RSS Feed

Tag Archives: bi

Parada da Diversidade em Curitiba/PR

<!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } –>

Se não fosse pela chuva, que causou uma tremenda gripe nesta que vós escreve, a parada teria sido um sucesso maior do que me pareceu.

Cerca de 140 mil pessoas estavam lá para participar, apoiar ou para ver as exuberantes “drag queens”. Pais com filhos ainda crianças, no meio da multidão, não sentiam medo e nem vergonha de mostrar que devemos respeitar a opção sexual que cada um escolhe para si.

Vi até uma mulher acompanhada do filho e vestida em uma camiseta que continha estas palavras: Meu filho é gay!

Legal saber que a homossexualidade não era uma doença ali. Havia respeito, não havia brigas, apenas o amor circulava ali ao meu redor.

Confesso que me decepcionei por ser minha primeira parada, mas me decepcionei foi com São Pedro que não cessou com a chuva. As plumas e paetês já não eram mais os mesmos, porem o glamour ainda reinava em alguns lugares daquela imensidão.

Diga não a homofobia! Respeite o próximo, tenha amor pelo próximo. Se você não é a favor de algo, guarde para si e não ofenda as pessoas, pode haver algo em você que ninguém goste e mesmo assim a respeitam.

Incrível como a globalização entrou na mente das pessoas e elas evoluem a cada dia que passa, e mesmo assim, estas mesmas pessoas, que se dizem modernas, teimam em atirar a pedra no primeiro homossexual que vêem. Isso é puritanismo, que eu prefiro chamar de falso puritanismo, pois quem nunca pecou que atire a primeira pedra, e isto nunca ocorrerá, pois todos nós já nascemos do pecado original.


Não vejo a pessoa ser gay ou lésbica como uma escolha e sim uma tendência que já vem do útero, sim eu creio que as pessoas já nascem para serem assim, porém acho que os bissexuais são escolhas feitas. Se eu estiver errada, me corrijam, porém esta é minha opinião!


Nascemos com o livre arbitro, porque então as pessoas teimam em querer manipular nossas vidas? Se um pai descobre que seu filho é gay, ele fará questão de forçá-lo a ser mais MACHO! O que eu acho ridículo, obrigar alguém a ser aquilo que não é!


Viver de aparência? Pra que!? Assumam-se! Temos de provar que ser homossexual ou não, não muda caráter de ninguém. Uma pessoa bem criada, com princípios não será marginal só porque escolheu ter como parceiros pessoas do mesmo sexo.


Vamos levantar nossa bandeira, sejamos gays, lésbicas, transexuais, bissexuais ou até mesmo simpatizantes da causa!


Por que todo mundo diz que ver duas mulheres se beijando é um tesão, é bonito e ver dois homens é bizarro ou nojento? Eu confesso que me assustei quando vi pela primeira vez dois belos rapazes dando um beijo cinematográfico na minha frente, mas logo depois de ver o segundo casal gay eu me acostumei e achei “fofo” o carinho que um demonstrava pelo outro. Então qual seria a diferença? Só porque duas mulheres são motivos de fetiche!? Isso é hipocrisia!


Deixamos o puritanismo hipócrita e falso de lado e tratemos estas pessoas pelo que elas realmente são: PESSOAS, SERES HUMANOS!


Chega de violência, chega de humilhação!


E mais uma vez: ABAIXO A HOMOFOBIA! VIVA A LIBERDADE SEXUAL!


Beijos a todos,


Freak Butterlfy.

Bissexualidade – Libertinos do século 21

A sociedade julga como desvio, alguns até mesmo como safadeza, outros dizem que por causa de nós a AIDS se proliferou mais rápido, mas há algumas poucas pessoas como eu que simplesmente vêem como seres normais.

Não vejo como desvio, nem como doença, nem nada destas bobagens atuais, eu penso mais além. Nós bissexuais sentimos atração por pessoas de ambos os sexos, normalmente temos a mente mais aberta, mais ampla, talvez seja o desejo de explorar tudo o que nos é oferecido.

Em uma comunidade sobre “bi”, vi um tópico, “por que fazemos melhor?”, entre várias resposta a que se repetiu por várias vezes foi: “Porque fazemos em dobro.”

No prólogo de “O Libertino” onde o poeta John Wilmont se define, ele diz que satisfaz tanto homens como mulheres. Por este aspecto, eu e muitos outros poderíamos nos considerar também libertinos, eu sei que nós conseguimos realizar os nossos e os desejos de outros, mas muitos homens e também mulheres não realizam sequer seus próprios. Então, em uma época onde a solidão rodeia muitos e está cada vez mais difícil encontrar alguém para compartilhar nossa vida, ou seja, uma pessoa do sexo oposto. Podemos dizer que tem lá suas vantagens, pois o “mercado” se duplica.

 Um Certa vez um colega me perguntou se uma garota “bi” conseguiria viver apenas com o sexo oposto. Esta é uma pergunta que realmente não soube responder, não sei como é para a grande maioria, mas conheço muitas meninas que conseguem manter uma relação comum com um homem e ser fiel a ele sem ter a brusca necessidade de buscar pelo mesmo sexo, mas claro que como qualquer ser humano, terá uma hora que ela vai sentir falta (ou não, mas muitas que conheci, assumirão sentir) e em alguns casos elas propõem ao namorado que assistam suas aventuras outra mulher, como vouyer, assim não perderão as vontades e ainda realizam o sonho dos cuecas de verem duas mulheres transando.

Acho que o que fascina os bissexuais no sexo é: ele(a) conhece todos os pontos que o excitarão.

Porém a bissexualidade passou de uma opção sexual para uma “modinha” extremamente ridícula, os EMOS. Sim, eles mesmos, meninos e meninas que adoram expressar seu amor uns aos outros beijando na boca e se agarrando. Penso que isto sim é um desvio de personalidade, ou falta dela, pois quando isto tudo passar, eles irão continuar nesta vida ambígua?

Eu sou totalmente contra a homofobia e acho que deve haver respeito a todos, independente da opção sexual que cada um escolheu para si.

Gostar de ambos os sexos não é uma aberração, desde os tempos mais remotos já existia isto, podemos ver na Grécia antiga, na França poética e decadente de séculos atrás e quem sabe até em épocas mais antigas.

Sendo sincero, havendo carinho e respeito, não há mal algum em amar a todos, não somos uma doença, não pertencemos a um “Freak Show”, acho que devemos parar de julgar certas escolhas e olhar o que há de realmente errado a nossa volta. O caos que o mundo vive! Crianças sendo mortas dentro de casa, assaltos, estupros, pedofilia e as coisas que a “santa” igreja esconde de nós. Todos somos pecadores, pois segundo ela, já nascemos do pecado.

Onde está nosso livre arbítrio?

Respeite o próximo se você deseja ser respeitado.

Freak Butterfly.