reservados a casais.

A maioria dos clubes de swing é dividida em dois espaços: uma boate com música de diversos tipos (gravada ou ao vivo) e um “espaço íntimo”, acessível por uma porta discreta. Nas casas de swing rolam performances, strip e sexo explícito.

Cada grupo de swing tem suas próprias regras, no geral quem manda na festa são as mulheres, elas que escolhem com quem o casal irá transar e na maioria das vezes elas que se divertem mais, pois na grande maioria as mulheres do circulo de swing são bissexuais.

Havia um programa no MaxiPrime chamado Swingers Party, que contava historias de casais que sempre realizam festas private, ali era mostrado o funcionamento e as regras do mundo dos praticantes de swing. É claro que para entrar nisto você não pode ter vergonha, ciúmes, deve respeitar as regras dos outros casais, e claro ter um bom estoque de camisinha.

Em muitos casos quando há um grupo já formado que sempre se reúne para fazer trocas, são realizados teste de HIV, mesmo assim é utilizado preservativo, mas como rola uma variação de sexo, oral, vaginal e anal… ao há camisinha para língua para que se possa praticar sexo oral em mulheres.

Então para quem quer penetrar neste mundo alucinante, previna-se e busque clubes de boa índole.

Boa diversão,

Freak Butterlfy.