RSS Feed

Tag Archives: ditados

Quem não chora não mama

Machismo ou feminismo a parte, uma coisa é fato: “quem não chora não mama!”. Achar que seu parceiro é o expert, que manja tudo na cama, que vai te levar aos céus, bem, seria o ideal, mas não é o real.

As pessoas perdem mais tempo reclamando da qualidade de suas vidas sexuais, do que tentando encontrar uma solução. Primeiro, devemos acabar com um paradigma: homens, se você foi o ‘fodão’ da vida de alguém, saiba que isso pode não ocorrer na vida de sua atual parceira. Cada qual com seu buraco, cada qual com seu gosto. Não podemos em hipótese alguma levar em consideração a relação passada para se tornar base na do presente, cada relação é uma nova descoberta, o que é mais divertido do que descobrirem juntos?

Cada toque, cada beijo, o cheiro e o sabor, o que gosta e o que não gosta… Mulheres, não se calem, não finja. A coisa mais ESTÚPIDA a se fazer foi aprendermos a fingir – ok, preciso abrir meu coração a vocês e dizer que para alguns casos há exceção, como naquele sexo casual que o cara é um bosta, não goza nunca e tudo o que você quer é que ele chegue lá o mais rápido possível e você quase implora pra ele gozar e então escuta “só depois de você” – pois no final das contas, você não ganha nada fingindo – a não ser que esse seja seu ‘ganha pão’.

Vale ressaltar aqui para os homens também que: não leve o que viu no filme pornô pra cama!!!! Se você achou algo muito interessante e quer arriscar, converse com a parceira e chegue a um consenso, mas não pense que o que acontece naqueles filmes, seja o que desejamos na vida real. Até porque não somos artistas do “Cirque du Soleil” pra tanto malabarismo e posições que as vezes deixa nós mulheres constrangidas.

Outra coisa é insistir no que ela não gosta, claro que como qualquer coisa, pra não gostar você tem que provar – não leve em consideração o que suas amigas falam sobre determinadas coisas, o que é ruim para uns, pode ser o paraíso de outros, afinal, nossos corpos são diferentes, mesmo que sejam gêmeos, ainda são diferentes – se para você determinada posição é o máximo, e pra ela um martírio, saiba que ela pode até ceder, mas isso será única e exclusivamente para te agradar, e não é isso que queremos, não é? – não falei com vocês egoístas de plantão!

Ouvi esses dias um rapaz falando pra outro da “mulher GPS”, realmente, falar demais é chato, pode até soar menosprezo, pense: ele tem as ferramentas, sabe usá-las, – ok, alguns não – porém, não sabe ainda usá-las da forma que mais te agrade, o mesmo vale para as mulheres, então, deem boas-vindas ao diálogo, falem o que gosta, ajude seu parceiro a encontrar o que lhe da mais prazer e vice-versa.

Conversem, fale bobagem, riam descontrair ajuda a falar sobre essas coisas que ainda insistem em ser tabu para o casal. E lembrem-se: Ninguém nasce sabendo tudo, assim como ninguém vem com um manual de instruções.

E já que o assunto foi descoberta, aqui vão algumas dicas de joguinhos que podem funcionar para descontrair o ambiente:

  • Dadinhos pro Prazer;
  • Caneta comestível – a imaginação é o limite, desenhe em seu corpo lugares que gosta de ser tocado (a), ou escreva o que gosta que façam em você e com você;
  • Raspadinha divertida;
  • Aviso de porta – este é ótimo para quem está esperando o parceiro chegar, pendure na porta do quarto este aviso divertido.

Desperte a imaginação e divirtam-se!

 

Vivendo e aprendendo: Ditado da vovó

Há coisas que só compreendemos ao viver, nunca pensei que um ditado de avó fosse tão real, acho que muitos já ouviram: “menina, não use calcinha furada, vai que acontece alguma coisa, você se acidenta e no hospital tiram sua roupa e você com essa calcinha?” (Saiba que isso também serve para cuecas).

É só quando você sai com aquela lingerie horrível (mas super confortável) que uma noite inesquecível de sexo pode rolar. Pois infelizmente, é raro uma calcinha que seja sexy e confortável ao mesmo tempo, parando pra pensar, para nós mulheres, conforto e sensualidade não gostam de caminhar muito justos, pois aquele sapato que te deixa com o corpo torneado, sabe aquele salto 10 ou 15, pois é no inicio até que agente agüenta, mas depois, dói! Dói pacas!

Voltando as lingeries, sorte tem os homens, pois as cuecas box, além de serem lindas são super confortáveis, em uma reunião de amigas a box foi unanimidade no quesito sexy. Por isso sou super a favor de nós termos nossas box também!

Pra não pagar mais mico quando for tirar a roupa, aprendi com uma amiga a sair e levar uma calcinha sexy. Como ela diz: leve sempre uma calcinha na bolsa, nunca se sabe quando irá precisar, e também escovas de dente.

Outra coisa que eu adicionaria é preservativo, aproveita e escolha o que te dá mais prazer, é incrível o numero de homens que não carregam camisinhas com eles. E daí empatar a foda por isso não dá né? Se eles não andam precavidos, nós devemos andar, pelo bem da nossa saúde.

Então meninas, se vão pra balada com ou sem intenção, tenham sempre na bolsa uma calcinha extra, escovas de dente (nunca se sabe quando a bebida cairá mal ou você comerá aquele aperitivo que contém cebolas) e preservativo, será seu kit de primeiros socorros do “amor” (eu sei foi brega), mas se há outro ditado certo é que prevenir é melhor que remediar, pois nem sempre encontramos o “remédio”. Afinal até seu marido pode perder o tesão se te ver naquela calçola da vovó.

E rapazes, aposentem suas cuecas do vovô e passem a usarem cueca box, pois ela pode não rir na hora, mas mulher é muito cruel quando se junta com as amigas (pronto entreguei).

F.B.

Relacionamentos: Basta! Eu vou amar mais a mim.

basta1bg7 Quando se leva um pé na bunda, se acorda para a vida! E o que todos lhe dizem quando se está no fundo do poço é que iremos aprender com o ocorrido.

Não eu, a muito eu quebro a cara insistindo sempre no mesmo erro, crer que preciso de alguém para me sentir amada e ser feliz. Por isto resolvi compartilhar das minhas trágicas experiências amorosas para que vocês caros leitores vejam que realmente às vezes é melhor estar só do que mal acompanhado.

Apesar de toda esta armadura que criei ao meu redor, há sempre alguém que consegue acertar meu calcanhar de Aquiles, a baixo alto estima e a incapacidade de achar que não encontrarei ninguém melhor. Depois da ultima relação que durou apenas 2 meses, mas que foram o suficiente para me machucar e prejudicar em vários sentidos, incluindo perder a chance de ter me relacionado com alguém realmente melhor para mim, percebi que eu só preciso de mim mesma para ser feliz, que os amores são meras conseqüências.

Já não sei mais quantas vezes alguém conseguiu me iludir, me enganar, me usar e jogar fora. Isto serve para homens e mulheres: as pessoas não são objetos, nem brinquedos que quando se enjoa e deixa de lado. Somos vivos e temos sentimentos.

Infelizmente, esta dor da rejeição não é exclusivamente das mulheres, muitos homens estão passando por isto.

A falta de coração não é exclusividade de um único sexo.

Quem brinca com o sentimento alheia, está com a auto estima tão baixa quanto a nossa, por isso fazer que alguém sofra por si o faz se sentir poderoso.

Há ditados simples que podem realmente ocorrer: “Tudo que vai voltar!”, “O mundo da voltas!”, “O que se deseja para os outros volta em dobro a você!”, e o meu predileto, “Aqui se faz, aqui se paga”.

Depois de muitas lágrimas e arrependimentos, percebi que o que passou, passou. E certas oportunidades não voltam. Nessa vida perdi a chance de estar com pessoas realmente valiosas, amorosas, das quais eu poderia ter sido feliz de verdade, não sei se para “sempre”, mas enquanto durasse.

Sinto que assim como me fizeram sofrer, eu os fiz sofrer, mas não por maldade como me foi posto.

O que sempre digo aos meus amigos que estão sofrendo por amor é: você é maior que tudo isso.

Realmente quando nós estamos nos amando tudo ao nosso redor muda, até a relação com os outros. Devemos saber que não precisamos de ninguém para nos dizer que somos lindos, maravilhosos, especiais. Nós devemos nos olhar no espelho e repetir isto todos os dias. Pois quando se esta carente pode-se cair nas armadilhas do falso amor, que nos usará até sugar todas as energias.

Somos maiores que tudo isso, e se está carente, recorra aos amigos ou família.

Tome cuidado para não se levar por falsas promessas. Eu posso dizer que realmente foi melhor assim, eu tenho meus planos e devo me focar neles e quando eu realmente estiver preparada, posso novamente me entregar a tais sentimentos traiçoeiros.

Devemos pensar em nos mesmos, parece um tanto egoísta, mas se não o fizer-mos que fará? O mundo está cada vez mais “frio” e as pessoas perdendo sentimentos, mas como tudo há exceções, pessoas como eu ou como você que crê no amor, em família, em casamento.

Então se ame mais, saiba que você não precisa de mais ninguém alem de si mesmo. Pense na sua carreira, nos estudos, em algo bom para o futuro. Redefina suas prioridades. Claro que ninguém consegue viver sem uma companhia, uma pessoa disse uma vez, pegue, mas não se apegue.

Pena que eu me apeguei. E realmente, tudo foi lição para uma vida inteira, e são pessoas como ele, ou como ela que lhe magoou, que fazem outros levarem a má fama e a generalização da má reputação.

Olhe-se no espelho todos os dias, admirando a pessoa maravilhosa que é e lembre-se que para ser feliz basta amar a si próprio que o resto virá em conseqüência.

Freak Butterfly.