RSS Feed

A Moda não Muda

Nos últimos tempos meu interesse pelo mundo da moda anda a toda, e penso até mesmo em fazer um curso sobre o jornalismo nesta área, sei que é um caminho de pedras e ainda muito difícil no Brasil tal mercado, porém, sempre que posso vejo programas relacionados a moda em um canal especializado da TV a cabo, compro revistas, e então nas últimas temporadas, sinto que estou tendo deja vu ao ver, seja na revista ou na TV, as últimas tendências de moda, então fui a banda de revista procurar algo da coleção anterior e a nova, realmente não estou paranóica como imaginava.

A moda esta sendo recriada, no inverno passado a alta era os anos 50 e inicio dos 60, hoje os 70 está na mira da moda. Franjas, camurça, paetês, couro, oncinha, tudo continua seguindo nas tendências inverno 2011. O xadrez e a camisa jeans do inverno anterior também estão no repertório, o que quer dizer que, se você não foi a lojas de fast fashion, corra, muitas coisas que estarão ainda na moda, estão nas araras de liquidação, na Marisa, há uma variedade de peças em paetês em promoção (ao menos na daqui tem, e também camisas jeans).

Maxi-estampas, vestidos longos e soltos, franjas de camurça, turquesa e peças que nos lembram os índios de filmes americanos de western, conhecidos como “navajos”. O militar segue em frente, mas ai invés do militar do Exército, a pegada agora e Aeronáutica, sobre=tudo, calças, botas tudo inspirado na aviação.

Vamos a um resumo rápido sobre o que foi visto pelos Fashion Week:

  • Macacão ou conjuntos de uma mesma estampa ou cor, o overstyling (excesso de sobreposição) está fora. Para quem quer evoluir na moda, o menos é mais.
  • O oriente volta nas passarelas, China, Japão e Tailândia foram inspirações para grifes como Dolce & Gabana e sempre explorado por Yves Saint Laurent.
  • Estampa de oncinha, esta vai e vem, mas nunca some, porém estampas de outros animais também estão presentes nas cartelas de tecidos das passarelas, o mix de bichos com uma pitada de humor e com cromática semelhantes no estilo composé.
  • Forças armadas, como foi dito, o militar ainda está na moda, só que, ao invés do Exercito, a inspiração é na Aeronáutica, porém, se você tem aquela peça militar do inverno passado, nada como recriar e reciclá-la.
  • Viagem no tempo, só que desta vez, os anos 70 é que inspiraram muitos estilistas, seja em vestidos longos e soltos no melhor hippie chique, quanto nos as cores vibrantes da cultura disco.
  • As listras seguem em frente, mas com cores diferentes, se o monocromático da Chanel fez sua cabeça no ano anterior, agora as multicoloridas ganham espaço, principalmente as inspiradas em serigráficos de Andy Warhol.
  • Uma índia moderna, mas não qualquer índia, no melhor estilo Pocahontas, esta moda de franjas, bordados, pedrarias e tons turquesa voltaram as araras, mas claro, sem ser obvio, acrescente detalhes em outras peças não tão óbvias, não queremos um cosplay de Pocahontas por ai, a não ser que esteja em um salão de baile de carnaval.
  • Outro revival são as plumas, populares na década de 30, elas podem tornar o look glamuroso (se usadas na medida certa), bijoux franjadas também retornam com tudo.
  • Nas passarelas do exterior foram encontrados: smoking desconstruído, alfaiataria masculina, listras, atlético chique e volumes controlados, trazidos em cores e propostas sedutoras, compondo um astral-chique. Neste inverno as cores neutras e sóbrias (que não saíram de moda) perderam espaço para cores vibrantes e alegres. A transparência translúcida também apareceu em desfiles como de George Armani e Ricardo Tisci para Gyvenchy.
  • Recortes Geométricos, Vestido-Lápis, Camisaria, nossa, a moda está extensa, mas em suma todas as inspirações são setentistas. Até mesmo o tricô (moda que não curti muito) está de volta.

Realmente a moda está sendo recriada, o que nos faz crer que peças chave nunca devem sumir do nosso guarda-roupas, sempre haverá uma temporada que você as usará. Mas confesso que ainda prefiro o glamour Girly da temporada passada.

 

*Imagem retirada do Google imagens por André Lima

 

About FreakButterfly

Que fique logo claro: não sou sexóloga (apesar de que gostaria muito), também não sou formada em psicologia, sou Bacharel e Adm. Com habilitação em Marketing e agora Bacharel em Jornalismo. Tenho este blog desde meados de 2008, onde comecei a escrever por mera diversão e distração do tédio e solidão que a cidade onde morava até então me proporcionava. Com o passar dos dias, o blog foi crescendo e a vontade de escrever também. Amo escrever e espero faze-lo bem! Não estou aqui para julgar, descriminar ou fazer apologia a qualquer coisa que seja, escrevo do que gosto para pessoas que gostam do mesmo que eu, e se o ofendi, sinto muito, mas basta fechar a pagina. No mais, volte sempre!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: