RSS Feed

Automutilação – Não esconda suas dores.

Muitos pensam que pessoas que se cortam são loucas ou estão querendo chamar a atenção das pessoas, mas isto tudo vai muito além do que você imagina.

Vejamos uma definição simples do termo: “Automutilação (AM), também conhecida como Autolesão (AL), corresponde a uma forma de lesão provocada deliberadamente por uma pessoa a seu próprio corpo sem intenção de suicídio. Os atos podem ter como intenção, o alívio de emoções insuportáveis, sensações de i-realidade e apatia (geralmente causadas por experiências dissociativas como a despersonalização). Esse comportamento é listado no DSM-IV-TR como sintoma do transtorno de personalidade borderline e é, algumas vezes, associado à doença mental, uma história de traumas e abusos, transtornos alimentares, baixa auto-estima e perfeccionismo.” (Definição pelo site: wikipédia).

Apesar de serem julgados como quem deseja chamar a atenção, a grande maioria das pessoas que se mutilam estão cientes dos seus atos e muitas vezes fazem de tudo para esconder as feridas, podendo oferecer explicações alternativas para os ferimentos. Um exemplo pessoal, quando tinha 15 anos e as feridas eram mais visíveis minha mãe me questionava querendo saber o que era aquilo, eu dizia sempre que era o Cícero (meu falecido gato) que havia me arranhado. Não sei se ela acreditava, mas não perguntava novamente.

A pessoa que usa da automutilação para se punir ou mesmo aliviar as dores psicológicas não pratica este ato com intenção de morte.

O que gostaria de passar a vocês leitores é: se você pratica este ato, ou conhecem alguém, ajude!

Realmente são pessoas que necessitam de paciência e ajuda, tanto médica como da família e amigos. Não julgue sem saber o quadro clinico em que a pessoa se encontra.

Sei o que muitos passam, este aqui é meu relato, há 11 anos eu provoquei minhas primeiras feridas, e com o passar dos anos, apesar de buscar ajuda, tive diversas recaídas e até mesmo uma tentativa de suicídio do histórico, pois há horas que um simples corte não anula certas dores mentais. Por isso eu estou me expondo aqui, quero que outras pessoas consigam falar, se libertar desta dor solitária.

Mas não é só se cortando que os automitilantes se punem ou aliviam os pensamentos, há uma variedade imensa, saiba quais são:

  • Esmurrar-se, chicotear-se;
  • Enforcar-se por alguns instantes;
  • Morder as próprias mãos, lábios, língua, ou braços;
  • Apertar ou reabrir feridas (Dermatotilexomania);
  • Arrancar os cabelos (Tricotilomania);
  • Queimar-se, incluindo com cigarro, produtos químicos (por exemplo, sal e gelo);
  • Furar-se com agulhas, arames, pregos, canetas;
  • Beliscar-se, incluindo com roupas e clips para papel;
  • Ingerir agentes corrosivos, alfinetes;
  • Envenenar-se, medicar-se (por exemplo, exagerar na dose de remédios e/ou álcool), sem intenção de suicídio.

 

Saiba que com o tempo, estes atos se transformam em manias, e qualquer motivo é motivo para se automutilar.

Isto não é brincadeira, muito menos modinha emo! É sério e deve ser tratado como tal.

Não se torture, desabafe, busque ajuda.


Freak Butterfly.

About FreakButterfly

Que fique logo claro: não sou sexóloga (apesar de que gostaria muito), também não sou formada em psicologia, sou Bacharel e Adm. Com habilitação em Marketing e agora Bacharel em Jornalismo. Tenho este blog desde meados de 2008, onde comecei a escrever por mera diversão e distração do tédio e solidão que a cidade onde morava até então me proporcionava. Com o passar dos dias, o blog foi crescendo e a vontade de escrever também. Amo escrever e espero faze-lo bem! Não estou aqui para julgar, descriminar ou fazer apologia a qualquer coisa que seja, escrevo do que gosto para pessoas que gostam do mesmo que eu, e se o ofendi, sinto muito, mas basta fechar a pagina. No mais, volte sempre!

551 responses »

  1. e quais os tipos de tratamento?

    Responder
    • Aceitar ser amado por Deus e por todos que Ele coloca em sua vida lhe dando uma mao, penso que se voce segurar na mao de Deus ele pode te ajudar a freiar a automutilacao. Clamar a Jesus pedindo para que Ele expresse o seu amor para com voce vai ajudar a nao se cortar.

      Responder
      • tem pregação de bla bla bla até no blog q saco!!! vai pregar na igreja…

      • Oi, não sei onde colocar meu comentário, então vou por aqui🙂 já tem dois anos que me corto, uso normalmente pequenas tesouras e alicate, e sempre me arranho, na barriga principalmente. Teve um tempo que fiquei dois meses sobre controle, mas como você disse: temos nossas recaídas. Peço a Deus sempre para me ajudar e tenho certeza que Ele me ouviu. Achei esse blog super legal e a ideia da psicóloga é ótima! Percebi que não sou a única, e que tenho chances de me recuperar. Vou ser mais forte a partir de agora. Ninguém da minha família sabe, mas minha mãe já viu um corte uma vez, e inventei uma desculpa. Algumas amigas minhas sabem, mas não sabem como reagir e o que fazer, preciso de alguém que realmente possa me ajudar!
        Então é isso. beijos! ;*

      • Lara, sempre pre precisar escreva, isso ajuda a desabafar!
        A ajuda primeiro deve partir de ti… mas família é um bom início.. Busque também um CAPS da tua cidade…

      • Irit Grau Kaufmann

        Olá paloma!! Vc me encaminhou estes emails certo ?? Como faço p responder a todos ? Gostaria de ajudar e tentar montar um grupo, nem q seja virtual p conversarmos. Pois percebi q mtos moram fora de SP. Vc poderia pedir p eles me escreverem email? Porque respondi a alguns no site mas nao tive retorno!! E o seu email poderia me passar? Quero ajudar nao por conta do meu mestrado, mas da minha profissão e conhecimento!! Obrigada Irit

        Enviado via iPhone

      • é coisa chata,pregação todo essa falação enjoada

      • Calma julia!
        Não é pregação.. é que um pouco de fé não machuca ninguém!!!!!!!

      • Eu estou sofrendo me cortando em pedaços para esquecer os terrores que vivem em minha mente, tudo que eu menos precisa é um safado querendo acabar mais ainda com minha vida me roubando todo meu dinheiro e me fazendo seguir um cara que dizem que deu sua vida por nós, se for por isso minha vida não vale nada, por mim eu também daria minha vida a humanidade mais não tenho coragem para cometer suicídio então pelo deus que você acredita ,por favor viria me matar? estaria fazendo o mundo um lugar melhor.

      • Andressa Vilarim

        Amiga, eu sei que Deus pode tudo, eu sou evangélica, e me mutilo, sei que vai contra todas as leis de Deus mas eu sei que Ele vai me tirar dessa depressão.

      • Bryzza drag queen

        Nada a ver! até pq eu tenho automutilação e tenho fé em Deus

      • Bryzza drag queen

        concordo Taynná

    • Eu fui no psiquiatra e depois fui liberada, mais tenho atendimento com pscicologo até hoje. Mais acredito que parei com isso sozinha, pois na minha ultima vez e na inocencia eu fui muito longe e quase perdi o braço, fiquei alguns dias sem conseguir mexer a mão e não havia garantias que voltaria a mexer. Depois que voltou tudo ao normal eu ainda cheguei a fazer mais algumas vezes mais o que eu havia passado antes me assustava muito e assusta ainda, por isso comecei a diminuir e também porque tenho no meu pulso ate hoje as cicatrizes e eu não consigo fazer por cima. Também porque na minha casa ja não havia mais nenhum objeto que pudesse cortar. Assim com o tempo fui parando definitivamente e agora posso sim dizer com quase toda a certeza que parei, pois agora sim faz 1 ano que não aconteceu mais.

      Responder
      • Maitê, eu meio que parei sozinha, mais por vontade, eu acho que quando agente quer, vale mais que qualquer medicamento, mas a princípio, o médico pode nos ajudar e muito.
        Parabéns e siga firma!

    • Faz pouco tempo que comecei com isso… no começo quando eu chegava no auge da dor eu usava alfinetes ou tachinhas… passei para a tesoura… e agora uso lamina:/. Foi o único jeito que arrumei pra aliviar a dor psicológica. Eu usava blusa de frio mesmo estando calor para esconder as marcas, cheguei a passar para a perna… só que num descuido eu percebi que ninguém se importava com as marcas no braço:/.Minha família não me entende, não liga, não me apoio… só critica. Chegaram a falar que o que estou sentindo é falta do que fazer, frescura, modinha… Vou passar no psiquiatra quarta feira porque minha tia foi a única quem se importou e insistiu para os pais me levarem… espero que ele possa me ajudar a sair dessa e que minha família consiga enxergar tudo o que estou sentindo e passe a me ajudar ao invés de julgar.

      Responder
      • Querida, espero que o psiquiatra te ajude. não é frescura nem modinha, há muitas pessoas que passam pelo que você está passando, a falta de abordagem no geral, faz com que muitos pais pensem assim, é realmente complicado. Quem sabe se você passar um texto daqui com esse tanto de comentários, sua família veja que não é o que pensam ser… Espero que tudo se resolva, mas uma coisa é certa, a única pessoa que pode te ajudar, é você mesma!

        Tenha força e fé menina!

        Beijos

      • Isabella, parabéns pela coragem de falar sobre esse assunto, acredite é

        Isa

        Isabella,parabéns pela coragem de falar sobre esse assunto, acredite´já é um grande sinal de cura. Sou psicologa e entendo o sofremento que esse distubio faz sofrer,Mas você já deu o primeiro passo procurar um psiquiatra que com certeza vai lhe ajudar a fazer você lidar com suas dores e lutos sem se auto-multilar. Ele com certeza vai indicar um psicolo e juntos vão tirar você deste sofrimento. Não desista nunca de você e acredite que você vai ficar boa. Um abraço .

    • Prezada Aninha e Freakbutterfly,
      Achei este blog por acaso em minhas pesquisas sobre automutilação.
      Sou psicóloga e estou fazendo meu mestrado sobre pacientes borderline e automutilação, sobre a vivencia que está por tras deste comportamento.
      Adorei a iniciativa de vcs e quero dizer a vcs que há um enorme sofrimento emocional nas pessoas que tem este comportamento sim, ja trabalhei com pessoas assim e a minha ideia do mestrado para poder ajudar mais um pouco a estas pessoas.
      Se vcs quiserem falar comigo como podemos fazer??

      Acho que posso auxilia-los.
      Abraços

      Responder
      • oi , me preciso de ajuda pf

      • iara cristina da silva

        comecei a me corta a mais de 2 anos e até então não consigo para mais, tenho ao todo mais de 70 pontos nos braços, sempre no mesmo lugar… antes me dopava com remédios e agora comecei a me corta… to tentando para mas a ultima vez que faz uns 20 dias foi 22 pontos.. é uma sensação boa depois que vc se corta mas ai quando vc esta bem vem o arrependimento e a vergonha das cicatrizes… hj conheci uma pessoa que tem me feito muito bem um grande amigo que se importa comigo e diz se preocupar comigo… diz que se eu não parar nunca mais falaria comigo. como so separada e não tive muito o apoio do ex. Este amigo entro na minha vida pra me ajudar e ele disse que se fizer isto de novo nunca mais falaria comigo… então tenho tentado me ajudar e controlar a sensação de me corta de novo, pois este amigo me faz muito bem. me levanta pra cima, diz que so capaz e esta me ajudando como se fosse um médico…. quero parar e vo conseguir se Deus quizer…Obrigada Pamela Larissa por poder compartilhar com vc e outras pessoas.. pois sabemos que é dificil isto… tento descobrir o porque de tudo isso mas não consigo lembra de onde vem… se passei por um momento dificil quando era mais moça,criança… creio que vem de alguma coisa no passado.. pois me sinto muit frustada e minha auto estima abaixa muito… não so feia, tenho corpo legal, dois filhos maravilhosos, so capaz de fazer as coisas mas quero sair deste problema…. obrigada.

      • Pamela e Iara, estou querendo montar um grupo online p conversarmos o que vcs acham?
        Se vcs quiserem me mandem um email com o de vcs…da Pamela ja tenho.
        Iara me mande seu email ta??
        Poliana, o que vc acha de montarmos este grupo online p conversar aqueles que queiram algo mais proximo, ouvir a voz e tal?? Melhor do que eu ficar escrevendo p vcs é conhece-los!!
        abs
        irit
        aguardo vcs!!

      • Nessecito de de ajuda.!!!

      • Ana querida! Espero que tenha encontrado o que busca! Mas pense, comece se ajudando… Procure algum CAPES na tua cidade!

      • Adorei tdo que foi dito, espero que a sociedade fique mais esclarecida sobre isso, nos aceite e nos ajude.

    • Então, eu tenho 12 anos, fiz muitos cortes em cada pulso e anti-braço, havia brigado com meu pais e c minha prima, tirei nota baixa na prova, sem contar com as palavras da minha mãe me chamando de burra, idiota, imbecil, inútil, imprestável, retardada, doente, GORDA, BALEIA, e ela vive falando que preferia ter uma filha anoréxica do que me ter, eu tenho 1,61 e 68 kg, tem um ‘corpão’ podemos dizer, mas ela não aceita, e a cada briga eu sinto vontade de me cortar fundo, muito fundo, pois cada palavra dessa me magoa imensamente. Sim, já tive vontade de me jogar da janela, ou me jogar na frente de um carro, pra simplesmente acabar com tudo, mas eu tenho um motivo que me faz querer viver, a 1 ano atrás conheci a banda One Direction e eles me trouxeram felicidade e tal, mas eles me fizeram sentir melhor com a música Little Things. Eu não aguento mais ouvir ela me criticar, eu cansei, por isso apelei para a auto-mutilação.

      Responder
      • Flor, não se lastime por outros, seja mais você mesmo, e a mutilação não leva a lugar algum… é temporário… busque outras soluções, busque olhar dentro de si e lutar contra isso!

    • oi, eu tambem não sei onde comentar, então vai aki mesmo, bom eu sou homem e hetero e não tem nada a ver falar que isso é coisa de gay. bom eu tenho 19 anos e tem 1 ano e alguns meses que eu me mutilo, meu primeiro corte aconteceu em um domingo depois de uma briga familiar, eu já sofri muito com agressoes dos meus pais por causa do alcool e sempre fui muito sozinho e nunca namorei e nem nada disso mesmo com varias mulheres dizendo que eu sou lindo, eu me odeio , sou virgem e não tenho vergonha de dizer, tenho sérios problemas com isso e só tá piorando e eu não tenho nenhuma ajuda e queria muito que alguem falasse comigo, sei lá, eu não quero mais isso e já tô cheio de marcas, não aguento mais ser assim, eu não aguento mais. meu email: wesleycka@gmail.com

      Responder
      • ROSA MARIA MILIOLI

        Gostei de seu comentário, ao pedir ajudar já é um inicio para se curar, procure guardar os objetos cortantes dentro de uma caixa ou saco e os coloque bem em vista, na cabeceira da cama, na mesinha de cabeceira ou qualquer lugar onde você a visualize sempre. Depois, cole em cima dela, um papel escrito: POR HOJE NÃO. Isso quer dizer que HOJE você não vai USA-LAS, apesar das dores e sofrimentos do dia, VOCÊ NÃO VAI USA-LAS, e assim tente deixa-las por vários dias,guardadas, até deixar de usa-las.
        ISO é só uma alternativa para um alto controle sozinho, sabemos que tratamentos com terapias e remédios, também são muito eficazes.Boa sorte e conte conosco!

    • oi meu nome e pedro eu preciso muito de ajuda minha namoh se corta a 5 anos namoro com ela a nove meses e nao sei mas como ajudar.😦

      Responder
      • Seja amigo dela Pedro, ouvinte, tente saber dela os motivos que a levam a isto, e em uma crise, não fuja, ajude-a, faça com que se sinta segura, distraia ela em momentos ruins.
        Mostre que ela pode confiar em você este segredo, e que você será para ela um porto seguro!

  2. achei ótimo saber que uma pessoa passo por esse disturbio emocional e conseguiu se livrar desse maldito vicio. Gostaria de saber como você conseguiu… a “onda de adolescentes que se auto-mutilam tem só aumentado, no inicio achava que só eu era a “louca”. Mas percebi, com o tempo, que isso nao tem nada haver com loucura e sim com dificuldades de lidar com os sentimetos.

    Responder
    • eu não consigo parar de me cortar pq vem td de uma vez meus pais brigando e nem se lembram q eu existo,minha vó preferida morreu e eu nem falei pra ela o quanto eu a amo! E O ÚNICO JEITO DEU EXORESSAR OS MEU SENTIMENTOS!

      Responder
      • eu tive vários incidentes nos ultimos meses… a vida não deve ser assim querida, perdi pessoas, perdi sonhos, quase perdi a esperança… não, não é o unico jeito de se expressar, pessoa famosas, escritores, musicos… começaram a escrever ou compor sentindo sua dor… ache algo que te exprima,

    • Gostaria de saber se esta doenca tem cura ? se vcs saben de casos de pessoas que si curarao ?

      Responder
  3. Oi… eu faco isso a 4 anos e havia parado.. mas voltei a me cortar de novo e nao consigo parar…

    Responder
    • Pára quem tem noção das infinitas possibilidades de melhora. Continua quem é um ignorante e pequeno diante da dor. Quem quer arranja um jeito, quem não quer, apenas uma desculpa conveniente. “Não consigo parar” é só uma desculpa fraca, seja homem ou mulher e encare a vida, ou você nunca vai ser alguém.

      Responder
      • Você tem razão eu nunca vou ser alguem mesmo….se eu morresse seria melhor….

      • Quem tem razão Julia, capaz, você será alguém, basta querer minha flor, a questão aqui está em você desejar mudar e ser algo, nunca é tarde pra começar. Ouvi uma frase que diz: O bom de estar no fundo do poço é que não tem mais para onde ir, só resta subir!

        FORÇAAAAAAAAAAAAAAAAA

      • Você é bem cruel, é fácil falar quando não acontece com você não é?

    • Procure ajuda, isso pode ser muito perigoso!

      Responder
    • eu fasso iisso a 2 anos eu pareii no começo desse ano maiis volteii,é uma doença muiito viisiiada..É vergonhoso maiis não consego
      para : (

      Responder
      • Oi Vi, não se desespere, minhas crises vão e vem, vão e vem, ultimamente tenho estado no limite entre a razão e o desejo. Mas tenha força, não é porque caiu que não pode se levantar e seguir em frente, agente sempre pode voltar a estaca zero e começar tudo outra vez e tentar ser mais forte do que antes!

        Bos sorte!

    • você tem que procurar ajuda:\ é mesmo impossivel parar.

      Responder
  4. Foi mt bom ler td exe artigo…

    só thu pena de continuar km a mxm duvida…

    kumo é k x trata este problema???

    kumexo a entrar em desespero ja k as pexoas olham pos meus braxos i pax mhas cicatrixes km horror…medo…

    x m poder rxp agradexia…

    Responder
  5. as pessoas naum entendem como eh dificil parar, qualquer problema soh eh aliviado com a dor e o sangue quente escorrendo pelo braço…
    naum posso parar…

    Responder
    • Alexandre( fake )

      Olá!
      Meu nome é *Alexandre, e gostaria de dizer a todos que minha vida nunca foi fácil!
      Sendo homossexual, desde pequeno sofri muito bulling, e não só por isso, também por ser nordestino e negro!
      Apanhava dos garotos da escola quase que diariamente, simplesmente por ter um jeito delicado e diferenciado dos outros meninos.
      Nunca revidei, pois sei que seria inútil, mesmo pq, era eu contra todos aqueles que me agrediam! Não só fisicamente, como Psicológicamente também!
      Perdi meu único irmão, assassinado aos 23 anos de idade, qdo eu tinha apenas 19 anos!
      Sofri muito, mas infelizmente, a vida quis assim, e me conformei.
      Descobri que estava com uma doença muito grave, quase me entreguei, pois tinha motivo! Descobri que tinha HIV. Pensei em me matar, mas lembrei q tinha uma longa vida pela frente e apesar de tudo , me amava, e queria viver muuuiiitooo!!!
      Morava com minha mãe, que sempre me apoiou em tudo , sempre ao meu lado, me deu a maior força!
      Mas… mais uma vez a vida não me deu trégua e tirou ela de mim!
      Enfim… acham q isso seria motivo pra eu me mutilar ou mesmo deixar que algo ruim me derrubasse???
      NÃO!!!
      estou aqui, FIRME E FORTE !!!
      Sabem pq?
      Pq tenho amigos ,que me acolheram, que me deram conselhos, mas principalmente por EU mesmo, que aprendi com a vida que a gente nunca deve desistir , pois mesmo que alguem lhe diga o contrário, diga a vc mesmo que vc pode tudo, e principalmente se ame, pois se amando , vc pode, com certeza, ser feliz!!!
      PENSE NESSE MEU DESABAFO…
      REFLITA BEM SOBRE TUDO …
      E DIGA A VC MESMO:

      EU QUERO… EU POSSO… EU CONSIGO!!!

      Que Deus abençoe á todos!

      Responder
      • Muito obrigada por compartilhar sua história conosco, realmente você é forte, e nunca deve desistir de lutar!
        A melhor coisa é ter pessoas que te apóiem, desistir é uma palavra que deve ser inaceitável!
        Que Deus o abençoe também!

      • Olá,
        tomei a liberdade de copiar e colar seu texto na integra e enviar para o e-mial de minha filha …~

        Com certeza irá ajudar bastante.

        Muito obrigada!!!!

      • caramba sua historia é longa , você teve uma grande jornada mais superou tudo e esta ai como você disse FIRME E FORTE.

      • Nao sei se superei Danúbia, mas estou tentando, eu tive minhas recaídas, mas sempre busco ajuda, nao quero ser vencida por essa coisa!

      • nossa vc é muito forte!!! meus parabéns ..seu desabafo me fez refletir!!!

  6. Eu me auto mutilo a quatro anos, antes era apenas por motivos que realmente me deixavam com uma dor no coração enormal, mais depois de um certo tempo começei a me auto mutilar por qualquer coisa q viesse me deixar triste ou decepcionada. Eu também uso a mesma desculpa, de que foi meu gato quem fez os cortes…que ele quem me arranhou. E muitas vezes me auto mutilo por que me sinto horrivel colocando a culpa em meu gato. ‘Varios’ amigos tentaram me ajudar, mas no final todos desentiram e aprendiam a conviver com minha cicatrizes. Hoje eu tento parar ja faz alguns meses que não me auto mutilo…E morro de medo de ter uma recaida…É um alivio ver que alguem me ‘entende’ e que sabe realmente o que é a auto mutilação…

    Responder
  7. já faz muito tempo q me corto. geralmente quando fico com raiva de mim mesma. é um nervoso q não consigo conter. e geralmente escondo pois tenho vergonha q as pessoas vejam e quando alguem ve eu minto. tenho varias marcas. a mais forte foi uma vez que esquentei oleo e joguei na minha mão. Quando fiz isso morava sosinha então ninguem pode falar q faço isso p chamar atenção. na mesma hora fui ao hospital prq dor era muita, passei semanas indo lá p trocar curativo.geralmente uso laminas vidro,agulhas.eu não sabia que outras pessoas faziam isso tmb.tenho medo. ja tomei grande quantifdade de remedio tentando me matar semanas planejando e aki estou só ganhei uma lavagem estomacal.ja amarrei cordoes no pescoço nem sei p que. ja esquentei faca no foco e me queimei. tenho medo e não sei o q fazer. tenho vergonha de mim mesma e isso são coisas q vc não pode falar p pessoas q te conhecem.

    Responder
    • jesus te ama muito!procure ajuda de outras pessoas com especializaçao nessas areas creia naum se mate pq jesus esta cotigo! eu sei pq ele te ama muito ,eu tive um desejo no coraçao enorme de falar isso pra vc! vc é um tesouro muito grande pra Deus!!naum se importe com o q as pessoas más falam pra vc! o maior está contigo e vc pode vencer essa luta em nome de Jesus!

      Responder
    • Andressa vc precisa ter fé, acreditar em ci mesma. JAMAIS duvidar de que vc é capaz de superar isso td. Tenho amigas que são assim, vc precisa desabafar com alguém de confiança.
      Normalmente quando elas faziam isso, eu dizia para elas olharem para si no espelho e dizer: EU SOU ÚNICA, NINGUÉM VAI ME BOTAR PRA BAIXO, POSSO SER FELIZ, SOU PERFEITA DO MEU JEITO E NINGUÉM VAI ME MUDAR. diga isso á si mesma(o) a acredite, ponha nas mãos de DEUS E DE VC!!!!
      FOCO, FORÇA E FÉ!!!

      Responder
  8. eu me motilo desde outubro de 2008,é muito doficil pra mim falar sobre isso,eu faço tratamento mais meus pais dizem que eu faço porque quero mas oque eu sinro so eu sei,o tratamento nâo esta ajudando muito sempre sinto esse desejo de se cortar eu tenho escondido em meu quarto uma caixa com laminas e navalhas,eu me sinto no fundo do posso
    meus braços sâo cheios de cicatrizes,geralmente é antes de tomar banho porq é mais facil de se lavar a água fica até alaranjada de tanto sangue
    minha intençâo naum é se matar mais sim me aliviar de raiva e angustia q estou sentindo

    Responder
  9. k horror nao sei pk eu faço isso, há alguns anos sofri uma decepção amorosa e comecei a perfurar meu queixo com uma pinça, sangrava e sangrava , as pessoas me perguntavam pk eu fazia isso, eu estava me desfigurando, meu queixo ficava cheio de buracos feitos pelas cicatrizes, tinha que sair na rua com esparadrapo no queixo pra esconder os machucados, eu ficava horas nesta pratica sinistra. Com o tempo eu comecei a mutilar uma parte do meu corpo onde as pessoas nao pudessem ver e ficarem comentando , ai comecei a mutilar minha virilha com pinça de sombrancelhas. arranco pedaços e sangra muito, nao posso andar de tanta dor, é dificil ate tomar banho pois arde muito….coloco pomada pra aliviar a dor, mas continuo na mesma pratica, fico horas e horas fazendo isso e nao sei quando vou parar, meus dedos ficam cheios de sangue, haja papel higienico pois fico secando o sangue com ele, o chao do banheiro tambem fica sujo de sangue eu tento ter o cuidado de limpar tudo muito bem pra ninguem perceber o que eu estava fazendo no banheiro, quando estou me mutilando fico pensando …sera k tem muitas pessoas fazendo isso ?estou fazendo terapia com psicologa mas ainda nao comentei isso pra ela….gostaria de saber o pk disso, por enquanto nao consigo parar.

    Responder
  10. me corto a pouco tempo, e me sinto tao perdida
    eh bom saber q nao sou a unica a fazer isso.
    ja tem umas semanas q nao me corto com a lamina
    mais fico arrancando a pelesinha do labio.
    tenho vontade de me corta praticamente todos os dias, e fico me controlando,tenho muito medo q percebam.
    e mais medo ainda d nao conseguir parar.
    tenho duas amigas q sabem, mais disse a elas q eu parei.
    e nao consigo falar sobre isso.
    nao me corto com intençao d me matar, mais tenho muita vontade d morrer.
    ja planejei varias vezes, mais nunca as fiz.
    nao quero continuar assim
    mais nao sei como parar
    queria q nada fosse assim.

    e pra quem nunca se mutilou, nao o faça jamais, pq eh horrivel. conviver com os cortes e as cicatrizes,e ainda ter q esconder d todos.

    Responder
  11. quando me mutilo me alivio adoro ver o sangue escorrer meu medico pediu pra eu prometer a ele q nao faria mais isso, nao sei se vou conseguir !!!!é dificil de controlar!!

    Responder
  12. minha filha vem se tratando com psicólogo e psiquiatra, juntamente com remédios, ela tem recaídas, mas não encaro como fracasso, temos que dar tempo. se voce se tratou, quanto tempo levou para perceber uma melhora significativa. espero sua resposta, obrigada, nunca desista de você

    Responder
    • Querida Claudia!
      Eu ainda me trato, mas de uma forma mais espiritual do que com remedios, tomei anos e anos de remedios até sedativos, mas acho que é força de vontade mesmo e apoio.
      Eu recebo muitas criticas e puxões de orelha de quem vê minhas marcas que não se apagaram ainda, mas sempre escuto: “vc é maior que isso, vc não precisa disso!”, agente mesmo sabendo que nãoprecisa disso, acaba fazendo porque muitas vezes é algo maior que nós mesmos, a dor!
      Eu não vejo como fracassos as recaidas, sei que agente pode limpar as feridas e recomeçar novamente, e com apoio da familia melhor ainda, esteja sempre atenta, ao lado dela, escutea, mostre que ha um caminho melhor, diga pra ela escrever😉
      Beijos e força!

      Responder
    • Claudia,
      Gostaria de me comunicar mais com vc, visto que sou mae d uma adolescente que tb se automutila. Minha filha jah comecóu o tratamento com psiquiatra.

      meu contato: acmbarreto@hotmail.com

      Obrigada!!!

      Responder
  13. Oi…
    Auto mutilo-me a 1 ano comecei o tratamento alguns meses com uma psicóloga tem me ajudado muito as vezes tenho recaídas, mas não vou desiste
    Aconselho todos a se tratar

    Responder
  14. ( nome falso ) Luana

    Olá,bom como o autor mesmo disse isos não é uma doença, e sim um problema venhO sofredno com isso a alguns meses começei tudo porq sofri muito com uma decepção amorosa então aprendi nos cortes q isso aliviava a dor do abandonO,anos c passaram fikei curada por uns tempos… voltei a namora + depois d 1 ano d namoro estOu sofrendo novamente,as brigas me fazem fika péssima então eo me corta pra raiva e pras magoas passar…agora mesmo a 20 minutos atras eo estava me cortando estou com as coxas e as canelas cortadas estão sangrando + alivio a pressão da magoa e a dor ki estava sentindo d ter sidO mau tratada pelo meU namorado arrumanos uma briga e então ele fopi grossO e friO comigO … ..é complikado pesso ajudaH

    Responder
  15. Comecei aos 11 anos de idade, com o intuito de tirar possíveis impurezas, como cravos. Percebi que isso aliviava a tensão, os problemas eram esquecidos. Com o passar do tempo evolui de cravos para qualquer pequena elevação na pele, ou seja, hoje em dia expremos meus poros, que contém as células de gordura da pele, algo meio branco e com cheiro de gordura, que misturado com sangue se torna viciante.
    Houve uma época em que consegui parar, mas voltei e recentemente não consigo me controlar.
    Eu não preciso de nenhum motivo aparente para praticar tal ato, basta qualquer momento sozinha.
    Meus pais me ajudam um pouco, mas o grande apoio vem da minha irmã.
    Já fui ao médico e ela me encaminhou para o psicólogo, mas minha mãe julgou não ser necessário e não fui.
    Me incomodo muito com essa situação, sinto vergonha, invento mentiras, me escondo atravez de maquiagens, casacos, não posso usar blusinhas nos dias de calor..
    Não quero mais viver assim, por esssas e outras sempre estarei lutando…e quanto a vocês “companheiros” desejo sorte para conseguirem se livrar deste mal que nos assombra.

    beijos a todos.

    Responder
    • Olha também sofro com a automutilação e comecei o tratamento com a psicóloga há alguns meses e posso lhe garante que ajuda muito pelo menos no meu caso esta ajudando.
      Não posso lhe dizer que vai passar de uma hora pra outra é preciso muita força de vontade, mas um psicólogo iria te ajudar muito.
      Beijo

      Responder
    • Pode me escrever sou psicologa e quero te ajudar viu!! Sei como é este sofirmento dentro de vcs e como é difiicil conviver com ele!!
      me escreva
      igkaufmann@uol.com.br, sem vergonha ou medo, pode me escrever ok?
      IGK

      Responder
  16. Completando..
    “Quando acabam os estoques” do braço, parto para pernas, pescoço, peito, barriga, rosto, até a vontade passar..aeém do mais meu TOC não pára por ai..também mordo as partes das bochechas, lábios, e tenho tremedeira involuntária nas pernas..
    Alguém sabe qual o tratamento para esses transtornos?

    Responder
    • Nanda que bom que vc continua na luta! todos devemos sempre pensar assim e ser-mos firmes, tais coisas nao podem nos abater mais!

      Olha o tratamento é acompanhamento terapeutico, com uma psicoterapeuta e em alguns casos com medicação para diminuir a anciedade!

      há casos tb de busca pela cura espiritual, em centros espiritas kardecistas! beijos
      e tenha força!

      Responder
  17. Paradoxal. Você realmente pensa que uma pessoa com distúrbio de personalidade limítrofe demanda ou deseja demandar ajuda, por se desabafar? Não.

    Ademais, isso, em fato, não auxiliaria em coisa alguma. Não. “Desabafar”, como você coloca, não é suficiente, antes, é assaz pouco e infértil, ao lidarmos com uma patologia mental. Não.

    Responder
  18. Ola.. seu relato sobre a automutilação é bom e bem informativo, muitas pessoas que o fazem são por esses motivos q você relata.. porem há um grupo de pessoas que se automutilam apenas pelo praze q a dor traz pra elas, sem estarem agoniadas ou com algum transtorno emocional, dificil de se crer mas masoquismo traz prazer também…

    Responder
  19. Se eu me esmurrar… posso ter uma doença mais séria ou é só frescura minha? As pessoas me dizem que é coisa de adolescente e que sou exagerada… dizem que quando crescer passa.
    Mas é muito ruim cometer auto flagelo, e me sinto culpada depois pois isso machuca a mim e as pessoas que amo.
    Isso é só frescura? Ou posso ter alguma doença mesmo?
    Gostaria de esclarecer essa duvida =)

    Responder
    • Acho que o pior de tudo é que as pessoas pensam que isso é apenas uma bobagem que passa, mas há casos em que tudo pode piorar!

      Por precaução busque ajuda medica, isso não é vergonha alguma e o medico fará total sigilo. Ele poderá lhe dar um diagnostico melhor! Claro que temos casos de pessoas que fazem isso por modismo, mas no meio disso, há aqueles que sofrem e levam o titulo dos modismos.
      Primeiro vc deve desejar melhorar e se controlar, pois uma dor fisica depois que alivia vc percebe que o psicologico ainda ta lá!

      Responder
    • Oi jujuba! Não meu amor isso não é frescura não, e vc sabe disso não fique se torturando mentalmente dizendo a si mesma que isso é frescura. Compreenda que vc é uma pessoa fragil, que não aprendeu a lidar com suas dificuldade de outra forma. Mas lembre se de que vc precisa se modificar porque depois isso te traz vergonha, dor e remorso.Abraço

      Responder
  20. Olá! Eu tenho esse problema ha muito tempo de me cortar… Ja houve uma altura que tinha parado, mas agora voltei de novo a fazer, tive uma recaida, pensava que tinha ultrapassado isso, mas afinal desiludi-me. Não consigo ver o que seja cortejante que quero logo o fazer..Quando corto-me sinto bem, não tenho dor, simplesmnete fico a olhar para o sangue a escorrer… Gostava de parar de x,mas as x é mais forte… O odio e a raiva que mts x tenho nessa altura desaparece… Acho que isto é como fosse um vicio qualquer como a droga, fumar, beber… Quanto mais se faz mais vontade tem-se de o fazer…

    Responder
  21. Olá! Eu tenho esse problema ha muito tempo de me cortar… Ja houve uma altura que tinha parado, mas agora voltei de novo a fazer, tive uma recaida, pensava que tinha ultrapassado isso, mas afinal desiludi-me. Não consigo ver o que seja cortejante que quero logo o fazer..Quando corto-me sinto bem, não tenho dor, simplesmnete fico a olhar para o sangue a escorrer… Gostava de parar de x,mas as x é mais forte… O odio e a raiva que mts x tenho nessa altura desaparece… Acho que isto é como fosse um vicio qualquer como a droga, fumar, beber… Quanto mais se faz mais vontade tem-se de o fazer…

    Responder
  22. Ola, eu sei o que é isso. Eu sofro do mesmo a muito tempo, mas houve uma altura que tinha parado, mas voltei de novo a faze-lo , eu pensava que tinha recuperado melhor ultrapassado, mas enganei-me tive de novo recaída. E quando corto-me sinto bem, a raiva e ódio que tenho nessa altura desaparece, quando corto-me não doí e simplesmente fico a olhar para o sangue a escorrer. Depois é não posso ver alguma coisa cortejante que só me da vontade de o fazer.. Mas tento aguentar para não o fazer por mais que custe, eu quero parar de x mas o que hei de fazer? Isto também torna-se um vicio como outro qualquer, quanto mais o fizeres mais x tens vontade de repetir…Afinal há muita gente com o mesmo problema que eu, e eu escondo os cortes e escondo tudo e refugio-me no quarto… As x tenho vergonha de mim …

    Responder
  23. Obrigada ç-ç
    Eu estou indo a um médico, e esperando o diagnostico
    Detesto quando dizem que é frescura, as pessoas sofrem, não fazem isso só por que “estão afim”

    Responder
  24. eu estou prestes a te uma recaida
    passei tres meses sem cortes, recai
    e agora estou a quase dois meses
    e a vontade esta cada vez mais forte
    e nao posso contar com ninguem
    odeio que se preocupem comigo
    ainda por cima por me cortar
    =/
    minha mae nem imagina que isso aconteça
    e espero q continue assim
    eu ja ate imagino a reaçao dela se um dia ela descobrisse =/
    tudo ela me culpa…
    to cansada, sobrecarregada
    e queendo me cortar denovoo
    to tentando ser mais forte do que essa maldita vontade
    espero q vcs tbm superem isso
    to torcendo por vcs (yn)

    Responder
    • Não desistas ! Eu tb me auto-mutilo e por vezes nao me consigo controlar😡 e doi ver a minha mae sofrer por eu me cortar , e quando tou prestes a ter uma recaida , penso nela e no que ela vai sofrer por eu tar a sofrer e a fazer isto a mim mesma .. e por vezes consigo controlar-me ! e sinto orgulho de mim mesma ! sê forte ! nunca desistas de seres feliz ! se quiseres falar , desabafar .. estou aqui . beijinho e muita força !
      serenaa.zinhaa@hotmail.com fica com o meu e-mail se quiseres falar .tas a vontade🙂

      Responder
  25. Mariana,
    que tal você procurar ajuda médica? Des de que procurei um psiquiatra minha vontade de me espancar diminuiu MUITO.

    Responder
  26. eu ate penso nisso sabe,
    mais em sei como…
    é tao dificil pra mim fala sobre isso.
    é tao vergonhoso,
    e como vou proucurar sm a minha mae saber.?
    estou tentando ser forte,
    mais nao sei ate quando
    nao sei ate quando.=/
    e obrigada jujuba, vou pensar nisso outra vez.

    Responder
  27. eu to com medo
    ainn gentem
    pelo amor de Deus
    axo que fiz merda
    eu ainda estou me controlando
    mais colokei no fotolog a musica de titas e marisa monte- flores-
    e a minha prima viu
    e gostou da musica
    e eu to morrendo de medo que ela faça isso =/
    nao sei o que fazer =/
    so aki consigo desabafar
    me digam o que fazer por favor

    Responder
  28. eu tenho uma amiga que se corta diz que a dor alivia a raiva que ela tem de si propria! Eu nao sei o que fazer com ela ja lhe disse para ir ao medico mas ela n quer ir porque diz que n esta doente i que aquilo passa! A mae dela acha que ela faz isso so para chamar atençao e quando crescer vai parar! O que hei-de fazer? gostaria que me aconselhassem tou muito preocupada com a minha amiga!
    Espero pela resposta. Obrigado

    Responder
    • No amor do Eterno

      Amados. Vivemos em mundo cheio de dores, decepções,e mazelas.Vcs estão
      tentando aliviar esses sentimentos, e sabemos que estão piorando-os.
      Um abismo chama outro abismo. Que remedio pode curar a dor na alma? Que tratamento pode curar ou aliviar a escuridão do nosso interior?Buscar alternativas em vão somente piora, pois a dor do fracasso desencadeia mais sofrimento. Porém existe sim uma solução, existe uma pessoa que perscruta as profundezas dos vossos corações. Alguem que pode toca-los na alma, alguem que se importa com vcs. Jesus queridos, somente Ele pode
      preencher o vazio no interior. Ele teve sua carne dilacerada para que
      voceis hoje desfrutem de uma vida com Deus. Sei que o Pai chora por ve-los nesse desespero, Ele estende seu braço forte e se vcs pegarem nas maos Dele e permitir, Ele tirara as trevas que invadiram suas vidas. Se soubessem a vida que os espera Nele. Não falo de religião, nem de
      doutrina, estou falando de um Deus vivo, um Pai que os ama, de uma
      vida nova, de cura e refrigério. Estou falando de esperança, JESUS É
      O CAMINHO A VERDADE E A VIDA. Não fujam Dele, todos nós fomos criados
      com um proposito lindo, e só em Jesus entendemos isso. Tive minnha vida
      transformada, já andei na escuridão como os vejo agora, mas fui resgatada,
      porque um dia disse sim, sim JESUS pode entrar e fazer morada em meio interior. QUERIDOS, ONDE A LUZ CHEGA AS TREVAS TEM QUE SAIR. ELE ESTÁ
      VIVO E BATE EM SUAS PORTAS AGORA.Vamos, não é na força de vcs que
      podem vencer, entreguem-se a um Deus que pode todas as coisas, Ele se
      entregou naquela cruz por vcs.Jesus é a nossa força, nosso socorro.Ele
      já venceu. Façam prova disso amados, quem tiver uma biblia, deixo aqui o
      desafio de busca-lo, ali encontrarão palavras de vida e de poder.
      Nao são palavras de conhecimento humano ou auto ajuda, são as palavras do criador. O Espirito Santo de Deus se revelará a quem quiser o conhecer.
      No amor do eterno. Recebam a cura em Nome de Jesus.

      Responder
  29. Boa tarde, imagino como estão sentido… Temos que ser forte do que isto, por mais que custe, pensem em algo bom e não pensem mt nisso porque vai ser pior… Eu estou a tentar não fazer mais nenhum disparate e como é que tento, não estou muito tempo sozinha, faço coisas para não pensar e não me passar aso ponto de entrar quase em trance, não sei explicar, mas é isto que tem que fazer… eu sei que não é fácil, eu tb já tive recaídas e tenho,mas tento não ter e isso ajuda, tb ajuda terem um psicólogo bom para tentar ajudar, eu já estou há mt tempo mesmo e mesmo assim tenho recaídas eu há + de um ano que não me cortava,mas voltei a faze-lo e espero recuperar totalmente sem ter + recaídas na vida… Vai ser difícil, mas hei de conseguir. força para todos o que estejam a passar por isto, sei que é vergonhoso e isso tudo,mas tb temos que encarar o problema e tentar dar a volta…

    Responder
  30. Olá!
    Chamo-me Filipa e também segui o caminho da auto-mutilação.
    Descrevo cada dia como uma batalha entre a minha vontade e o que deve ser feito (neste caso, a NAO ser feito).

    Deixo-vos aqui o link do meu blog.
    http://www.filipa-renascer-das-cinzas.blogspot.com/

    Fica mais um testemunho pessoal relativo a este tema.

    Responder
  31. POr favor me ajudem, preciso de uma palavra amiga, alguem q realmente me entenda, esses cortes se tornam vicios pra nos, salve me do nada q me tornei.Se alguem quiser ajudar :
    nelsonferreiraleite@hotmail.com
    http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=18301665153753420912

    Responder
    • Nelson Mantenha a calma! e tenha fé!

      Responder
    • No amor do Eterno

      Somos limitados em nossa força, somos limitados. O que o mundo tem para nos oferecer? Prazeres e sensações passageiras e enganosas. É desperador mesmo, quando dependemos de nós mesmos ou de pessoas e estraetégias tão limitadas quanto nós. A minha força vem do Senhor que fez os ceu e a terra, ele não permitirá que os teus pes vacilem. Dependa de Jesus, que te ama com uma amor que não foi idealizado para ser entendido, é um amor par ser aceito. Ele te mostrará quão pequeno é tudo isso para Ele. Este nada que vc sente é a falta Dele, vc foi feito para ser cheio deste amor, só Jesus pode preencher este vazio. Ele há de levanta-lo querido, eu profetizo que vc o conhecerá e será transformado através do poder do papai que te acolhe nesta hora. Busque-o enquato se pode achar. “eu não temerei o mal pois o meu Deus comigo esta, a quem eu temerei?

      Responder
  32. Ola, eu ajudava-te imenso, mas eu tb por mais que queira ajudar ñ consigo… a ajuda mais preciosa é andares num psicólogo e teres fé em Deus, ele está aqui para nos ajudar… Eu tb tenho tido mts fraquesas, eu sofro, cada x que me corto… Sinto-me mal depois de o fazer, eu tento e tento só que as vezes não é fácil. Mas eu acredito que vou ficar boa e quando nós queremos mesmo ser ajudados melhor é… Temos que acreditar que vamos conseguir e que não estamos sós, os amigos e mesmo o psicólogo está para nos ajudar e também Deus. Temos que acreditar e é dar tempo ao tempo. Um dia de cada x, ñ pensem em + nada…. Pensem q é bom quando nesse dia não há cortes já é uma bom começo… Acredita nisso, luta mesmo que tenhas recaídas não desistas… É o que tenho feito acreditar e não desistir, não é fácil eu sei disso…Mas faz isso…

    Responder
  33. Sei bem como é isso ; tenho 15 anos e me corto desde os 12. No inicio achei qe fosse um meio facil de descarregar as minhas dores ( qe no inicio eram coisas bobas) e fazer com qe as minhas frustrações acabassem. Com o tempo muitas coisas foram acontecendo na minha vida e os problemas foram piorando com isso a frequencia e a profundidade dos cortes tmb. quando minha mãae descobrio me chamou de louca e essas coisa. oqe só fez piorar. nesse momento não qria mais saber de viver.acabou qe ela escondeu tudo qe tinha ponta e lamina na casa ; e pra aliviar a minha dor psicologica eu me batia me arranhava ; me enforcava (como nos exemplos acima). hoj fazem alguns meses que não me corto mais isso ta ficando insuportavel . to tentando ser mais forte qe isso mais tenh qe a´dmitir qe pra mim isso é quase qe impossivel. Por isso desejo a todos qe tenham força e lutem contra essa vontade porqe realmente não vale a pena. e se vos conheçe algueem não julgue .. poderia ser vos
    obrigada por esse espaço
    Beijos;*

    Responder
  34. Isso e verdade nunca desistir mesmo que não seja fácil é continuar e continuar a lutar, eu digo isto porque escrevo varias x aqui no blogue e digo msm estando em baixo e com recaídas é lutar, não é fácil eu sei disso, eu continuo a ter recaídas,mas sei q não estou só…E por favor quem esteja a ler este blogue e que está a beira de fazer o 1º corte, não o faça, repito não o faça porque depois é muito difícil sair dele, seja o problema que tiver ou seja o que for há varias maneiras de resolver, a dor que possam ter com os cortes passa só naquele instante e é só uma ilusão, o que estejam a sentir não se auto mutilem, peço q não façam isso… é muito difícil voltar a atrás. Eu sei o que digo a anos que o faço, tenho alturas q não o faço,mas volta smp acontecer e espero um dia que venha a ficar boa de vez.. E quem esteja a passar por isto, o melhor é pedir ajuda, e não estão sós tem pessoas com o mesmo problema e têm amigos e se for o acaso a família e um psicólogo/a que ele/a pode ajudar a saber o que vai na alma e tenta ajudar a superar…

    Responder
  35. Falar com quem quando ninguem te escuta e vc tem carencia, quer resolver pendencias e não consegue, melhor mesmo e sentir dor para não sair chutando e batendo na cara das pessoas que por patifaria fogem de suas responsabilidade, então ja que não posso falar o que penso, transfiro todos os meus sentimento para o lado fisico pois o emocional ja esta esgotado demais

    Responder
    • Eu te entendo, mas realmente, se ferir, não é a melhor saida, eu tive uma brusca recaida… O que me deixou mais triste que me feri mais do que planejei, as vezes tais coisas saem do controle, e isso que é ruim… a cicatriz ta lá, horrivel e dolorida, não sei se como as outras ela irá se “camuflar” em meio a pele branca… Mas o que mais me “prejudica” é iniciar uma relação e ver que aquilo meio de incomoda meu parceiro… há pessoas que nao nos compreenderão nunca, e nem nós mesmos conseguimos isso… acho que as vezes, é melhor gritar e falar o que pensa… palavras doem muito… mas nao como as marcas que sempre te remetem a lembraças…

      Responder
  36. Olá, isso é verdade.. Eu não tenho grandes cicatrizes, ainda, mas com o tempo vai-se agravando, e é difícil falar com alguém se não há ninguém q nos compreenda, pensam que é chamadas de atenção ou outra coisa qualquer eu não faço o que faço por isso, e se o fizesse ia msm esconder o meu corpo das marcas e isso td…Por isso mais vale estar quieta.Agora o meu prb agravou, eu escrevo com o meu próprio sangue coisas como odeio e raiva… Os meus cortes não são mt profundos mas sinto alivio qnd o faço e o sangue a escorrer e qnd me da para escrever com ele…Eu há uma semana q não tenho o feito nd, mas tem sido difícil aguentar, e digo q vou conseguir passar esta barreira e Deus está comigo e vai-me ajudar…Sabem o pior disto é k sinto vergonha e agora vem o calor e quero ver como vou esconder as marcas nos braços… Vão me chamar de maluca se vestir roupa de manga comprida e de t-shirt vem as marcas….E complicado mesmo e quando as pessoas olham de lado para nos?Para mim é mt difícil dizer o k seja eu sofro e sofro e custa-me dizer o k vem na minha alma então descarrego em mim… E freakbutterfly’s o q dizes ta td certo… Mas é dificil qnd se faz isto ha mt tmpo ha anos, eu houve uns meses q tinha parado agora voltei de novo a faze-lo. Agora ñ é facil mesmo e digo e volto a dizer pff não façam o 1º corte.please, dp é difícil voltar atrás com o q fizeram…Espero q consigam superar isso, que eu tb o espero conseguir🙂

    Responder
  37. Olá,bom tenho 16 anos e estou passando por um momento muito dificil em minha vida,não só na minha vida amorosa mas tbm com amigos e familia e também a questão de perda…depois que minha avó faleceu minha vida acabou,entrei em desespero até que comecei a namorar e melhorei, mas depois de um tempo de namoro, meu namorado ja não gosta mais de mim e quer acabar o relacionamento, perdi amigos, e tbm ninguém se importa comigo na minha família, e agora q eu estou quase terminando com meu namorado comecei a me cortar com laminas, e não paro mais, um sintoma da doença me chamou atenção, tenho mania de me cortar e quando vejo q está querendo sarar e me corto outra vez no mesmo lugar…
    Não sei o que fazer pq sei que é errado mais não quero parar pq me sinto aliviada quando faço isso,ninguém percebe como estou triste e precisando de ajuda, acho que estou com depressão tbm, então comecei a fazer isso faz quase um mês, e não parei mais, geralmente me corto no pulso…me ajudem por favor

    Responder
    • Flor, só posso dizer que a vida realmente é dificil e as vezes agente acha que precisa muito de companhia pra conseguir superar as coisas, mas você precisa acima de tudo de você!
      Se seu namorado não te ama, da um fora nele, mostre que você é mais importante, a fila anda, uma hora você vai achar, quando menos esperar, uma pessoa que te ajude, te compreenda. Essas relações só nos desgastam e nos levam mais a baixo. eu sei demais o que você sente e passa, estou no mesmo barca, lutando um dia de cada vez…
      saiba que estas feridas lhe farão mais mau no futuro, é dificil os olhares de reprovação encima de você, eu sei pois passo por isso, e tenho hoje, vergonha do meu corpo por isso!
      você tem que começar a se ajudar tudo começa de nós!

      Responder
    • eu te entendo viu Patricia eh bem dificil mesmo,e nos aliviamos nos cortando,sabemos q eh errado mais na hora nao nos importanmso com isso soh no prazer q teremos faznedo,eu me corto a um ano e nao consigo parar eh mto dificl eh um vicio q nos faz mal,eu nao consigo falar pra ninguem pq se achariam q sou loka,mais vamos conseguir superrar td isso se Deus quiser estou torcendo por vc…bjos

      Responder
    • me add ai eu posso tentar de ajudar ana.dejesuscarvalho@hotmail.com

      Responder
    • SE quiser pode me escrever Patricia, sou psicologa e trabalho em meu mestrado com esta questao da automutilaçao. Entendo este sofrimento profundo d evcs e ja tem algumas pessoas do blog me escrevendo. Pode me escrever se quiser.
      abs
      IGK

      Responder
  38. comecei aos 18 anos jah tem 1 ano e nao consigo parar,comecei td e me cortar aliviava minha raiva,mais passou alem disso sempre q vejo vidro quero me cortar vai alem de mim,no ano passado quando minha familia viu falou vc eh loka mais nao sou…ninguem sabe oq passo pq nao consigo falar pra ninguem,e me corto ate hj me morto e aperto minhas feridas a dor me alivia,vê meu sangue me alivia.quero parar mais eh mais forte q eu nao sei mais oq fazer jah tentei parar mais fico estressada e ai preciso me alivia q eh me cortando..se alguem puder me ajuda..mais fiuqi mais aliviada de saber q nao sou a unica e q ler isso foi mto bom..

    Responder
  39. Realmente ler isso é muito bom..
    Hoje tive uma recaída, das “médias” (já tive bem pior). Estou em fase de vestibular e ando com muitas preocupações também, o que só contribui pra me automutilar..

    Me sinto culpada e mal quando faço isso, mas me veio uma frase que me fez pensar nos meus atos..”você leva da vida a vida que você leva” e fiquei refletindo, cheguei à conclusão que não quero ser assim pra sempre, nem olhar minhas marcas, ainda que não tão grandes, e lembrar de um tempo ruim..e só ajudou mais eu reeler meu primeiro comentário, acho que me deu forças de novo..

    Olha pessoal, é difícil mesmo, mas a cura tem que vir de nós, e pra vocês que não falam o que sentem é pior ainda, porque não tentam conversar com alguém confiável? é o que ainda me dá forças, porque se ouvem conselhos, aqui então nem se fale, estamos “em casa”.

    FORÇA PESSOAL!

    Responder
  40. Ola de novo, eu tive mais umas quantas recaídas, houve semanas que tive sem o fazer, mas voltou, continuo a lutar para que tudo isto acabe.Mas não está a ser fácil… Mas tenho que pensar um dia de cada vez e qnd não faço já é um começo, nunca desistir mesmo q caiamos levanta-mos de novo…Nas gostava mesmo muito parar, mas não é fácil, eu sofro por dentro, eu não choro e as x a vontade é mt mas contenho, qnd faço é… dp arrependo de o ter feito, o mal q causei em mim… As marcas q vou tento… Fico mt triste mesmo,mas é a minha maneira de me libertar da dor q sinto, da raiva e do ódio,,,Agora agravou mais pq já escrevo nos meus braços… Eu tenho fé e acredito em Deus e ele vai-me ajudar a ultrapassar isto, e não esquecer os amigos e o psicólogo,mas tb digo q não é nada fácil falar… Não é nada de nada, para mim é tudo mt difícil, mas sei q vou conseguir eu luto, mas as vezes é difícil mesmo..Por favor não se vão abaixo lutem smp contra a mutilação,mesmo q as x não consigam, não vão a baixo.Amanha é outro dia.. É o q tenho feito lutar e lutar msmo q vou a baixo… As x sinto-me mal e com mt vergonha,mas tenho q encarar isto e tentar vencer…

    Responder
  41. Olá!!Gostei desse site!Sabe eu sofri com a auto-mutilacao dos 22 aos 29 e agora com 31,tomando os remnédios certos,vivendo um dia de cada vez nao sinto mais vontade de me cortar;uma grande vitória!mas o que me incomoda agora e é uma outra batalha a enfrentar é o fato de que as cocatrizes ficaram,e nao tem como esconder visto que sao nos antebracos….desenvolvi até o vicio de qdo vejo uma mulher a primeira coisa que reparo sao os pulsos,pois como eu desejaria que os meus fossem lisos e sem marcas………..qdo tá muito calor e sou obrigada a usar blusa de manga curta eu coloco maquiagens,pulseiras,mas nao esconde totalmente….tenho ate pensado em fazer duas tatuagens em cada pulso mas nao sei….é uma sensacao horrivel,parece que todos reparam e isso me deixa constrangida,com vergonha…qdo me cortava nao era pra chamar a atencao e sim pra aliviar uma dor maior,e nao sinto o minimo orgulho dessas marcas hj….venci a depressao,controlo meu transtorno,mas as cicatrizes me anulam pois as vzs deixo ate de me divertir por causa delas….venci uma batalha e enfrento outra agora que é aceita-las sem me preocupar com os olhares alheios…o que eu faco??preciso muito de uma palavra amiga.Se alguem quiser pode me adicionar no meu msn que é tenshihime_jp@hotmail.com
    Obrigada e forca a todos!!

    Responder
    • Lu força sempre! eu tb estou na luta diária! Todos devemos continuar e nao desistir nunca, mesmo nas recaidas e tropeços!

      Responder
      • Eu nem sabia que me auto motilava, até que um dia uma manicure me chamou a atenção perguntou pq eu fazia isso comigo, me machucava de uma maneira tão dolorosa, foi ai que comecei a entender… Eu fico cutucando durante horas as cutículas das unhas dos dedos somente dos pés, sangra muito e depois a dor é insuportável… Durante anos faço isso, nem sei há quanto tempo anos a fio… E não entendia o pq até hj, é a primeira vez que eu assumo que me auto motilo é estranho não entendo pq faço isso a dor é horrível, terrível, doem os pés as pernas e o machucado em si… O pior é são as pessoas perguntando o que aconteceu e eu sempre invento as desculpa e mentiras mais mirabolantes… Nunca sou eu jamais assumi isso a ninguém até pq não sabia que tenho uma doença… Eu gosto de sentir essa dor… Durante alguns meses estava bem comigo mesma e não fazia nada disso… Mas no ultimo fim de semana alguma coisa mudou em mim e voltei a fazer… Sei que preciso de ajuda mais tenho vergonha sei lá ou medo de me tacharem de louca… Geralmente digo que estava encravada e eu tento desencravar e acaba machucando pq eu “não sei”… tudo mentira… Eu quero gritar.. Dizer que preciso de ajuda… Mais quem vai me ouvir… Então sofro calada… No meu mundinho… MGN

  42. Gostei do texto, tambem sofro com isso ha 8 anos. Tive alguns periodos em que consegui parar, mas agora voltou e parece que e pra valer. Eu faço o possivel pra esconder, e ate hoje tento inventar uma boa desculpa pra justificar as cicatrizes, principalmente uma decorrente de pontos. As pessoas simplesmente nao entenderiam…

    Responder
  43. Oi tenho 18, e comecei a me cortar com 12 anos… é muito dificil parar, mas eu tenho tentado, não me corto ja faz 3 meses… o mais dificil de superar isso é que as pessoas nãp entendem, uma vez contei pra uma amiga, mais como um pedido de ajuda e ela não entendeu pq eu fazia isso, acho q era frescura, q eu fazia pra chamar atenção, depois disso quase não nos falamos mais…
    não é fácil parar, eu não gosto de me machucar, mas qnd eu faço isso parace q por um momento todos os problemas do mundo vão embora…
    é muito bom encontrar um lugar em que de para desabafar, q a gente veja q outras pessoas tbm passam por isso… me sinto mais “normal”, menos sozinha…😀

    Responder
    • Eu te entendo Ana, minha sorte foi achar pessoas que me compreendem, acho que ninguem nos intende porque temem isto. Você vai conseguir, eu to a uns 3 meses também “limpa” as vezes eu sinto meio que falta, é estranho, mas fico feliz demais quando pessoas como eu e você desabafam e se sentem melhores, ou mais normais, como você mencionou. Eu também já não me sinto tão so”

      Responder
  44. Nossa não pensei que isso era uma doença, antes eu me arranhava e percebi que a raiva diminuia, depois comecei a pegar as facas e a me cortar, agora eu faço isso com cacos de vidro, eu tento parar, mas é muito difícil, ás vezes tenho recaída da bulimia, e é claro ninnguem sabe, uma vez eu tentei contar a uma amiga e ela disse que não gosta desse tipo de gente, que as pessoas fazem isso pra chamar atenção, eu também invento desculpas mas eu falo que foi minha cadela que me arranhou, e como sempre fui desastrada as pessoas acreditam, engraçado que aparentemente sou feliz e tenho muitos amigos, mas nunca me senti tão sozinha quanto agora.

    Responder
  45. eu passo por esse tipo de situação tem dois anos
    só consigo me acalmar depois q me corto com a tesoura
    e tomo mtos remedios.
    estou sofrendo mto com isso , mais todos me chamam de louca , perdi emprego , precisei trancar a faculdade e isso só me deixou pior.

    Responder
  46. Meu nome é Mariana estou procurando ajuda com minha amiga ela é uma pessoa mt boa mas nao sei o q fazer , tudo ta dando errado e minha mae nem liga ,minha amiga acha q sou emo e quero chamar atençao por isso ela fazia isso e agora parou ,to cansada de tudo q eu passo todos os dias para nada realmente eu quero parar mas nao sei como… nao quero pedir ajuda nao quero q fiquem me julgando e meu pai é bom mas esta sempre longe e mal consigo conversar com ele sobre minha vida por favor estou desesperada ja nao mostro meus braços por causa de marcas de cortes q fiz espelhos quebrados,laminas d apontadores,facas,garfos eu tento parar mas eu nao consigo eu falo nao! mas logo quando vejo ja ta feito
    agradeço ..
    Mary

    Responder
  47. eu me corto ja a alguns meses,ja fui ao medico contei para a familia o pastor,masss tudo que ganhei com isso foi o despreso de todos sou casada,mas a humilhaçao e a falta de compaixao começa ai,as vezes me enforco tomo pirulas e ate me arranho quando fico nervosa ou seja quase todo o tempo,as pessoas nao estao nem ai para pessoas assim, e por isso que eu ja desisti de procurar ajuda apenas abaixo a cabeça escuto e vou para um lugar sem ninguem e o auto flagelo começa as vezes a raiva é tanta que eu me esbofeteio,fazer oque né é a vida nua e crua.

    Responder
    • é realmente complicado quando não se tem o apoio da familia, o problema pode ser a falta de abordagem até mesmo da mídia, o que nos faz parecer loucas ou desesperadas por atenção, isso tudo pode até piorar, mas se vc não tem a quem se apegar, busque Deus!
      é verdade fácil não é, as pessoas também as vezes me apedrejam ou me olham torto, já perdi muita chance na vida… ontem quase tive uma recaída, mas, mesmo só, eu busco me ajudar!
      :* boa sorte tente o mesmo pra vc!

      Responder
  48. oi sou eu aqui de novo… bem eu visito o site uma vez por mes isso me faz bem .hoje eu tive de esconder minha cicatrizes que sao do pulso ate um pouco mais em cima me sinto bem fazendo isso bem aqui me sinto melhor … eu tenho doze anos e me mordia quando sentia raiva desde os oito anos isso foi piorando meu maior motivo e odio e culpa obrigada finalmente alguem que entenda

    Responder
  49. Começei a pouco tempo, talvez um mês ou nem isso, e luto todos os dias para que consiga parar, mas por vezes é tão dificil que pareçe que o meu coração vai se arrancar do peito e explodir com tantas emoções ao mesmo tempo, no inicio foi derivado a grandes discussões com os meus pais, sobre desempenho escolar, começou coisas minimas e a um tempo para cá, é todos os dias, não são cortes profundos, mas sei se continuar vão se tornar piores, então resolvi começar a escrever, porque me disseram que fazia bem, quando estava naquele momento que todos voçes percebem escrevi o seguinte: anseio a morte, estou sozinha no mundo, a morte é a única tentativa de ser feliz, já fiz de tudo, nada resulta, a dor consume me cada vez mais, preciso de cortar para não sentir. quero ir para casa, trancar-me no quarto e cortar, cortar até não sentir mais o meu braço, e olhar, olhar para o sangue que escorree suja o tapete verde flurescente do meu quarto. há vida em mim, eu não a sinto, só sinto a dor que me consume.
    Resolvi então abrir o jogo e contar, foi a melhor coisa que fiz, não foi fácil admito, sofri por ver o sofrimento das outras pessoas, a angústia, o desespero, maior do que aquele que sinto todos os dias, mas senti me melhor,não tão sozinha porque afinal tinha o apoio de pessoas que achava impossivel. não sei se vou conseguir acabar com esta batalha, mas pelo menos tentei, não sejam fracos, não deixem que a dor se instale, tentem arranjar ajuda o mais depressa possivel, á pessoas que podem não conseguir ajudar, podem fazer de conta que nem viram nem sabem de nada, mas é a única maneira que conseguem ajudar, imaginem se na posição deles, a minha mãe conseguio pelo apoio do meu pai, pois ela fingiu que não ouviu o que lhe disse. é o segundo dia que não me corto, é pouco eu sei, mas se já consegui até agora não posso desistir. a melhor coisa que fiz foi escrever, o texto seguinte escrevi ontem, quando todos souberam realmente o que se passava comigo:
    sinto a morte lá longe, não sei se foi a força de vontade própria, se a força que os outros proporcionaram por mim. mas sei a força que faço para não ir buscar o bocado de vidro guardado no interior da gaveta e tirar a dor instalada no peito. hoje posso dizer que sinto, sinto a dor das minhas costas das noites mal dormidas e da dor que instala grandes emoções no meu braço. olho para as linhas marcadas no meu corpo cada uma tem uma história de vida, vida de dor, de perda, de sofrimento. mas hoje posso dizer que venci, venci o diabo que tinha no corpo, venci a dor, venci omedo, a força foiu maior, sinto orgulho, hoje sinto, hoje consegui, hoje vivi. sinto a vida em mim. ganhei uma batalha, a guerra vem a caminho.
    Prometo que vou dando noticias da minha guerra, tentei escrever as emoções, ajuda bastante mesmo. sejam fortes, parece impossivel eu sei, eu compreendo o prazer de nos cortarmos, mas para que ? só vamos deixar cicatrizes mais nada.
    Vamos ganhar esta guerra juntos.

    Responder
  50. Meus queridos, a minha filha de 17 anos se mutila, sei que ela sofre muito e eu junto com ela. Como todos dizem: cada dia é um novo dia, um dia de surpresas… as vezes boas, as vezes não. Muitas vezes quero ficar com ela o tempo todo no meu colo, para evitar que ela se machuque… peço sempre que Deus nos dê força.
    Compreendo todos vocês, e gostaria de abraça-los da mesma forma que faço com minha filha… As vezes é tão dificil chegar até ela, por mais que eu, o pai dela, a familia e os amigos falem que ela não está sozinha, que nós a compreendemos… tem certos instantes, frações de segundo, e ela se mutila.
    Ela faz tratamento com psiquiatra e com psicologo, as vezes eu acho que está dando resultado, as vezes acho que vou perde-la.
    Um dos conselhos que eu dou para minha filha é se exercitar, principalmente quando vem a vontade de se machucar, mas ela me fala que quanto ela percebe, ela já se machucou.
    Agora, estou aqui escrevendo, esperando ela acordar para fazer o curativo em sua perna (ontem a noite ela fez varios cortes nas pernas).
    Estamos todos juntos nesta batalha, podem ter certeza a vitória já começou, pois vocês estão colocando para fora o que lhes faz mal.
    A vida é uma luta diária, com vitórias e com derrotas, todos temos nossos problemas, e cada um desenvolve uma forma de lidar com isso.
    Nós não estamos sozinhos.
    Beijos para todos.

    Responder
    • Mamy vc tem razão ocupar a mente ajuda e muito, fazer qualquer coisa quando a vontade surge ocupa o cerebro e desvia os pensamentos.
      Sua filha é uma guria de muita sorte, por ter mais que a compreende, você verá que um dia essa batalha há de acabar.
      Não sei se você cre em alguma religião, mas já pensou em buscar ajuda espiritual a ela?
      Isso me ajudou, espero que ajude outros como eu!

      beijos querida, e tudo de bom a você e sua família!

      Responder
      • Minha Linda, tenho uma crença espiritual, porém minha filha não quer nem ouvir falar em religião. Mas não desisto facilmente, na verdade, eu não desisto. Acredito no poder da oração, acredito em Deus e na força do Espirito Santo, e sei que nada é por acaso, tudo é no minimo aprendizagem.
        Tenho certeza que trocando experiencias, iremos nos ajudar a vencer esta batalha.
        Estarei sempre em contato.
        beijos

    • Oi MAMY, espero que sua filha esteja melhor!! A minha sobrinha, 14 anos, começou a se cortar tem uns 6 meses, está fazendo tratamento com psiquiatra e psicólogo, e nesta semana teve uma recaída.Disse que fingiu ter tomado o anti-depressivo. Como ajudar? A adolecência já é uma fase complicada,às vezes não sei se faço todas as vontades dela ou se dou uma bronquinha, é difícil não, ´´e? Imagino o quanto a minha irmã não deve estar sofrendo assim como você.Quero muito poder ajudar, é claro, sem interferir nessa relação de mãe e filha, alíás. a minha sobrinha anda rejeitando muito a minha irmã, isso acontece com vc também?
      Obrigada por ler a minha mensagem!
      Que Deus as abençoe e tudo fique bem!
      Um forte abraço, saúde e paz!!

      Responder
      • Oi Titia, acho que ser amiga é fundamental, eu tenho uma sobrinha, ela é novinha mas muito experta, e infelizmente quando estou infeliz ela percebe. Eu tenho medo de um dia ela passar por algo parecido com o que enfrento, e então tento ser amiga dela, converso, mesmo ela sendo criança, é bom desenvolver laços que podem mudar uma vida inteira.

        Feliz por saber que se preocupa e deseja ajudá-la, é bom quando temos apoio. Ela não vai melhorar logo, remédios levam algum tempo, recaídas acho que faz parte de vários processos, mas os passos mais importantes já foram dados, ela tem ajuda, apoio e família. Coisa que muitos não tem.

    • Mamy, eu preciso muito de conversar contigo, muito. Por favor, me responda.

      Responder
  51. Yasmin Hannah Garcia Barros

    Olá,
    quero dizer que eu me mutilo,mais quando isso acontece, me sinto aliviada,leve,solta…
    não que ajuda de ninguem,nunca estive bem sozinha,mais sempre estive,não é agora que vai mudar…
    bom,já disse tudo…
    ASS:yasmin hannah ,13 anos

    Responder
    • Bem querida, isso vai de cada um, se acha que não precisa de ajuda, tudo bem. Eu comecei com sua idade… E hoje penso que eu queria ter pedido ajuda.
      Todo mundo que faz isso sente alivio, mas é temporário, certas coisas não valem a pena.

      Responder
  52. Eu me auto ,mutilo a uns 5 anos, mas não quero mas isso, mas não tenho coragem de pedir ajuda a ninguém tenho medo que as pessoas pensem que sou louca, sofro de transtornos alimentares tenho lutado mto contra anorexia, e tenho muitos problemas me corto por que me sinto aliviada como se fosse minha droga, cura minha dor e minha raiva pela vida, corto os braços as pernas meu rosto quando me sinto feia e minha barriga tbm quando me acho gorda, o que fazer queria me livra disso mas não sei a onde pedir ajuda?

    Responder
    • oi querida, bem nao sei de onde é, mas por ser um tipo de TOC, há lugares como do AA que ajudam pessoas com problemas, já pensou em buscar um psicologo, terapeuta ou psiquiatra?
      Eu ja passei por isso também, fiquei paranoica um bom tempo por questão de peso e me machucava mais ainda pois sentia nojo de mim. Fique longe de sites que estimulem annas e mias, isso só piora.
      Você tem religião? Busque ela, o Centro espirita kardecista, tem tratamento espiritual, são bons, você terá alguem para conversar, te aconselhar e não irão te julgar. Boa sorte, espero que consiga como e eu tenho conseguido!

      Responder
      • Yasmin Hannah Garcia Barros

        Vc tem razão,estou tentanto parar,sozinha ,é claro,ninguem pode saber…se não vão pensar que sou louca …
        bom ,obrigad pelos os seus conselhos,me ajudarão muito !

      • olha que de louco todos tem um pouco! mas saiba que vc não esta sozinha neste mundo!🙂
        Tenha força, hoje e sempre, se cair? levanta-te!

  53. Eu tenho 17 anos e pratico “cutting” ou auto mutilação a 10 meses. No inicio era bem poco frequênte, mas de uns meses pra cá, tah cada vez pior.. Não me corto a 3dias, mas a vontade me consome. Sei qe preciso de ajuda, mas não tenho coragem de pedi. Tenho medo da reação de meus pais, o que mais qeria era pedi ajuda pra eles, mas nao consigo, e sei lah, eu so pra eles a filha quase perfeita, entao não sei o que eles fariam se soubessem, acho que não acreditariam.. Apenas alguns amigos meus sabem, mas acho que não me levaram a serio..
    Eu tenho medo do que posso faze.. mas não sei como muda isso!

    Responder
  54. Oi, td bem? eu nao pratico a automutilação, mas a minha irmã pratica, e eu descobri recentemente. Meus pais não sabem e apesar das evidencias, eu acredito que eles não vao dar importancia e ter a visão comum de que é uma atitude de criança mimada. Por favor, me ajude a ajuda-la, o que está ao meu alcançe para fazer com q ela diminua aos poucos até o momento q ela nao precise mais disso? eu estou perdida e preciso de uma luz urgentemente. Obrigada, beijos.

    Responder
    • é super complicado mesmo, ver alguem tão proximo se ferindo, foi dificil pro meu irmão quando ele soube, mas ele nunca desistiu, levei bronca e tudo mais, porém nunca a deixe abandonada.
      Converse, sempre que a ver angustiada, distraia, assim essa sensação ruim passa!
      Assim espero!

      Responder
  55. eu me automutilo a cerca de 4 meses, para ai à 1 mês tenho estado com uma psicóloga e admito que me faz super bem mas a vontade é muito maior, começei a fazer cortes no braço mas como minhas amigas e meus pais agora sabem, procuro novos sitios, parei durante um tempinho mas já tive bastante recaídas e agora faço cortes nas pernas, não tenho coragem de admitir sobretudo a minha psicóloga. é normal ter recaídas ? ás vezes parece impossivel parar com isto. não sei o que fazer, é mais forte que eu.

    Responder
  56. Ola pessoal, faz quase um mês que não entro no blog, mas nem por isso os problemas com a minha filha diminuiram, ela continua se cortando, no minimo um vez por semana. Somos espiritas, já tentei leva-la em uma de nossas reuniões, já tentei leva-la na igreja catolica, “Bola de Neve”, Batista, mas ela não quer nada. Mudamos de psiquiatra, pois os remédios a estavam deixando uma morta-viva. Tenho orado muito, mas é muito dificil, as vezes eu penso que ela gosta dessa situação. Eu não sei, hoje estou muito mal, preciso falar, gritar.
    Pessoal, se vocês tiveram coragem de falar sobre seu problema aqui, procurem ajuda, com certeza existe alguem que os ame e queira muito ajuda-los.
    Tenham certeza de uma coisa: quem te ama, sofre por ve-los sofrer e vai querer (e muito) ve-los bem.
    Um beijo
    Mamy

    Responder
  57. Olá, eu costumo escrever neste blogue já há muito tempo que não vinha aqui, mas tenho que dizer que a sua filha não gosta dessa situação. Digo uma coisa ela ainda não ganhou forças para se livrar do mal que está a fazer. Sabe que quando se desabafa ainda ajuda mais a perceber a razão do que a levou a esse caso. Eu também me auto mutilava desde os meus 10 ou 11 anos de idade, sim conseguia aguentar alguns meses ou anos tinha recaídas sempre. Sabe que a ajuda de um bom psicólogo ajuda não é só psiquiatra. Eu comecei a ir a uma igreja evangélica e começou a ver melhoras em mim depois com psicólogo ainda ajudou mais, tinha recaídas sim, posso dizer que já lá vai uns bons meses que não o faço Graças a Deus. Digo que não é fácil é uma luta constante todos os dias. E sempre disse aqui, que o 1º corte é depois o pesadelo para a vida. Quem faz o 1º corte já não consegue depois libertar é como outro vicio qualquer, qnd mais fazes mais vontade tens de o fazer, por mais que se queira largar é difícil, mas com ajuda e saber lidar com o problema é mais simples. Sabes também tem que vir de nós mesmo a querer libertar disso. Mas é bom ter alguém que nos ajude e não deviam de julgar simplesmente compreender e perceber a razão que levou a esses actos… Não sei se me faço entender é que a sociedade em si gosta de criticar e julgar em x de meter na pele dos outros…E Ore mt não desista e pelo que parece a sua filha mutila-se mas já não tão frequente. Pode demorar anos a ser resolvido mas não desista nem a sua filha. Um dia de cada x, tem uma recaída, não faz mal o outro dia será melhor… Peço a todos que não desistem de combater este mal é o que peço todos nós iremos combate-lo. Com força de vontade e com pessoas que estejam dispostas a ajudar será mais fácil. Uma frase que se diz mt é que nunca há impossíveis mas sim possíveis. Com tempo e dedicação irá se compor tudo.

    Responder
  58. Yasmin Hannah Garcia Barros

    Bom,queria dizer que estou cada fez pior,agora me mutilo fazendo letras nos meus braços,e tenho medo que alguem descupra e achem que sou loca,mais ninguem sabe oque eu vejo,ninguem sabe que eu nunca estou sozinha,sempre há forças do meu lado,eu sei,pq eu as sinto,eu as vejo !

    Responder
  59. Eu sabia que tinha algo além do TOC, mas os médicos incopetentes me dizíam que eu só tinha TOC, que isso fazia parte do TOC e que eu era exagerada, tava querendo inventar doença, etc. Até que hj fui no IPUB na UFRJ e lá fui muito bem recebida por especialistas em TOC, e depois de muita entrevista e consulta, recebi a notícia que meu pior transtorno não é o toc, que mais grave que isso, eu tenho Transtorno Alimentar SOE e Dermatotilexomania/ transtorno de automutilação… To péssima com a notícia, agora não sei como vai ser ter que tratar disso tudo, eu já me achava esquisita, quando finalmente encontrei uma família e pessoas que me entendiam (com TOC) e não me senti mais maluca e nem ET, agora estou me sentindo só, maluca, e sei lá mais o que… Eu preciso de ajuda, por favor entrem em contato comigo. Bjs e força pra tds vcs!!!

    Responder
    • Valeu Anna em compartilhar essa experiência com todos nos!
      por mais que queira, vc não está só, viu só quanta gente vem aqui desabafar? viu só quanta gente sofre disto! não se sinta um ET, se não eu também o seria! beijos
      e tenha fé!

      Responder
  60. Deus esta com vocês, acima de tudo vocês tem que ter amor por vocês proprias, se não se aman quem vaãao ama-las , eu confio em cada uma , nãao dessita nuk duque voc acredita e sonha, ACREDITE EM VOCÊS , tenho certeza que são meninas lindas pro dentro e por fora, vivam mais, saiam de casa pra passear, não tenha vergonha de vocês ,niguem tem que saber nada, e não devem satisfação pra niguem, você tem o privilegio da vida que é o mais importante
    amo muito cada uma de você e espero melhoras, por que eu ACREDITO e seu que sãao capas de muitas coisas, são meninas fortes

    Responder
  61. Eu comecei a me automutilar no final do ano passado, tudo começou em 2008 quando comecei a sofrer bullying, não me aguentava, ficava muito triste e pensei nessa possibilidade de me cortar, mas na epoca eu era muito nova, tinha 11/12 anos e tinha medo. Em 2009 os episodios de bullying continuaram até o meio do ano, até que um aconteceu uma coisa grave e meus pais acabaram descobrindo e foram na escola reclamar e desde então esses episodios pararam, mas dai começou o cyberbullying, não é muito frequente mas quando tem eu me sinto péssima, porq as pessoas me xingam no meu formspring, as vezes me chingam no das minhas amigas e elogiam elas e minha autoestima vai parar lá embaixo. E então ano passado eu fui muito muito mal na escola, perdi minha virgindade cedo e com a pessoa errada (e dps essa pessoa me largou :/) e meus pais toda hora reclamam de mim, todos os dias tem uma briga ou uma reclamação. E eu me sinto um lixo porq eles realmente estão certos, eles são bons pais e eu me odeio por não ser a filha que eles merecem, e o pior é que ainda tem o meu irmão que é exelente em tudo e acaba aparecendo as comparações e isso me incomoda demais, minha unica amiga começou a namorar e então ela se afastou bastante de mim, agora ela só quer saber do namorado mala dela (me sinto mt sozinha), e ainda estou tendo problemas alimentares. E desde então comecei a me cortar. Me sinto melhor, aliviada vamos dizer assim. Faço isso há três meses, meu pai já viu uma cicatriz mas eu dei uma desculpa e ngm nunca mais reparou em nada e espero que continue assim.

    Responder
  62. Olá, olha isso vai melhorar tens que ter força de vontade e nunca desistir, olha eu também cheguei a fazer uma loucura desse tipo e fiz uma iniciais e escrevi algumas coisas, mas o que isso trás para nós? Só mais marcas e nada se resolve. Tens que pedir ajuda e sobretudo seres forte. Não é fácil digo já, vai haver alturas que melhora e dp piora. Mas tu vais conseguir, acredita e pensa um dia de cada vez, não é de um dia para outro que se fica bem.Mas luta não desistas. Eu tenho lutado contra isso não é fácil mas se leres o que tenho a vir dizendo vais ver o que quero dizer. Eu também ando na luta contra a mutilação mas vamos conseguir ultrapassar. Tens que pedir ajuda ou algo do género não é fácil eu sei já disse, acredita em Deus e tem fé vais ver que haverá uma mudança significativa. Luta um dia de cada x mesmo q vás a baixo noutro dia é um dia melhor. desejo-te mt força e vais ver que ficarás bem. Pensa que vais ficar boa e não desistas mesmo. E qnd tiveres para o fazer ouve musica faz algo distrai, faz qualquer coisa, não sei qual a razão de o fazeres mas seja o q for não vai adiantar a dor ou o q seja continua lá, só que nessa altura parece que não há nda,sentes te bem,mas voltaras a cair no mesmo errado sem conta. Isso alivia de momento mas continua e ainda mais vem as cicatrizes q depois vão acumulando. E ninguém merece o nosso sofrimento. Temos que pensar assim e não sofrer, e não nos destruirmos. Força nessa luta que estás a ter, mas vais o conseguir como todos nós, pensamento positivo, temos recaídas, caímos, levantamos de novo…

    Responder
  63. Eu me alto mutilava talvez eu tivesse medo de falar,mas na realidade era como se eu me escondesse no meu proprio mundo meus amigos se afastaram me senti sozinha.

    Responder
  64. Sou mãe de uma adolescente, 14 anos, ela tem se cortado nos pulsos e pernas, e tbem usa o gato como desculpa, ja conversei com ela pedindo q parasse e sugeri ajuda psicológica. Tenho tanto medo que ela venha cometer suicidio, pois qdo terminou com um namorado vivia falando nisso. Hj passei um bom tempo lendo sobre o assunto e decidi, procurar ajuda profissional… Em nome de Jesus todo mal que esteja pertubando minha filha e toda(o) jovem ira ser repudiado. E Ele nos ajudará. Quero q vcs todos q passam por isso consigam ter a luz pra buscar auxilio, pois nao imaginam a dor de uma mãe que vê sua filha sofrer.

    Responder
    • Sim a fé é fundamental, mas ela ja tem uma coisa boa, uma mãe que a quer bem e ajudá-la, tantos aqui reclamam que a familia os condena, vc faz bem, pode ser fase, infelizmente, se ferir é até modinha, veja o circulo de amizades dela, de uma cheretada, porém discreta no que ela anda lendo, ouvindo ou com quem anda.é sempre bom estar atenta a isso. tenha paciencia que um extouro pode leva-la a ficar mais arredia, aos poucos vc consegue se aproximar. Assim espero. é dificil ver que há tanta gente assim.
      Boa sorte!
      nunca desista! :*

      Responder
  65. Sempre, quando estava estressada ou ansiosa, me coço desesperadamente até sentir arder. É algo consciente, mas sempre minto quando me questionam quando vêm as cicatrizes ou as feridas. Para mim era algo só meu e normal, até perceber que a personagem do filme Cisne Negro o fazia tbm, e pesquisando, soube q esse mal se chama “cutting”. Depois, a coisa evoluiu para abuso de álcool e de remédios que me deixassem desacordada (na intenção de apagar por algumas horas). É triste saber que isso é uma doença, coisa que muitos qdo vêm minhas feridas diziam e eu achava exagero.

    Responder
  66. … é como se toda a raiva que você sente no momento, escorresse junto com o sangue pela sua pele!

    Eu tenho medo de ter que precisar de ajuda!

    Responder
  67. OI pessoal tenho 18 anos moro em cuiaba mt tambem ja tive esse problema de me corta, me machuca bastante etc… td q descreveu ai… ta eu vim aki pra fala pra vcs q eu ja passei por td ate mais um pouco xeguei ao fundo do poço mesmo…. Mais hj isso pra mim é passado… So a paz e alegria habida em meu coração … é tão bom a alma q paz maravilhosa se vc tbm qr ser liberdo disso…. dessa pressão q oprimi tua mente…. ENTREGUE TEU CAMINHO… TUA VIDA A JESUS ELE É O UNICO Q PODE DE LIVRA DE TD ISSO…. EU SEI PQ FOI ISSO Q EU FIZ… VOU INDICA UM LIVRO PRA VCS LEIAM VAMPIRA ATE O SANGUE DE JESUS ENCONTRAM NA IGREJA INTERNACIONAL DA GRAÇA DE DEUS E NO SITE http://WWW.ONGRACE.COM.BR... entra no site dos jovens da minha igreja tbm http://www.gracajovem.com.br….. SE QUER SE LIVRA DE TD ISSO E TER PAZ E ALEGRIA SE ENTREGUE A JESUS PQ ELE DISSE “”Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve.” ESTA NAS SUAS MÃOS ELE JA DISSE VINDE A MIM ELE TE ESPERA SO BASTA VC IR AO ENCOTRO BJS FICAM TDS NA PAZ DO SENHOR JESUS ELE TE AMA…. E QR TE DAR O Q VC PRECISA…..

    Responder
  68. Oi eu li e gostei do site…
    há m,ais ou menos 10 anos eu mordo meus lábios e as mãos e há 5 anos me corto e vou falar uma coisa… Não desejo isso a ninguem e as pessoas que pretendem fazer o 1 corte pare e pense mais um pouco… vc perde totalmente a liberdade, vc nao vai poder usar qualquer roupa e vai mentir para todos… Por favor não façam isso eu luto para parar mais éé muitos dificil.

    Responder
  69. Sou mãe de uma filha de 16 anos, que há uns 03 anos se multila. Fazia cortes em partes do corpo que eu não percebia, descobri o problema, muitas coisas aconteceram e achei que o problema estava resolvido, até irmos ao médico por um outro motivo a poucos dias e ele ver os cortes escondidos no braço dela. Perdi meu chão.
    Não sei como ajudá-la, pois ela não aceita conversar sobre isso, principalmente comigo, não sei mais se quer como tratá-la, pois não entendo o porque deste comportamento.Toda a nossa familia sofre, pois a amamos muito, mas infelismente eu acredito que ela não sente o amor que temos por ela, e o quanto ela é importante para todos nós.
    quem conseguiu sair disso, como conseguiu? Para quem é mãe…o que fez?Preciso de ajuda..ela não aceita ir a um psicologo..
    Por favor me ajudem a ajudá-la.

    Responder
    • Eu imagino seu sofrimento, pois já o vi estampado em meus familiares, chorando enquanto eu estava no hospital fazendo curativos. O dicifil e ela não desejar conversar, pois tudo que as vezes desejamos é isso.
      bem eu to saindo disso, por vontade mesmo, um dia eu vi esse tanto de cicatrizes em mim, e quando as pessoas me olham e vêem isso, sentem pena, o olhar delas me deixou sem chão, eu também vi que os cortes são paleativos, é só no momento, depois vem tudo novamente, incluindo remorso de ter feito isso comigo novamente, eu busquei ajuda espiritual kardecista, e foi bom.
      Espero que você consiga, de coração quero que todos consigam superar isto!

      Responder
  70. Elison Gustavo Ivanes Nogueira dos Santos

    Eu tenho 17 anos e tenho estes sintomas desde pequeno… da ultima vez foi numa briga com a minha mãe a dois dias que peguei uma faca e queria cortar os punhos me mutilei todo nos braços…. Tenho um certo problema com a familia por ter nascido homossexual… isso eles aceitaram mais raramente deixam eu fazer o que quero…. nem mudar meu proprio penteado eles deixam…

    Responder
    • Nos ja somos discriminados por nos cortar, avalie pela opção sexual, é triste que nos dias de hoje isso ainda seja um tabu. Cada é o que tem de ser. Só te digo, não se abale, ainda há muito chão na sua vida, muitas batalhas a travar, você deve ser forte, pra superar, vencer, conquistar e provar que você é melhor do que muitos que o julgam!
      não caia querido, siga em frente, não se machuque por quem não liga pelo seu sofrimento!
      beijos carinhoso, tenha fé!

      Responder
  71. Obrigada pela resposta….Peço a Deus todos os dias para nos libertar desse mal….eu não tinha consciencia de quantos jovens sofrem desse problema, e fico imaginando quanta dor existe no coração de cada um, sempre pergunto para a minha filha, o que te atemoriza tanto para que você queira ter uma dor fisica para esquecer da dor emocional…mas ela se cala…as vezes fala que é culpa minha….
    Eu creio na cura da minha filha, e a partir de hoje coloco todos vocês em oração também, pois somente Deus pode aliviar essas dores e tirar tudo isso de todos os jovens que fazem essa pratica. E muito dificil assistir a isso com alguém que você ama mais que tudo e não poder ajudá-la, não poder aliviar em nada o sofrimento…Mas eu peço a Deus para me dar força, para superarmos tudo isso, e isso ficar em um passado muito distante para a minha familia e para a de vocês também. Vou continuar olhando o blog, achei muito interessante, porque aqui ninguem gosta do que faz, todos querem sarar, e um dando força para o outro fica menos dificil….
    Que Deus abençoe a todos, e semente o fato de não aceitarem isso na vida de vocês, já uma porta para a Cura….

    Responder
  72. Uma amiga minha se corta a pouco tempo, eu quero ajuda-la pois ela é especial para mim por favor me ajudem…

    Por Favor…
    Muito Obrigado!!!

    Responder
  73. Nossa…
    Eu achei que quem pratica auto-flagelação fossem só os que se cortavam, etc.
    Pois se morder-se ou esmurrar-se,alem de enforcar-se por alguns segundos é, então eu faço isso.
    Eu sou muito critica e severa comigo mesma e minhas ações, muito perfeccionista também. Sempre que acontece algo que frustra muito ou algo não dá certo, um projeto que não consigo desenvolver direito, eu custumo batar na cabeça ou morder as mãos. Sempre achei isso meio de maluco, mas sei lá, não era tão ruim.

    Responder
  74. Oi tenho 17anos, passei meu ultimos 12 anos convivendo com dois tios drogados dentro de casa, tentaram me matar 7 vezes, a policia em um mes foi na minha casa 24 vezes… e com isso teve um dia em que fico muito ruim a situação tivemos que nos mudar em um dia, para a casa da minha avó por parte de pai, ele ja foi internada em um manicomio e saiu por acabar fazendo amizade com algumas infermeiras de la, ela tentou estragar o casamento dos meus pais.
    Eu cortei os pulsos varias vezes, e tomei uma cartela de calmantes da minha mae… eu gostaria de parar mas nao consigo, sinto triste a todo momento.

    Responder
  75. Tenho 17 anos e fiz meu primeiro corte com 15 qdo passei por um momento de muita pressao,minha mãe e meu pai brigavam comigo tdu oq eu fazia estava errado e isso acabou me gerando mta pressao e para aliviar resolvi me corta,o primeiro corte a sensação q eu tive foi maravilhosa,conforme eu ia me cortando a angustia passava,foi um corte grande que tentei esconder com mangas compridas,depois disso fiquei mto arrempendida,e sempre qdo me estrassada,ficava decepcionada,frustada com raiva me cortava para aliviar a angustia tenho q dizer q meu namorado contribuiu mto para isso,me fazendo sofrer me magoando dizendo coisas horriveis,me maltratando tudo isso foi contribuindo para piorar mais o meu estado,alem de cortar o braço,começei a cortar a perna a barriga e hoje me encontro com 9 cicatrizes no braço esquerdo e 12 no braço direito.na perna esquerda 5 cicatrizes grandes e no direito 8 cicatrizes grandes tbm na barriga 4 pequenas,ao tdo 38 cicatrizes,terminei com meu namorado,pois se ele não me ajudava não podia me fazer ficar pior.começei a fazer terapia e consegui me controlar um pouco a vontade ainda é mta é como se fosse um viciu,agora qdo fica nervosa procuro ouvir uma musica q eu gosto,escrever o que to sentindo e depois rasgar ou queimar o papel,é uma forma de vc descontar tdo sua raiva e angustia,sem ser em vc mesmo,mudei a 2 meses não me corto, e agradeço a deus pq sempre qdo vou recair peço ajuda a ele e ele me da força pra sair disso, as cicatrizes vão ficar pra sempre,mas não quero ter outras,pois só fica o arrependimento disso tdo

    Responder
    • que bom, espero que não desista e siga em frente… Tem uma fase na vida que tudo que fazemos parece que é errado, não podemos ser nós mesmos e os pais nos criticam e pegam no pé… é assim, nao se deixe abater por isso, tenha fé e siga em frente, supere seus medos. Realmente parece um vicio, mas depois de passar por uns dias ruim de controle, voce vê que é possivel ficar sem a dor!

      Responder
  76. tenho 16 anos , me corto quanto estou nervosa ou angustiada mas nao chega a sair sangue , tenho marca nos braços e isso pra mim ja se tornou normal parece que alivia , vai embora meus pensamentos mas quando eles voltam torno a fazer novamente , nao tenho controle sobre meus atos quando estou nervosa isso me acalma .

    Responder
  77. Me auto mutilo vai fazer 3 anos ‘ começei apenas me batendoo , enforcando , me aranhando , u nem sabiia q isso tinha um nome nunca tinha ouvido falar disso a 2 anos atrás até q tevi um dia q discuti com a minha mãe & me tranquei no meu quarto e começei a me bater peguei uma tesoura que estava em cima de umas revistas e fiz um corte no meu pulso , eu ñ tava pensando e nem sei pq fiz akilo , o sangue pingou na capa da revista e no lençol da minha cama fui limpar e abr a revista e vi uma materia q pulblicaram la o nome era: ‘ corpo feixado ‘ li toda e assim o quanto eu mais lia me encaxava com td escrito , e descobri que eu n era a unica e q isso é uma ‘doença’ um ‘viciu’ ….. agr tenho 13 anos apenas :// tenho mts cicatrizes no pulso e e nas minhas pernas sempre arranjO uma desculap para minha mããe , começei aos 11 com a separação dos meus pais , brigas , angustias , despreso , e agr é um viciu eu ñ consigo parar e ta piorando uma professora minha descobriu e me ameaça ‘ diz q irá contar as meu pais . eu ñ aguento isso :/:/ me ajudem si poderem :/?

    Responder
    • Bem Kethellen, eu recomendo que tente parar, ou busque ajuda com sua mãe, ok, nem toda mãe compreende, é um susto saber que um filho se machuca pra aliviar a dor. Eu comecei aos 13 anos, e pelo mesmo motivo que você, hoje aos 26 a crise familiar ainda é a mesma, mas me diga, você acha que algo irá mudar nesta sua atitude? as coisas irão melhorar, sua depressão vai acabar? é um vício sim, mas como todo pode ser curado. pessa ajuda, não tenha medo, faça algo por você, eu já tive altas e baixas, mas estou seguindo sempre em frente, não desistir e ter fé é a palavra de ordem!

      Responder
  78. Olá venho dizer que depois de tudo o que tenho andado a falar posso dizer que já estou curado limpa. É passado para mim só habita uma paz está tudo mais calmo. E eu vou vos explicar. Como tenho vindo a dizer acreditar em Deus e ter fé é onde está a virtude eu dei a minha vida a Ele e agora posso dizer que estou bem. Não tenho já aqueles momentos de ter que o fazer. Estou com uma paz dentro de mim, estou leve e bem. Como já li aqui se queres ser libertada/o desse pesadelo é isso mesmo entrega a tua vida a Deus a Jesus Cristo e vais ver que vais ficar melhor e não haverá mais sofrendo. Jesus Cristo sofreu por nós.Ele levou connosco os nossos pecados. Nós não temos que sofrer, não há ninguém neste mundo que mereça o nosso sofrimento. Chega mesmo, livrem-se disso eu livrei e estou contente porque posso dizer que estou livre.🙂 Agora é pensar noutras coisas boas e todos nos temos tribulações, agora temos é que batalhar e não dar a parte mais fraca e não levar para caminhos menos bons. E se tiver com problemas não irem por maus caminhos passem ajuda. Recorre a Deus e recorre a médicos fala com amigos verdadeiros pais entre outras soluções. Mas não façam a maior besteira.

    Para todos vocês só posso dizer que vão conseguir libertar desse mal. Tenham paciência e não desistem. Tudo é possível, não há impossíveis.

    Responder
  79. Eu tenho apenas 14 anos de idade, e essa foi a 1° vez q eu me cortei.
    Eu fiz isso por não aguentar mais a cobrança de todos os meus familiares, eles querem que eu seja a menina “Perfeita” mais eu não sou, eu não aguento mais todo mundo me dizendo o que fazer, e amar um garoto que ama outra me deixa mais pra baixo ainda. Eu me sinto como se eu fosse incapaz de fazer com que alguém me ame de verdade, e a únik solução que eu encontro para amenizar parcialmente esse sofrimento é me auto-motilando.
    Ninguém sabe que eu faço isso, pq se soubessem ninguém me entenderia

    Responder
  80. eu sei que se calhar não é o melhor sitio para falar disto mas não encontro nenhum site sobre isto, foi auto mutiladora, durante pouco tempo comparado a muitas pessoas que todos os dias escrevem o seu problema aqui, mas felizmente os meus pais deram me um grande apoio sobre este assunto, andei numa psicóloga mas depois desisti, achei que já estava boa mas afinal não pois tive bastante recaídas, sempre me cortei no braço como os meu pais sabiam deste problemas comecei a cortar na perna, cicatrizes que não saem por nada, mas ai a 1 mês simplesmente deixei me disso, não digo que não me apeteça porque quando acontece alguma coisa de mal apetece e bastante, mas sempre ocupei os meus pensamentos mais cruéis e obscuros com o meu desporto, é a única coisa que me faz feliz, quando treino ou jogo não consigo pensar em mais nada, é a minha vida, recentemente descobri um problema que tenho e não poderei acabar a época, ou seja, não posso jogar o resto desta época, umas 6 semanas, para ver se consigo recuperar, mas este problema vai ficar para a vida toda, então corro um grande risco de não voltar a poder jogar ou treinar, todas as semanas vou aos treinos, ver os jogos, mas estar do lado de fora do campo é a pior coisa que me poderia ter acontecido, não consigo ser nem um pouco feliz, perdi tudo o que me restava, passo as minhas noites a chorar, vejo a minha equipa a treinar e isso está a destruir me tanto mas tanto, roubaram uma parte de mim, sinto um vazio enorme, já não vivo apenas existo, sinto que a minha vida foi me roubada quando comecei a cortar, e agora roubaram a única coisa que me fazia feliz, não consigo suportar isto, agora penso nas maiores formas de morrer, sim agora eu quero mesmo morrer, não me quero cortar, não doí quando o faço mas depois o sofrimento continua, mas sim quero deixar de existir, se me tiraram tudo não tenho mais nada a fazer aqui.
    se me pudessem ajudar a encontrar um sitio onde pudesse desabafar com pessoas do mesmo problema, que quisessem morrer também, agradecia.
    tenho 19 anos e por favor, apenas um corte pode acabar com a vossa vida num estalar de dedos, no inicio é bom depois complicasse cada vez mais, se querem acabar com um problema, não arranjem outro.

    Responder
  81. Eu tenho 21 anos e estou com hábito de me arranhar e me morder quando algo me deixa angustiada. Antes disso, eu costumava chorar muito, mas minha mãe dizia que isso mostrava imaturidade e infantilidade da minha parte, por causa disso, passei a me reprimir controlando a vontade de chorar. De uns tempos para cá, quando eu fico muito nervosa eu não choro, eu arranho meus braços e me mordo com força. Várias vezes eu faço isso na frente do meu namorado quando a gente está brigando e digo para ele que quero me matar. Ele disse que tem medo das coisas que eu posso fazer.
    Estou muito assustada com esse comportamento que não consigo controlar porque me alivia muito, eu já vou à psicóloga mas tenho vergonha de falar isso para ela, tenho medo do que ela vai pensar de mim. Eu não sei o que fazer.

    Responder
  82. Pra mim e dificil falar sobre isso,eu tenho essa mania d m cortar p aliviar a raiva,o vazio,a dor emocional,me corto ha algum tempo,tenho mania d fazer cortes cm simbolos tenho varias estrelas n pulso,palavras no braço,tnho uma marca n minha barriga,eu tento parar ms n consigo e sempre faco d nvo,gosto de sentir essa dor pq alivia,minha mae viu e deixou quieto,dve pensar q e fase,n tenho cm quem conversar sobre isso,pelo fato d eu curtir rock,heavy metal,minha mae joga a culpa nas musicas,ta certo q eu m corto ouvindo rock,ms n e pela musica,n suporto esse vazio.Tem um tempo q eu n m corto,o q nao significa q eu estou curada,estou tentando.E uma luta diaria.Desejo tdo d bom p vcs,lute tdos os dias,n s renda,e isso q eu repito p mim tdos os dias.Eu tnho 17anos.Bjos p tdos.Fiquem cm Deus.

    Responder
  83. Oi Butterfly,
    Fiquei feliz em achar esse depoimento….A muito tempo que luto contra a dermatotilexomania…eu desde nova sempre tive a mania de espereme cravinhos, espinhas pq causava uma sensação de alívio…Por volta dos meus 15 anos meus pais se divorciaram e foi nessa altura que esse “habito” se tornou em compulsão. No começo era sempre cravos e espinhas, me trancava no banheiro e ficava muito tempo na frente do espelho…depois me arrependia…Com o passar dos anos isso passou dos cravos para qualquer bolinha que aparecesse no meu corpo, nas pernas, braços, barriga…enfim todo lugar em que minha mão pudesse alcançar…Os anos foram passando e eu nunca tinha um namorado sério, pq quando chegava a hora “H” eu não tinha coragem de mostrar o meu corpo, morriva de vergonha das marcas…Hoje com 27 anos estou casada mas ainda continuo com essa obsessão, tenho vergonha de falar com outras pessoas sobre o assunto e até mesmo vergonha em procurar um médico, parece insano o que eu faço…Minhas mamas estão horrivei, é a parte do meu corpo que eu mais detesto, aperto cravinhos que ficam ao redor do mamilo que com tanta insistencia transformam-se em feridas que eu continuo por abri-las, quando começam a cicatrizar…tenho vergonha de mostrar ao meu marido que me compreende e ama do mesmo jeito…Preciso de ajuda, não aguento mais viver com essa tortura, está acabando com minha vida…Obg por ter espaço, foi a primeira vez que eu desabafei sobre isso…Se alguem conhecer um bom médico em POrtugal que me tire dessa situação, por favor responda esse post. Força a tds. obg.

    Responder
    • Eu estava atras de um centro de apoio a depressivos, achei um projeto em portugal, quem sabe possa lhe ajudar: redesolidaria.org.pt espero que te ajude viu querida! :****

      Responder
      • Obg pela resposta e apoio, vou me informar melhor sobre essa rede solidária..Vou manter contato. Já agora estou 1 semana sem me auto mutilar! espero conseguir. Bjos!

  84. Olá vim desejar-vos boa sorte e que lutem sempre para ultrapassar o que estejam a passar. Não desistem. Eu também passei por mts situações e uma coisa que vos digo é a auto mutilação não leva a lado nenhum, só trás ainda é mais problemas. Por isso o que estejam a passar não é uma boa escolha levar para essa parte, porque depois vem os problemas de tentar parar e ter as marcas e pode-se ficar doente. Uma coisa vos digo ao fazerem isso estão a matar-se aos poucos, mesmo não querendo e sendo só um alivio para esse momento, vão acabando doente psicologicamente e fisicamente. Como por exemplo vem as infecções e mais infecções e as x não se sabe ou não se descobre de onde é, entre outras coisas. E quem nunca experimentou auto mutilar nem tente é o que peço mais é isso. Porque vão estragar depois mais a vossa situação e depois não conseguem sair disso, e chega uma altura que queres parar mas está difícil,mas há sempre oportunidade de largar, é só querer e ter força e pedir ajuda. Por mais difícil que seja temos que encarar a situação e pedir ajuda. E se tiveram boas relações com pais ou então amigos desabafem ou então se tiveres num psicólogo fala com ele/a, tens que ter também ajuda de profissionais e tenta buscar forças a Deus. Deus disse “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos , e eu vos aliviarei.” Mateus 11:28 Eu posso dar Graças a Deus que estou curada eu não sei mas pelo menos há quase a 1 ano que não auto mutilo-me e isso é mt bom para mim. E ter fé sempre fé e andar nos caminhos de Deus e pedir ajuda. Todos nós um dia precisamos de ajuda, ninguém consegue suportar tudo sozinho e há alturas que chega o dia. E para vocês esse dia chegou não se sintam culpados mas sintam com coragem para enfrentar tudo e para se libertarem disso.

    Vocês vão conseguir ultrapassar este processo por mais difícil que seja vão conseguir. O importante é nunca desistir. E não há cá impossíveis mas sim possíveis.🙂 Desejo-vos toda a sorte

    Responder
  85. eu tenho 14 anos e me corto a pouco tempo eu me corto todos os dias ja virou rotina e n vou mentir faço isso pq eu gosto.

    Responder
    • hoje vc pode ate gostar, afinal quem se corta até gosta, dizer que não é hipocrisia, o problema é,, nenhum de nós gostamos das consequências que este ato trás a nossas vidas, seja a curto ou longo prazo. Pare enquanto ainda pode Marcela!

      Responder
  86. Li muitos dos depoimentos aqui escrito. Li de muitas situações diferentes, onde cada um encontrava apoio de amigos ou familia. Bom comigo não é assim, tenho 15 anos me corto desde os 13. Meus primeiros cortes foram na primeira vez que entrei em depressão. Meu pai era alcolatra, viver aqui em casa era como se estivece no meio de uma guerra. Ele e minha mãe sempre em discuções, já ameaçou matar eu e minha irmã. Quando eu fiz 14 anos, ele me prometeu que iria procurar apoio, desde intão ele vem se tratando mas, tudo que vivi aqui dentro de casa não é o suficiente para eu conseguir para de me cortar. Sei que muitos aqui tem amigos que entende essas situações, uma familia que possa lhe apoiar nessa hora, eu não. Meu amigos são imaturos demais para impor ajuda a uma coisa séria, tento evita-los sempre. Estou sempre em depressão, já tentei me ajudar, procurei durante muito tempo uma pessoa para ficar ao meu lado e que realmente pudesse me ajuda. Era sempre a mesma coisa, nunca consegui ninguem. Muitos em minha escola, quando é quente lá, fica impossivel de esconder os ferimentos, quando eles veem isso, começam a me chamar de masoquista, idiota, querendo chamar atenção de tudo e de todos. Não responde nada pra eles, simplesmente fecho a cara e vou embora. Queria tanto dizer a alguem sobre oque é, alguem que realmente entede isso. Visitando sites e sites, encontrei esse aqui, li os depoimentos e achei que poderia dizer o meu, o porque de fazer isso, e finalmente poder pedir ajuda, mesmo que virtualmente. Meus cortes são feitos para aliviar dores emocionais que passei durante tanto tempo, é como se fosse uma punição para mim mesmo doque os outros fizeram a mim. Sinto-me como se fosse o ‘erro’ pelo mundo ser assim. Já tentei diferentes formas de suicidio mas, sempre acabou em fracasso, não por mim mas por minha familia, que sempre chegava nas horas exatas. Não sei mais o que fazer, não tenho auto controle disso, queria muito ajuda.
    Obrigado pela atenção.

    Responder
    • é feel é terrivel estar nessas condições e ainda ter uma crise familiar, mas acho que o que devemos fazer é por nos mesmos, esquecer o que há ao redor, as outras pessoas, sejam familia ou não e nos ajudar. nao achei ainda no Brasil um grupo de apoio para pessoas que sofrem do mesmo disturbio, mas acho que fé ajudará e muito! é o que me ajuda!

      Responder
  87. Faz alguns dias que sinto muuita vontade de me cortar,até que ontem á noite eu peguei um estilete e cortei meu braço, me senti mais aliviada vendo aquilo, mas eu quero parar com isso mas n tou conseguindoo.

    Responder
    • oi Gabi, eu confesso, ainda tenho vontades, já tive uma pequenina recaída, nada muito drástico, então, se já nao te alivia mais, pare, pois uma hora você poderá fazer algo sem volta em busca deste alivio (que não existe)

      Responder
  88. Tenho 13 anos, me corto faz +/- 2 anos, comecei por não agüentar mais ver as brigas diárias dos meus pais.
    Desde quando nasci meus pais sempre brigaram muito, de ate saírem no tapa, era horrível. Hoje eles são separados, mais um fala mal do outro, e eu sou obrigada a escutar isso tudo.
    Eles se separaram porque minha mãe tinha um caso com outro homem, e falava com ele na internet pela webcam, e eu via isso tudo, sem ao menos poder falar nada!
    E a maneira que eu vi de aliviar tudo que eu via, sentia e passava foi infelizmente me cortar!
    Hoje em dia, eu me corto com mais freqüência, tenho muita vontade de conversar isso com alguém, mais sempre quando eu converso isso com alguém, essa pessoa não me entende, me julga, fala que vai contar isso para todo mundo, fala que eu faço isso para chamar atenção ou as-vezes ate riem disso, e isso só me faz piorar, só me faz ter mais vontade de me cortar.
    Sei que se eu contar isso para meus pais, eles vão achar que eu quero chamar atenção como todo mundo fala mais isso é culpa deles, eles simplesmente me cobram de mais.
    É muito bom saber que pessoas como eu conseguiram sair dessa, mais por enquanto, acho melhor esconder isso dos meus pais, já que eles não vão me entender e sim me julgar.
    Espero que um dia eu, como outras pessoas saiam dessa! (yn) *-*

    Responder
    • comecei com sua idade, hoje tenho 27 anos, é uma luta constante, são autos e baixos, não é algo rotineiro, variava com o meu humor… hoje eu luto contra isso, espero que mais pessoa sigam enfrente e nao desistam!

      Responder
      • Minha vida mudou bastante de uns tempos para cá, mais eu ainda me corto, há algumas semanas atrás meu namoro acabou, e eu claro fiquei muito mal, e cheguei a tomar vários remédios que não tinha a mínima idéia para que serviam, mais só tinha certeza que aquilo ia aliviar a minha tristeza.
        E claro, depois eu me arrependi de ter tomado aquilo tudo, e lembrei que li que tomar vários remédios também é um tipo de ‘’auto-multilação’’, ai eu pensei “será que estou piorando?”, e juro que ainda não tenho a resposta para essa pergunta.
        Mais sabe as – vezes eu penso em parar com isso tudo, procurar ajuda e tudo, mais as – vezes também penso que se cortar, tomar remédios é bem melhor, porque se não fosse pelos meus cortes e por eu ter tomado vários remédios eu estaria muito mal com tudo que anda me acontecendo, ah sei lá!
        Mas eu ultimamente consigo me controlar um pouco para não me cortar e fazer essas doideiras todas, porque antes eu ia me cortar e pronto, não conseguia me controlar nem por segundos, mais hoje não, consigo me controlar bem mais, as- vezes nem me corto, e só estou assim hoje pelos sites que fazem falando sobre essa doença que nem todos sabem que existe mais que muita gente sofre.
        Enfim semana que vem eu vou ta indo fazer endoscopia porque os remédios que tomei fizeram o problema que eu tenho no estomago piorar, ain dessa vez eu me arrependi mesmo! Eu tenho certeza que um dia eu vou sair dessa, vou da à volta por cima, e to louca para esse dia chegar, mais eu ainda não falei nada pros meus pais, não sei como chegar pra falar isso para eles. Mais como eu disse vou sair dessa, ah se vou!*-*

  89. as pessoas que se cortam tendem a ser mais extressadas?

    Responder
    • Sim, mas tb podem ser introvertidas. Alguns são somente sádicos. Cada um que o faz tem um motivo, uma história, eu sou estressada, compulsiva, sofro de depressão, e disturbio de personalidade… acho que varia, já conheci pessoas que eram recatadas, super timidas e também se automutilavam.

      Responder
      • Oi,
        Preciso de ajuda… Minha filha 16 anos esta se automutilando.
        O primeiro passo ela ja deu, pediu ajuda e esta tendo acompanhamento psiquiatrico. Porem agora alem da automutilaçao ela que era meiga e dócil esta se tornando debochada e agressiva.

        Se possível me dicas de como lhe dar com ela … pois se que cada caso é um caso.

        Isto é um apelo de Mãe.

        Obrigada

      • o segundo passo é ir a um psicoterapeuta!

      • Ana carla, se quiser me procurar, sou psicologa e quero ajudar. Estou fazendo meu mestrado sobre automutiaçao e quero ajudar o numero mairo de pessoas q puder!! O sofrimento é mto intenso e dificil de ser enfrentado e entendido.
        igkaufmann@uol.com.br
        Obrigada
        abs
        IGK

  90. Ola Freak,n tenho certeza de qndo começei a me cortar,hje estou com 31 anos e tem cido cada vez pior e profundas.Ha 4 dias me cortei.Gostaria de saber de vc,se ainda se corta,oq ti leva a se cortar,em que situaçao vc se encontra no momento em q pega algo para se cortar.Vc toma antidepressivos….

    Responder
  91. Olá comecei a me automutilar a pouco tempo e nao consigo mais parar ; por qualquer motivo,nao consigo lidar com meus sentimentos e essa dor interna acaba comigo . Sei que preciso de ajuda,mas sinceramente ninguem me entende ou me atende em minhas necessidades ;Eu sei que preciso de ajuda e quero acabar com isso o quanto antes! Nao aguento mais olhar para essas cicatrizes:/ Por favor me ajudem !

    Responder
    • ontem minha terapeuta disse que esse “não consigo” é um boicote que fazemos, pois se quisermos conseguimos!

      Responder
      • Eu fiz terapia tbm,mais n adiantou nada,qualquer médico vai falar que nosso problema tem soluçao,que podemos sair dessa basta a gente querer.Mais n é por ai o caminho,no inicio eu me sentia mau por fazer isso,hje faço por prazer,n sinto culpa é a unica coisa que me acalma,estou quaze recuperada da ultima crise,as vezes me pego pensando como vai ser a proxima.Se vc ta se sentindo encomodada com isso,axo que seria melhor a internaçao no seu caso,ja q isso ta te fazendo mau.

  92. Olá mais uma vez. Venho falar do meu caso que tenho andado a falar. E posso-vos garantir que se vocês tiverem força de vontade e tiver bons profissionais e pessoas quem te ajude. Acreditem que ficam bons. Eu falo por mim, Eu posso dizer que estou curada, já há 1 ano e meio que não me tenho auto mutilado e dou Graças a Deus por estar bem. Sinceramente não penso se voltarei a fazer, mas por agora estou bem e há maneiras de combater os prbs, seja qual for a auto mutilação não trás nada a não ser problemas sérios isso sim e depois a vergonha e entre outras coisas. Só temos que encarar e tentar resolver e é por isso que digo a todos que o 1º corte vai ser depois a vossa destruição. Claro que haverá sempre altos e baixos, mas se querem mesmo livrar disto. A solução é encarar e pedir ajuda de um profissional apoio de amigos ou familiares e mesmo na igreja. A mim ajudou imenso a igreja. Deus estará sempre connosco e ele sofreu por nós na cruz. Eu começo a encarar a vida de outra maneira e todos nós temos os seus prbs e cada um encara de maneira diferente. Mas como digo ninguém consegue resolver sozinho td e um dia tem que se pedir ajuda por mais complicado q seja e difícil. Eu acredito que vão todos ser curados, mas uma coisa que vos digo não podem é desistir dessa caminha… Eu percorro-a tds os dias e sinceramente estou mais aliviada e uma coisa que digo ninguém merece o nosso sofrimento. Ninguém mesmo. A auto mutilação é só uma ilusão, porque só de momento é que acalma, mas depois vem de novo o q se sente, e voltam a fazer. Isso não resolve nada. acredita que não é fazendo isso que vão melhorar o q sente e o prb que tem. Nada mesmo, acho que ao mesmo tempo só vai é trazer mais problemas do que já tem.. Pensem nisso. E tudo é possível não há impossíveis… Espero que possa vos ajudar… Parem de fazer alguma maldade a vocês mesmos. Não vale de nada e mais uma x ninguém merece que sejam machucados… Já chega mesmo, lutem por esse problema… Força pessoal😀

    Responder
  93. E para finalizar sim eu tive e tenho acompanhamento psicológico além de ir a igreja tudo isso ajudou muito. Tratamento de psicoterapia e neuropsicologia. acreditem que se tiverem força de vontade e bons profissionais que estão querendo ajudar. Tudo é possível e ida a igreja ajuda, Conhece-se pessoas novas ajudam-se uns aos outros e entre outras coisas. Acreditem que tudo vale a pena e senão tentarem não sabem. Vale a pena pedir ajuda qnd já não se consegue fazer tudo sozinho e tentar combater… As x pensamos o que será q vão pensar e dizer de nós?!?! Mas é assim ninguém tem nada a ver com a vida de cada um as x fazemos um bicho de 7 cabeças e no entanto vamos a ver até não é como pensávamos. Sei como há pessoas cruéis mas temos q combater com essa gente. Somos superiores e não inferiores. Só quero que entendam que também não é fácil é verdade, mas para perceberem que na vida há de tudo e nós temos que também saber que qnd está mal é encarar mesmo que não seja fácil. Haverá derrotas e vitórias… Sei que todos vão conseguir ultrapassar esse momento que estão a passar agora. Todos temos problemas, uns mais que outros e uns encaram de maneira diferente o que aqui interessa é serem curados. E isso é preciso força de vontade e ter gente que ajude nesses casos… Tenham mt força😀

    Responder
  94. agora é agosto eu comecei a me cortar em final de junho, meu primeiro corte foi quando eu tava bêbada, eu fiz só porque eu tava braba com uma amiga minha pois ela não foi pra boate comigo, ai dias depois eu fui no ginecologista porque eu estava com cólicas muito fortes e ela me falou que eu estava com hpv do meu antigo namorado que eu recem tinha superado, eu fiquei muito mal porque eu teria que fazer um tratamento e assim cada vez que queria chorar e não conseguia eu me cortava e foi indo assim, até que um dia meu namorado descobriu e eu terminei com ele um dia depois para ele nao ficar se preocupando comigo, so que eu sentia alguma coisa por ele entao voltei, contei pra uma das minhas melhores amiga e ela contou para a outra amiga minha que veio briga comigo e dizer que eu era idiota e assim fiquei mal, meu namorado falou olhando pra mim que era para mim parar de fazer isso e eu disse que ia parar e parei por uma semana acho ai eu bebi e fiz os cortes na casa de um amigo meu e meu namorado viu, e agora não tenho como esconder dele o que eu faço, e nao quero ir em pisicologo… para quem não fez isso ainda, NUNCA MAS NUNCA faça , é algo que nao tem volta, poq depois do primeiro corte só vai !

    Responder
  95. Se eu pudesse tentaria ajudar cada um de vocês cara.. eu passo e já passei por mtas dificuldades na minha Vida e sei q ainda vou passar, assim como cada um de nós, pq isso é a vida, é tortuosa sim, tem altos e baixos, e se vc nunca sofreu, se vc nunca chorou, vc nunca viveu.. mas a gnte tem que encontrar algo maior uma razão maior pra viver.
    Luta pelo teu Sonho! Aquilo q vc mais deseja ser na vida, Aquilo q vc mais deseja fazer da tua VIDA Luta pra que se torne Realidade.. Sabe o corpo de vcs.. pensem q um dia vcs vão entregá-lo pra pessoa q vcs mais amam na vida, pro AMOR de suas vidas, não façam q até lá ele esteja como vcs ñ gostariam q ele estivesse.. tenta expressar a dor q vcs sentem escrevendo, ouvindo musica no volume Máx., transforma ela em outra coisa, em arte. Se inspira em algo ou em alguém e faz de Ti quem Você quer ser, Porque toda Força que vcs precisam pra sair disso tá dentro de Nós por incrivel que pareça.. Não deixem de ter Fé nunca, que é Deus que dá sentido pra mtas coisas da vida.. Acreditem em Deus, que Ele nunca erra, Ele tá com vcs sempre, sabe do q vcs sentem e irá ajudar Vai mudar a vida de Vocês.. As vezes algo ruim acontece nas nossas vidas pra nos tornar mais Fortes..Lembrem disso..
    Coragem e Fé Sempre!, Deus nunca erra..

    Responder
  96. Thaís de freitas

    Bom eu tenho varios problemas bizarros mais um deles é me corta eu sinto tanta raiva das pessoas ou da vida que prefiro desconta a raiva em min me corto sempre com a gilete ou com caneta uma vez com uma pedra eu tenho 15 anos faiz um ano que eu faço isso minha familia sabe desse meu problema menos o meu pai eles sempre briga cmg quando ve!

    Responder
    • eu sei como é Thais, eu também muitas vezes fiz isto por causa de outras pessoas achando que eu era o problema, mas será que vale a pena??? Os outros valem tudo isso? você nao é mais importante que tudo o que esta havendo? pense nisso!
      beijos e força!

      Responder
  97. tenho uam amiga que gosta de se cortar, o que eu posso fazer para tentar ajudalo ou pelo menos apaziguar um pouco, pois não gosto de ver essa sena

    Responder
  98. Ola, então eu me corto também, comecei com 11anos, eu não sei lida com meus sentimentos, tenho problemas serios, e sei que devia me trata. Mais se eu fala pro meu pai, só vai machuca ele, eu não suporto a ideia de machuca qualquer pessoa, mais meu pai, é tipo me mata um pouco, entende ?
    Eu convivi com a morte minha vida inteira, desde que eu me intendo por gente, eu cuidei da minha mae, era, vamos dizer, a minha vida, só o que fazia. Ela tinha câncer e tals, e é muito complicado de explica o que aconteceu comigo e minha família, mais quando tu vive numa casa onde tudo é voltado pra doença e ve uma das pessoas que tu mais ama, definhando um pouquinho todo dia é… Não tenho palavras pra explica, vocês talvez não entendam, é dificil pra quem não viveu isso.
    Era muita pressão em cima de mim, eu nn tinha ninguem, sempre sozinha, nn tinha tempo pra ter amigos, e os poucos que tinha sumiram quando ela morreu. Eu não podia chora , porque a minha mae era o mundo do meu pai, sem ela ele caiu, e feio… eu tive que assumi tudo e mais um pouco, e tinha que fingi que nn tava muito abalada com a morte dela …
    Tive que aguenta perguntas do tipo ” Você amava sua mãe ? ”
    até mesmo do meu pai…
    Eu sou boa em fingi, sempre fui, era necessario ser uma boa atriz pra traze menos dor as pessoas que amo, eu precisava alivia a dor.
    Eu tinha surtos no meu quarto, surtos mesmos, batia cabeça na parede, chutava, soqueava, pedia pra Deus me mata, até que encontrei um tesoura e ali começo meu vicio…
    Detonei com meu braço, e pra esconder depois ? e fingi que tava tudo bem ? isso foi foda, mais consegui, fiquei 4 anos sem me corta pra vale, só alguns cortizinhos que nem marca ficava, mais era só quando me dava surto pequeno, eu nn tinha tempo pra pensa e isso ajudo.
    Minha mae morreu com meus 15 anos, a partir dai cai em Depressão profunda, consigo fingi pros outros que to bem, mais dentro de mim tudo desmorono, meu mundo que tanto tempo tentei guarda dentro de mim, ta me engolindo, todo dia morro um pouco e o pior é que meu pai ta pecebendo isso. Todo dia é uma luta entre a depressão e minha sanidade mental, e sempre vem a frase ” se corta, vai te alivia” eu sempre digo não, mais eu recai de novo, e ta mais serio, fiz um cortizinho e nao me ajudo, então peguei a gilete e apertei na minha perna, foi tão fundo que eu fiquei apavorada. Eu to com medo, eu acho, não, eu tenho certeza, que eu tenho que ter ajuda, eu corro o risco de me mata, bem o meu corpo, porque minha alma já ta morta, eu nem ligo, mais não posso deixa meu pai sozinho…
    Eu nem sei o porque eu to escrevendo aqui, talvez seja porque eu to no meio de um crise de depressão e a maldita frase ta dele rola na minha cabeça, eu não vou me corta, NÃO VOU !
    Por isso escrevo aqui…
    Eu adorei o artigo e parabens, você é um vencedora, continue assim …
    e forças pros outros que estão passando por isso, vocês conseguem é so tentarem sai dessa roleta russa .

    Responder
  99. Há alguns meses que pratico também e tenho tentado parar, após muitas brigas com amigos. Mesmo assim, em lugares mais escondidos eu continuei, mas tento parar. Tem que ter MUITA força de vontade mesmo.

    Eu me cobro muito. Sou perfeccionista ao extremo. Aí, qualquer coisa que não sai do jeito que eu queira, é uma razão pra eu me cortar. E agora eu cito a Luana aqui de cima:

    “Todo dia é uma luta entre a depressão e minha sanidade mental, e sempre vem a frase ‘se corta, vai te alivia’ eu sempre digo não, mais eu acabo recaindo de novo,”

    Se alguém quiser conversar (eu quero, MUITO): gabriel_brina@hotmail.com

    Responder
  100. Bem vou começar a minha historia aqui mesmo , tenho 15 anos e recentemente tenho sofrido com auto-mutilaçoes de forma tragica chegando a momentos de desespero querendo largar tudo . Estou passando p. varios momentos dificies na minha familia , e por incrivel que pareça to tentando parar mais nao to conseguindo to vendo que a vida é mt mais importante , ja tive sim momentos com vontade de me matar , mais graças a Deus tenho amgs maravilhosos que so tao me colocando p. frente tenho na minha cabeça que eu vou parar nao por mim mais sim pelos meus amgs que estao me colocando cada vez mais p. frente , to isolada de tudo e de todos to me sentindo mega sozinha e mts pessoas acham que e só um motivo pra chamar atenção . bem se eu quisesse realmente chamar atenção não faria isso encontraria outras formas , acho que a vida não e só baseada nisso mais acho que só eu to fazendo isso e porque alguma coisa seria está acontecendo , ah vendo que eu tenho que parar e eu vou conseguir . E pessoas só nos sabemos porque fazemos

    Responder
  101. Olá tenho mania de me cortar e agora ?? você pode me ajudar??

    Responder
  102. Vim aqui partilhar a minha história e inspirar alguém…
    Sou uma auto-mutiladora desde criança. Me arranhava até ficar ferida e depois arrancava a crosta das feridas, ainda tenho cicatrizes. À coisa de dois anos a minha mãe esquizofrenica teve uma crise e eu não estava emocionalmente forte, entrei em desespero, queria parar de chorar e cortei-me com um clip, depois disso repeti uma e outra vez e senti-me presa a isso, viciada. Foi uma grande luta para deixar de o fazer mas consegui. Apercebi-me disso quando o meu namoro acabou e eu em vez de agarrar uma ´lâmina chorei por uma hora e no dia seguinte estava melhor, sem cortes, apenas lágrimas.
    Aprendi a lidar com os meus sentimentos de forma saudável. Às vezes ainda arrenco pelos dos lábios ou dos dedos, mas consigo parar quando noto que o estou a fazer e os meus dedos e lábios estão perfeitos, não há uma única ferida em meu corpo e isso faz-me sentir forte.
    A relação que tive antes dessa quando acabou cortei o meu pulso 14 vezes, nunca pensei que fosse possivel causar tantos estragos em mim. Dessa vez não só não me cortei como me sinto bem, mais madura e a digerir as coisas de forma saudável. Continua a haver dor, dificuldades e inseguranças na minha vida, a diferença é que me sinto capaz de lidar com tudo isso porque já lidei com algo pior.
    Ainda me considero uma auto-mutiladora porque isso é como o alcoolismo, não desaparece por completo. A qualquer momento posso sentir o desejo de o voltar a fazer, mas o sucesso está em não desistir e eu amo-me e tenho orgulho no que consegui por isso não vou desistir de mim.

    Responder
  103. Boa Sorte a todos.

    Responder
  104. Marina Victória de Araujo

    Eu me corto desde 2009, começei por causa do meu ex, e da minha irmã, que vivia me xingando e maltratando. Confesso fui fraca. Em 2010 parei e até dia 6/10/11, eu estava sem me AM, mais voltei com isso novamente, motivo brigas com namorado a amigos, meu namorado viu ontem as marcas, e ele quase me mata, e eu me cortei hoje denovo, e agora é como se eu sentisse que não fosse parar tão cedo. E tenho medo de contar para minha mãe, até hoje ela não sabe e sei que nunca vai me entender, vai me chamar de louca, vai falar que eu quero aparecer, e vai ser mais um motivo de AM. Quero sair dessa. Como sair da outra, e como vou sair de muitas outras.
    Marina Araujo, 13 anos – SP

    Responder
  105. Eu me corto com gilete, fico com vários bandaids no braço.Me arranho com tesoura e isso queima, mordo meus lábios.Porque sinto vergonha de muita coisa que fiz ou que deixei de fazer, é como se houvesse um grande peso no meu ombro, me mutilar não está mais ajudando tanto. Já planejei suicídio várias vezes, já cheguei a apertar meu pescoço com as mãos uma vez até perder o ar. Me sinto envergonhada de tudo isso, não conto com ninguém porque tenho medo das pessoas não me entenderem , sinto como se não pudesse confiar em ninguém. Sempre que consigo tento segurar a vontade de me machucar, mas as vezes é mais forte que eu. Mas vendo as histórias daqui, vou continuar tentando.

    Responder
    • Continue sim Mah, procure ajuda especializada, acho válido, sei que nem todos tem recursos, eu penso que sou afortunada por ter um plano de saúde com terapeuta, tenho feito acompanhamento e ali alivio e choro minhas frustrações!

      Não sinta vergonha do que não fez, muito menos do que fez. Pensei assim: “prefiro acordar arrependida do que dormir na vontade”

      Seja um pouco esgoista as vezes e pense mais em si!

      Responder
  106. eu faço essa “Apertar ou reabrir feridas (Dermatotilexomania)” a uns 3 anos. quando me perguntam o que são as feridas invento um monte de coisa, falo que é alergia e tal. já tentei parar de todas as maneiras, mas não é fácil, meus amigos sabem disso, fizeram tudo pra me ajudar e pra eles não se preocuparem, sempre falo que já parei de fazer isso. mas ainda faço. não ligo pra dor física, minha frustração por ser tão idiota e não conseguir fazer nada direito é maior.

    Responder
    • Querido, não pense assim, frustrações fazem parte da vida de muitos, inclusive da minha, eu tenho usado a terapia cognitiva – com uma terapeuta formada – e tem me ajudado, a três meses estou ‘limpa’ – como costumo dizer pois vejo isso como um vício!
      Não deixe se abalar! Tenha força!

      Responder
  107. pois é, antes de mais nada meus respeitos a todos.Espero que Deus os ajude a solucionar os problemas.
    Tenho um parente, casado, boa familia, trabalhador, bom marido, contudo, tem mania de cortas as unhas e cuticulas a cada 12 horas mais ou menos. Diz que começou, cortando após o banho pois as cuticulas ficavam soltas. Defende-se ainda dizendo que quando não corta, acaba roendo e puxando as pontas das cuticulas. Certa vez, diz que puchou uma ponta de cuticula que ficou em carne viva e em contato com sujeira teve que tomar até antibiotico pois estava ameaçado de tetano. Alega que aí começou sua mania. Cortando as unha e cuticulas das mãos, depois, para igualar, foi para aos pés. Como podemos ajuda-lo? Abraços.

    Responder
    • Bem Carlos, realmente isso pode começar como mania, você se recorda do caso da menina que arrancava os cabelos quando nervosa? Passou a alguns anos na Tv, infelixmente as mídias nao abordam mais este tema, mas deveria, pois vejo por aqui a procura por ajuda e sem uma caminho certo a trilhar.
      A fé é ainda o que nos ajuda, o que ajuda muitos de nós, eu faço terapia, uma vez por semana é o que tem me ajudado e um medicamento.

      Responder
  108. Achei muito interessante essa matéria. Também sofro com tudo isso. É difícil pra gente que se auto motila falar sobre o assunto. Conseguiu parar, mas não sei até quando.

    Responder
  109. Oi , eu tenho 13 anos , a pratico a auto mutilação há 2 anos ..
    varias e varia vezes prometi pra mim mesma que não iria fazer mais isso , mais é mais forte que eu . Eu me sinto inútil , talvez na verdade eu seja , mais só eu sei como me alivia quando eu me corto . é difícil quando sua MÃE , diz que não te aguenta mais , diz que preferia que você não tivesse nascido .. se a minha mãe , se a minha mãe preferia que eu não tivesse nascido , imagine quem vai querer ? eu só estou aqui pra ocupar espaço , e as vezes me sinto culpada por isso .Unica coisa que eu preciso e de ajuda , MAIS NINGUÉM se importa comigo .. esses dias eu me cortei na escola , sai com o braço sangrando e ninguém percebeu , ninguém mesmo /:
    Eu queria poder olhar para uma lâmina , uma faca ou até mesmo uma tesoura e não sentir nada , não sentir vontade de me machucar , isso tá acabando comigo … eu não sou bonita , e nem o suficiente pra ninguém , eu sou idiota , e tudo que uma garota não quer ser .. como eu disse , me sinto culpada por isso , e desconto tudo em mim ..
    isso tá me matando aos poucos , eu queria ser FORTE , pra levantar a cabeça e dizer ” eu consigo ” , mais eu não sou .. sou nova ainda muito nova .. e me pergunto porque que tem que ser assim , tudo que eu queria era que alguém percebesse , eu não quero contar isso pra alguém ( eu nem consigo mesmo ) , eu quero que percebam o quanto eu estou mal . Ninguém presta atenção que quando eu estou sorrindo , os meu olhos estão cheios de lagrimas , que a minha dor é muito grande , que eu sorrio e digo que estou bem pra não quer que falar porque eu faço isso .. eu sou fraca , fraca demais pra suportar tudo isso /:
    mais um dia eu vou conseguir para , eu vou .. se Deus quiser .

    Responder
  110. Pessoal, criei um espaço no facebook para falarmos sobre o assunto e também sobre o transtorno de personalidade borderline, a onde um dos principais aspectos é a alto multilação. Venham para o nosso grupo, vocês podem participar como anonimos também. Façam um facebook como anonimo, criem um e-mail, assim como eu fiz, e vamos trocar idéias, ajudar e nos ajudar sim.

    O endereço é: http://www.facebook.com/#!/groups/274357359264475/

    Responder
  111. Olá ^^, meu nome é bruno, me auto mutilo a cerca de uns 2 anos, antes mordia as mãos por simples anciedade, mais agora, qual quer coisinha que me deixe ancioso ou nervoso, ja e motivo para eu morder as mãos, tambem quando meus pais não estão aki, fico dando socos na parede até minhas mãos sangrarem, escondo as feridas de todos , invento motivos para elas tambem, não sei como parar, estou pensando em fazer terapia, alguem tem solução para isso ? =\
    esconder isso até de sua propia namorada e tenso, mais o mais complicado, que tenho conciencia de tudo isso, e tento parar, mais quando eu menos imagino, estou com um pedaço da mão na boca sem mesmo perceber,
    maldição =\

    Responder
    • Bruno, eu faço terapia.
      Buscar se entreter no momento da fúria ou ansiedade também tem me ajudado, sair do lugar que estou, ouvir ou ver algo diferente, ajuda minha mente a se desligar um pouco, mas isso é só as vezes né…
      Então respire fundo, água com açucar e talvez muitos gritos abafados no travesseiro ajude, mas terapia te fará muito bem!

      Responder
  112. Esse final de semana soube que alunas queridas estão se cortando. Sou professoras dela e sinceramente não sei o que fazer. Não querem que eu conte para a coordenação nem para os pais. Até agora são cinco alunas e os cortes aumentam a cada dia e a cada problema. Vi que a maioria que escreve no site sofre deste problema. Como eu posso ajudar? Alguém me oriente, por favor!!!

    Responder
    • Realmente Tatiana, é complicado… Todos aqui ou já tem idade suficiente para assumir os erros, ou começou novos, mas sozinhos é complicado, talvez não contar a alguém possa ser mais complicado a você, sei que quebrar a confiança com elas pode piorar tudo, mas busque saber o porque, se não há influência, não sei a idade delas, mas ainda há influências e modinhas, infelizmente, a pressão social também é um fator contribuinte, mas estimule-as a falar com algum familiar, não carregue este fardo com elas. Elas precisam de ajuda, mas só um psicologo poderá fazê-lo. Mas apoio e amizade é um bom começo.

      Responder
      • Obrigada, querida, pelo conselho. Tive várias conversas com elas, a idade é 13 e 14 anos. Devido ao aumento dos cortes fui obrigada a encaminhar à coordenação. Elas se chatearam no início, mas depois ficaram mais calmas. Pais já foram encaminhados e seu site ajudou bastante!! Agradeço e apoio esse espaço. Sua contribuição é fundamental para clarear a situação aos pais.
        Abraços

  113. Oi gente meu nome é Mateus,bom eu comecei a fazer os meu cortes a 8meses e me viciei em me machucar é uma coisa estranha vc se machucar para se sentir bem,mas dps de dez anos de bullyng e pressao piscicologica eu explodi me cortando bebendo fumando vomitando o almoco,isto nao leva a nada entao decidi procurar ajuda medica nao ta fazendo muita coisa mas eu juro que no final sozinho vou me levantar como um arranha céu. Eu tenho tirado madrasta,pai,irmão,falsos amgs que me humilhavam. Eu ja comecei bem entao gente,vamos se levantar e procura ajuda medica e tira este povo que nos machuca do nosso caminho

    Responder
  114. Meu nome é Raquel e tenho 18 anos, nao tive uma infancia boa, de criança normal, e cresci como uma pessoa triste, minha mae é o meu principal caso de eu proprio me cortar, fico triste e chateada porque ela nao dá a minima pra mim e sempre reclama. Estou namorando agora, e quando me cortei, meu namorado me ajudou muito, sempre do meu lado, e minhas irmas me chamaram de louca. Fiz isso varias e varias vezes, ele é a unica pessoa que me ajuda, agradeço muito por ele esta comigo, porque se nao, nao saberia o que aconteceria comigo. ele disse q era pra mim parar com isso, mas na verdade eu nao consigo, sou muito triste, faço isso pra tirar as dores do coração. nao sei o que eu faço, me ajudem por favor!!

    Responder
    • Mas tente Raquel, já vi pessoas perdendo outras pessoas tão especiais por causa disto!
      Se sua mãe não dá a minima, não de a minima também! Siga sua vida, pense em você foque em algo.
      Seu namorado pode não aguentar essa pressão para sempre!
      Procure terapia, ou qualquer outra coisa que te ocupe a mente, uma psicóloga irá lhe ajudar muito!
      Boa Sorte!

      Responder
  115. Começei a me cortar com 11 anos, hoje tenho 15.No inicio achava que eu era anormal, louca.Não podia contar isso pra ninguem, ja cheguei a dizer pra os meus pais que eu precisava de um psicologo, mas sem dizer o que eu fazia.Eles sempre diziam que era frescura, falta de apanhar até.Tenho bons pais só que eles não intendem, não consigo conversar abertamente com eles.
    Fiquei um tempo sem me cortar mais as vezes tenho recaídas, estão mais frequentes agora.
    Ninguém consegui intender realmente isso, só que passa mesmo pra saber como é.
    Essa parece a unica forma pra eu conseguir lidar com as emoções, pressões, problemas.
    Lendo os comentários aqui me sinto como se eu não tivesse sozinha nisso, que tem muitas outras pessoas que sabem o que eu passo, é bom sentir que não estou sozinha…

    Responder
  116. Eu gostaria de poder conversar com as pessoas que fazem isso também, se o site puder ajudar com isso.Pois só quem faz intende com isso é.Seria bom conversar com outras pessoas.

    Responder
  117. eu estou muito preocupada com um amigo meu. vi um arranhão no braço dele, perguntei o que era aquilo; depois de muito hesitar, ele me contou que se cortou durante uma situação de grande estresse. ele tem andado muito sobrecarregado no trabalho. geralmente é uma pessoa tranquila, mas sobre tensão não sabe lidar com os problemas. não sei o que fazer pra ajudar ele. ele pareceu resistente a ir em procurar ajuda com psicologo/psiquiatra. eu o aconselhei a comprar um saco de box.por favor, se souber de algo que eu possa fazer, me fale. muito obrigada!

    Responder
    • Bem, eu também comprei um saco de box e ajudou um pouco, é uma descarga. Se ele nao quer ir por hora a um especialista – eu também resisti a isto por um tempo – tempo deste procurei o muay tai, me ajudava muito, toda a raiva e descontava ali no tatame, só parei por causa de uma lesão no tornozelo.

      Bem, pede pra ele buscar conversar quando estiver precisando aliviar, conversar também ajuda, desabafar e tudo mais…

      Mas o especialista ajuda muito

      Responder
  118. Adorei o que você falou sobre a Automutilação, me ajudou muito a entender melhor sobre as pessoas que se cortam, o por quê delas se cortarem, o que fazer pra ajudar e etc. Obrigada!

    Responder
  119. eeol tenho 13 anos e mealtomutilo a alguns meses eeol sofri abuso na infanciia e as vezes me sinto culpada porisso e sinto qe me cortano a door passa nao seei mais oqe fazee to fikano loka com isso ..

    Responder
  120. Ola… Meu nome é Larissa e eu tenho apenas 13 anos e pratico a automutilação. Comesei a pratica a automutilação aos 11 anos quando os meus país se separaram. Esse negocio de automutilação pra min ja esta virando vicio, a cada dor q sinto tenho mais um corte nas minhas pernas. Na minha casa so muito dificil de conversa com alguem. O meu pior corte foi quando eu tinha 12 anos, quando minha melho amiga falou – Você nasceu mesmo pra sofre! Ja assiste muitas palestra sobre isso mais ainda não consigo para. Eu queria muito q vc mandase uma resposta para o meu e-mail ou qualquer coisa parecida pq eu preciso muito de ajuda. e-mail- bytencul@gmail.com presiso entende mais sobre isso.Muito obrigado!

    Responder
  121. Olá!
    Tudo bem?
    Desde os 12 anos eu sofro com isso. Antigamente eu me asfixiava, depois, quando vi que não fazia mais efeito, comecei a me bater… as vezes ficava roxa e sempre dizia aos meus pais que eu tinha caído em algum lugar e depois, finalmente comecei a me cortar.
    Hoje posso dizer que perdi completamente o controle da situação, me corto por qualquer motivo, qualquer coisinha que me aflita. Está sendo muito difícil escrever este depoimento, mas por fim, tive coragem e não o apaguei.
    Eu também busco ajuda psicológica e psiquiátrica. Mas nunca contei ao segundo que já tentei suicídio uma vez, porém ninguém além de vocês e minha psicóloga sabem disso… pois a única coisa que acarretei do meu intento foi uma gastrite.
    Eu tenho muitas recaídas e sempre escondo isso, afinal, me acho uma louca.
    Será que devo pedir ajuda aos meus pais depois de todos esse anos? O que eu devo fazer?
    Por favor, me ajudem.
    Obrigada e desculpa a inconveniência.

    Responder
    • Queria sua terapeuta (seja homem ou mulher) é como uma melhor amiga, é ali que você vai poder por pra fora o que não consegue dizer a ninguém, e ela não contará isso pra mais ninguém, se sinta segura e fale tudo, chore, se abra, eu me sinto tão bem quando vou a minha terapeuta, mesmo quando levo broncas, tudo é parte de um processo de amadurecimento e de conquistas. Não tenha medo de dizer ao psicologo ou psiquiatra, vá em frente, ele esta ali para te ajudar, não te julgar😉

      Responder
  122. Eu começei a me cortar por diversão e agora naum consigo mais para ja virou vicio isso eu preciso de ajuda concerteza

    Responder
  123. Olá..
    Eu li todos os depoimentos,porém não me identifiquei de imediato,não sei se seria o caso…mais quando passo por uma situação de muito stresse,saio do meu controle e começo a me esmurrar,ou me beliscar,é uma forma que tenho de conseguir me acalmar…Parece que toda a dor emocional fica menor quando faço isso,pois muda meu foco,não para a dor do problema ou o nervozismo da situação,e sim pra onde eu apertei ou me esmurrei…isso seria uma doença???

    Responder
    • Não, isso seria mais raiva mesmo, hoje em dia eu faço isso, ao invés de me ferir, eu meio de destruo coisas, cada um da com a dor da forma que lhe convém.
      Compre um saco de boxe, além de desestressar, perde umas calorias

      Responder
  124. Eu tenho AM a cerca de 8 meses e não consigo parar, quando me enervo nem que seja por problemas do dia a dia corto me.
    Tenho 14 anos e sofri bullying aos 11 anos, aos 13 anos não me consegui integrar num grupo e ainda gostei de um rapaz e me gozaram durante 1 ano seguido.
    Estou cansada, antes batia-me, mordia-me e ja cheguei a atirar das escadas abaixo de preposito mas apercebi-me que meus pais iam ficar preocupados e decidi começar a cortar nos braços,…
    Quero ajuda mas não quero que meus pais saibam

    Responder
    • Cris, notei seu sotaque e acho que é de portugal, bem, se for, uma vez achei um site de ajuda que fica em PT.

      Realmente é difícil, hoje me vi em uma crise que pensei a unica solução fosse isso, mas algo me distraiu e acabei deixando a ideia inicial de lado, claro que na minha cabeça isso ainda flutua, mas estou me segurando.

      Estou indo na terapia e no psiquiatra agora e tomando medicação so fazem 7 dias, mas me sinto relativamente melhor. Procure centros de ajuda psicologica em sua cidade e boa sorte!!!!!

      Responder
      • Sim, sou de Portugal meus pais soberam a cerca de 5 meses que praticava AM mas pensam que eu parei e não sei se posso ir sozinha a um centro de ajuda psicológica sozinha?
        Tenho andado a me tentar controlar mas AM 4 vezes por semana no minimo.
        Já ando assim a tanto tempo que já estou tão cansada e mrus cortes estão cada vez mais fundos…
        Obrigada pela ajuda se souber de algum site diga-me que eu agradeço e mais uma vez obrigada…

      • Flor se quiser desabafar, muitas pessoas estão usando este grupo: http://www.facebook.com/groups/274357359264475/

        boa sorte, tenha força e fé, eu também me cortava cada crise mais fundo, hoje estou relativamente bem!

  125. Comecei a me cortar esse ano e não consigo mais, é tanta coisa que esta acontecendo! Tudo começo porque me sinto desprezada por todos, não tenho amigos, sou muito feia, na escola sofri muito por causa que as pessoas me desprezavam demais, sabe, nas aulas de educação física sofro muito ninguém me chama para o time sempre sou a ultima, já jogaram frutas em mim, já me xingaram, me sinto como se fosse um monstro, ninguém nunca me abraçou e disse que me ama, e isso me dói muito, eu não quero passar por isso no ano que vem, penso toda hora em me matar e acabar com essa dor, sei que ninguém vai sentir minha falta só não fiz isso ainda porque não tenho coragem e me corto. Sabe quando eu me corto me sinto tão bem sei que a lamina é minha única amiga só ela acaba com esse sofrimento. Toda hora tenho que fingir que estou feliz, passo o dia inteiro rindo em quanto queria gritar e chorar muito!

    Responder
    • ana, sacode essa poeira do passado e comece a pensar em você! seja egoísta, toque o foda-se para o mundo e mude por você. não importa o que os outros pensam desde que você se sinta bem consigo mesma. tenha força, levante-se, passe por cima de tudo isso. eu sei que é difícil e até demora um pouco, mas você pode! VOCÊ PODE!

      Pense nisso Ana, pense em você minha querida!

      Responder
  126. Ola , eu tenho 13 anos meu nome e Fernanda, começei a me cortar , e me arranhar faz pouco tempo , me corto por qualquer motivo , ou ate os momentos sem motivos , isso para mim virou uma rotina , todos os dias eu me cortava , com estiletes , facas , tesouras , canetas , ferrinhos e por qualquer coisa que eu via pela frente , eu quero parar mais nao consigo , pois eu acostumei com isso , as pessoas ficam me dando conselhos e tudo mais , mais por tudo o que eles me dizem eu nao consigo mudar , e eu arrependo pela vez que começei a fazer isso , eu sou EMO mais isso que eu fasso , nao é pelo jeito que so , mais sim pelo um vacilo meu , e eu digo isso para todos os adolecentes igual a mim , para todas as pessoas que estao lendo isso , ‘NAO FASSA ISSO’ nem por coriosidade , pois pode te afetar e deixar marcas nao na sua pele , mais sim para o resto de sua vida . Obrigada .

    Responder
    • é Fernanda, essa curiosidade por nós levar a caminhos amargos! Realmente é importante passar esta mensagem a frente!

      E tente se controlar, isso parece um desvio masoquista, claro que você é nova, mas não há idade para isso. Mas tente se policiar e se controlar garota!

      Leia, distraia, e quando segurar a navalha pergunte-se: eu preciso mesmo disso? Controle-se!

      Responder
  127. Olá, me chamo Claudielle. Comecei com isso bem no meado do ano, conheci uma menina que sou completamente, louca e apaixonada por ela até hoje. Até que um dia tomei coragem e pedi uma chance com ela. Isso foi aumentando minhas expectativas de que iria dar tudo certo e tal. Até que minha mãe soube, falou que isso era loucura, que eu não sou e nunca vou ser lésbica. Foi nesse dia que isso me perseguiu, ela disse coisas horríveis, falou que eu não era mais considerada de maneira nenhuma filha dela, eu fiquei muito deprimida, anoréxica, magra demais, sem apetite, descuidada. Não me importava mais com nada. Decidi que iria acabar com isso de uma vez por todas, e pensei em suicídio, morte. Comprei uma gilete e assim chorando muito, comecei a fazer profundos cortes em meus pulsos. Vi muito sangue escorrendo, lavei e enfaixei meu braço rapidamente. Minha mãe perguntou o que era aquilo no dia seguinte, eu falei pra minha mãe que foi apenas um corte quando estava lavando o banheiro, ela não acreditou e pediu para ver. Ela brigou, gritou, me deixou de castigo e falou novamente que eu não prestava, que estava ficando louca, e foi deste mesmo dia em que eu comecei a me auto-mutilar. Era um desejo insaciavelmente incontrolável de me suicidar, de não existir no mundo naquele momento. Minha mãe sempre falou que isso era frescura, querer chamar atenção. Me senti muito solitária, desprezada por ela, a pessoa que me deu a vida e que eu faria de tudo por ela. Comecei a pensar que minha vida não teria nenhum sentido sem a minha mãe ao meu lado para me apoiar, e assim fui me cortando, me acabando e tenho muitas marcas em meus braços e pernas. Eu ando precisando de atenção, desabafo, consolo.. Mais não há ninguém que eu possa me expressar sem ser julgada pelos meus atos auto-mutilatórios. Preciso de ajuda. Obrigado.

    Responder
    • é flor, de cara pai nenhum aceita a homossexualidade dos filhos, infelizmente isso pode levar tempo, é ruim ter que se esconder em um armário, pessoas retraídas são mais infelizes, mas vc nao é anormal nem está longe disto!!!

      No caso acho que sua mãe não está sabendo lidar com tudo isso, sua sexualidade, a depressão, as vezes colocar de castigo, entre outros é mais fácil.
      Acontece comigo, é mais fácil meus pais tamparem o sol com a peneira do que tentar compreender o que vivemos, muitos disseram que o que eu fazia era frescura só pra chamar a atenção, claro que há pessoas no mundo que fazem isso mesmo.

      Mas não desista de você, não sei se vi se colocou idade, mas lute por você, sua independencia, e um dia bater asas, assim você poderá controlar os rumos da sua vida. E se quiser ser lesbica ou não, só importará pra você.

      A sociedade está tentando compreender isto agora, é complicado todos aceitarem de cara, a familia tem que ser muito moderna mesmo.

      Mas fique firme garota! Lute pra sair desta, lute e mostre que você é forte e capaz!

      Espero que um dia consiga ser livre e viver tudo o que deseja!

      Responder
  128. Eu me corto, eu até fiquei alguns meses sem me cortar, mas hoje eu não aguentei sofri bulling de novo eu achei que eu tinha aprendido a ser forte eu pensei que eu nao ligaria para as pessoas mas eu me enganei, quebrei uma gilete (pois a que eu tinha estava cega) e me cortei é so parei quando o sangue ja tava pingando muito no chao do meu quarto, eu tenho parar mas parece que é impossivel.

    Responder
  129. Já faz cerca de um ano que isso vem acontecendo comigo.. me dou socos, me arranho e arranco os meus cabelos para me aliviar.. A única pessoa que já presenciou isso foi meu namorado.. ele sabe que faço isso e me fez prometer que não o faria, mas não consigo.. hj nós brigamos ao telefone e eu eu me arranhei novamente até sangrar.. amanhã irei ve-lo e tenho medo do que ele irá me falar.. Não sei se ele sabe que isso tem ”tratamento” e é uma doença, muitas vezes já pedi ajuda, falei pra ele que queria ajuda.. mas acho que não me levam a sério, talvez ele ache que eu consigo parar sozinha, mas a verdade é que não consigo.. Isso alivia de um modo que não dá, não dá mesmo.. Não sei o que faço, sei lá.. tenho medo disso piorar, porque eu sei que vai, mas é bom.. ler e ver pessoas que passam ou ja passaram por isso.. só precisava desabafar, pedir um help.. qualquer coisa, qualquer coisa mesmo..

    Responder
  130. Minha namorada recentemente, andou se cortando…’
    Eu já havia postado aqui sobre esse meu problema, consegui criar forças para não praticar mais esse ato.
    Ela cortou seu braço fundo, teve que costura-lo. Cortou também um pouco no seu rosto. Ela fez tudo isso porque achou que nos não iriamos mais nos ver, já que se mudou para uma cidade um pouco perto da minha…’ Já havia dito pra ela que iriamos nos ver sempre, afinal é 1h de carro daqui.
    Mas não consegui impedi-la de se cortar. Queria ajuda novamente, não sei o que fazer por ela, nem o que dizer.. =/’ Quero ajuda-la assim como você aqui, havia me ajudado antes.
    Muito obrigado pela atenção, tenho muito medo que ela faça isso denovo =/’

    Responder
    • Oi Felipe, fico super feliz que você esteja bem!!! Já tem algum tempo que eu estou também – por assim dizer em relação a cortes – bem querido, que bom que ela tem alguém como você que a compreende e que quer ajudá-la. Mas não basta seu desejo de ajuda, e sim o dela. Ela quer ajuda? pergunte a ela, diga que está disposto. Serei bem sincera ao dizer que conheci casais que se separaram por este motivo, não é todo mundo que compreende e tem paciencia. Uma hora as pessoas se cansam, acham que é drama, entre milhões de outras coisas.

      As vezes a breve separação de vocês não foi o ponto alto do motivo, muitos de nós usamos quaisquer motivos como scape para iniciar uma mutilação! Então sugiro iniciar esse dialogo com ela, sobre ela querer a ajuda, sobre você a amar, sei que muitos de nós somos egoístas e não damos muita atenção para conversa, mas basta ela ler os comentários aqui para perceber a quantidade de pessoas que lutam sozinhas…

      Te desejo sorte em mais uma batalha!

      Batalhas ou guerras foram feitas para serem vencidas, e nessa, que sejamos nós! =)

      Responder
  131. oi , eu tenho 12 anos e mi corto mais os meus cortes nao sao profundos menos um qe eu fiz na perna ficoou uma marca mt feia . olha eu venho mi cortando a mt tempo so q sempre foram cortes simples e nao era toda vida era de vez em quando mais teve um dia na epoca de provas na minha escola q eu pedi pra minha mae pra deixar eu ir na casa da minha amg e ela nao deixo eu fiquei com mt raiva peguei um estilete e fui para o banheiro e comecei a mi cortar no braço , minhas amgs viram e eu prometi nao mi cortar mais so q no outro dia eu pedi pr ir na csa da minha amg denovo e nomvamente minh mae nao deixo ai eu mi cortei so qe dessa vez foi na perna ai minhas amgs viram e eu prometi nao fazer mais isso e nao fiz so q hj eu briguei cn a minha mae poq ela nao qer q eu ande so e entao eu tava querendo mi cortar s qe dessa vez eu qero q seja no pulso e eu qero fazer isso hj a noite mais to com medo e tipo eu axo q to ficando doida poq tudo q acontece d errado eu ja pego o estilete eu to precisando mt de ajuda mt mesmo = (

    Responder
  132. oi, eu tenho 12 anos e venho me cortando desde o começo de dezembro . ontem a noite eu me cortei novamente no meu braço mais os meus cortes nao sao profundos e nem mt grandes . eu andei vendo uns sites na internet e vi q as pessoas acham q a nós q auto se multilamos estamos qerendo aparecer ou fazer modinha e tipo isso pra min é um completo absurdo eu tento ao maximo esconder meus cortes e eu so me corto poq eu consigo aliviar tudo de ruin parece q qando o sangue desci as coisas melhoram e eu quero parar so q eu nao consigo . tudo o q eu desejaria era o apoio da familia e dos meus amigos sem mi julgarem de ”dooida” .

    Responder
    • Li você não é louca, um louco nunca assumiria isso tudo, então se acha que sua família não irá te apoiar, mostre a eles que só precisa de ajuda e não julgamentos, mostre a eles esses textos, os comentários das pessoas, eu fiz isso, apesar de ter o dobro da tua idade, fiquei tão frágil e vunerável tanto e mostrei ao meu pai que não sou a única e funcionou!

      Tente isso…. mas em uma abordagem primeiramente mais leve… Boa sorte não desista de você!

      Responder
  133. oi gente , eu to aq dnovo pra falar q eu tentei , passei 1 dia todinho sem me cortar prometi pra mim mesma q nao me cortaria no Natal so q nao deu a minha mae nao me ajuda .. eu pedi pra ir no Met Up ano q vem e ela começou a falar q nao que eu era diferente começou a repreender q preferia morrer do q mi ver La feiz um drama enorme entao eu nao me segurei peguei minha Lamina e comecei entao eu decide q nao qero mais nada pra mim q talvez essa seja a minha vida nao to mais importando pra nada’ ='(

    Responder
  134. Eu ainda não tive coragem de me cortar, mas já coloquei muitas vezes gilete no meu pulso, vontade é o que não falta…
    Mas eu pratico formas de automutilação diguemos que “simples”, quando me irrito por qualquer coisinha eu começo a me morder e a me arranhar bem forte, que até mesmo os locais ficam inchados.
    Eu não vejo isso como um problema e sim como uma escapatória.
    Minha família é desunida e minha mãe sempre põem defeito em tudo que eu diga ou faça. Ela não gosta do meu estilo rocker, acha que eu vou sair fazendo besteira. Eu não a culpo pelo o que eu estou fazendo comigo, mas não sei se é implicancia em minha parte, mas minha mãe nunca demonstrou carinho por mim. Nunca me lembro de termos brincado de boneca quando eu era pequena ou até conversar comigo calmamente na minha adolescencia, pois sempre que puxo assunto ela me interrompe para conversar com outras pessoas e isso me magoa.
    Eu nunca, nunca mesmo fui boa em expressar meus sentimentos, nem em dizer eu te amo e nem em pedir desculpas… Por isso acho que vou guardando as coisas muito só pra mim e acabo fazendo isso.

    Mas não acho que tenha sido apenas as constantes brigas dentro de casa que desencadearam isso, também o bullyng que sofro desde pequena por ser um pouco acima do peso.

    Eu só tenho medo que isso só vá piorando e eu chegue ao extremo demais e mais tarde eu me arrependa.

    Responder
  135. alguem que passa, ou que a passou porisso pode mandar convite no meu msn por favoor ? preciso mt da ajuda de vcs. ;/ Obrigado pela atençao.. : rick_100euu@hotmail.com

    Responder
  136. Realmente nao sei mais o que fazer .. sempre tento parar .. juro q tento … ja tentei aliviar minhas raivas em exercicios fisico … comecei escrever em um diario .. sempre ouvi gente falar que isso ajuda .. principalmente escrever poemas… e muitaaas musicas pois musica é tudo sempre me ajudou com tudo… ja fiquei alguns meses sem me cortar .. mais toda veez que algo me aflinge .. que eu brigo com alguem … ou que alguem eh estupido comigo … que como de mais … que me digam que estou gorda .. qualquer coisa me leva a me cortar de novo .. toda vez que acho que esta passando algo acontece e novamente vou me cortar … eu quero muito me curar .. mas não posso procurar tratamento sem que ningem saiba .. se eu disser algo aos meu pais .. vao dizer que estou dizendo isso para chamar a atençao .. ngm realmente consegue entender os meus problemas .. toda vez que tento conversar com alguem dentro de casa ninguem me leva a serio .. dizem que sou idiota em dizer tais coisas .. que tudo oq eu digo é coisa da minha cabeça .. guardo muitos sentimentos dentro de mim … ate que finalmente explodo .. e entao so consigo me sentar no chao do meu quarto com uma gilete e me cortar até tudo passar … depois do ato .. fico mto tempo chorando por ter sido tao idiota de fazer isso novamente .. realmente nao sei o que fazer … =/ parece que estou cada dia mais louca .. =/

    Responder
  137. Eu li os seus textos e entendo o ke esta sentindo… eu tambem me corto, faço-o a 3 anos, inclusive o ano passado toda a escola ficou sabendo, o meu pai tambem e tive serios problemas.
    Agora as pessoas e os professores pensam que ja nao o faço mas faço, nao me corto ha 15 dias, pra mim parece muito tempo, mas sei ke e pouco. ja fikei 2 meses sem me cortar mas kuando volto a faze-lo e como se nunca tivesse parado.
    Eu so keria conseguir para mas nao consigo. Não me lamento da vida como os outros, em vez disso “magou-me a mim propria”, mas nao sinto dor kuando faço apenas o alivio momentâneo, depois, arrependo-me dakilo que fiz e desato a chorar novamente como se fosse um ciclo.

    Responder
    • oi flor, acho que consegue sim, eu sei que é difícil, muito mesmo, eu choro, grito esperneio, mas me seguro, eu rezo sempre pra são Bento afastar os pensamentos ruins.

      Estou desde agosto sem me cortar de fato, me machuquei de outras formas, confesso, mas nada de cortes, sangue escorrer e tudo mais, as vezes parece que nada adianta, mas tem que ter força, sua vontade deve se tornar maior que este desejo sádico!

      Responder
  138. Por favor, gostaria q o moderador me enviasse por email q está incluso algumas historias de superação, formas de tratamento, etc; pois preciso mostrar à uma pessoa muito querida que sofre de auto-mutilação. Com meu apoio e carinho, o quadro dela tem melhorado muito, mas fico receoso de possíveis recaídas.
    Att.,

    Responder
  139. Meus caros,

    Li todos os comentários e me solidarizo com cada um.
    Da minha parte, digo que estou me separando. Eu amo muito meu marido, mas ele quer a separação. O que eu posso fazer a não ser me separar? Não posso obrigá-lo a ficar comigo. Ele é livre pra decidir o que quer da vida e para seguir o caminho que escolheu. Pra falar a verdade, nunca me cortei. Mas atualmente a minha dor emocional é tão, mas tão doída, que não enxergo nada. Nada. Penso que só um corte (na parte interna da minha coxa, escondido, secreto) pode trazer algum alívio para minha dor emocional. Tipo: transferir a dor para uma dimensão (a física) que é mais fácil de assimilar. Deve ser muito mais fácil sentir essa dor física, localizável, tangível e passageira . Agradeço a todos pelos posts e espero que consigamos nos sentir melhor. Porque merecemos.

    Responder
  140. I just need some help ..

    Responder
  141. Oii,
    eeu começei a me cortar no inicio de 2010. bem poko tempo mais msm assim.. ja estou meio que precisando desses cortes…
    antes eram cortes normais.. com a lamina do apontador.. me cortava na escola… com as tesoltar tbm, cortes pequenos e na mao..
    a pouco tempo passei para cortes no pulso… ja cortei uma pequeninha veia, uma veia feia que sangrou ate eu desmaiar… acaordei e eeu mesmo fui ate o posto e me cuidei sem NINGUEM SABER, a poco tempo cortei meu braçoi todo com a lamina das gilettes que eu quebrei.. ja me cortei com tudo, predras, vidros, laminas de todos os tipos, e muito mais.. hj eu axo ki tenhu controle sobre isso.. mais tem horas que eu não consigo controlar…. e me corto mesmo…
    me corto tanto que é impossivel esconder… Hoje queria parar e num consigoo. agr mesmo enquanto escrevo estou me cortando… Não consigo segura pois enquanto digito tudo que ja sofri vem em mente… hj me corto por qualquer bobagem, as vezes ate mesmo por nada, só pr sentir o prazer da dor qua inclusive é muito boa e satisfatoria, e sentir o sangue quente escorrendo pelo meu braço..

    Responder
    • Lary, não diga que não pode ou não consegue, você consegue sim, basta querer e mais querer ajuda, as vezes sozinho é mais difícil, mas você deve ter fé em algo que te acalente, não desista de você mesmo quando parecer que todos desistiram.

      Tenha fé e força!

      Responder
  142. Tenho 14 anos, me corto dês do começo do ano passado li vários depoimentos acima, me cortava por causa da “dor emocional” as vezes nem precisava de um motivo concreto eu apenas me cortava, reconheci meu erro percebi que preciso de ajuda, só não sei como pedir, quero contar para minha mãe, mas não sei como, talvez eu sinta vergonha, alguém pode me ajudar?

    Responder
  143. ola queria agradecer pelas as suas palavras la em cima ,ha 2 anos que eu me cortava e sempre me arrependia por isso achava que estava loka e tinha medo de contar a alguem so fui descobrir que isso e uma doenca a pouco com uma colega de trabalho que viu umas de minhas cicatrizes e me perguntou o que era eu dei minha desculpa e ele me disse que sua colega se cortava quando estava nervosa e ao ver a minha acreditou ser a mesma coisa so ai fui perquisar a respeito …nossa valeu pelas informacoes foi de grande ajuda …

    Responder
  144. apesar de me sentir melhor apos me cortar nao e facil olhar para seu corpo e velo cheio de cicatrizes …

    Responder
  145. O meu nome é Rafaela. Tenho 13 anos e eu me auto mutilo. Á 20 dias tive uma vontade enorme de me cortar com uma gilete, porque estava triste. Uns dias depois estava zangada e bati em mim própria, uma forma de não me cortar e de libertar a dor. Por mais estranho que pareça, quando mais me batia, menos doia (fícamente e psicologicamente). Senti uma culpa enorme depois disso tudo. Na sexta feira, fiz o que muitas pessoas não são capazes de fazer: contei a uma professora, que me marcou uma consulta com uma psicologa. Mas e se ela me obriga a contar a minha mae? Ia lhe partir o coração… o que devo fazer? Cada vez que começo a falar nisso, ela diz que eu sou tonta, parva e estúpida por pensar nessas coisas, o que só me dá mais vontade de me cortar. E enquanto escrevo isto, tenho tanto medo e estou tao zangada por não acreditarem em mim, que me quero cortar. Algum conseilho? Eu ainda não percebi, é um disturbio mental, ou não?

    Responder
    • Isso parece depressão. Cuide-se!

      Responder
      • Oi FreakButterfly! Só hoje vi sua resposta… eu estou com muito medo. Depressão? Não sei não… daqui a umas semanas vou acampar e passar um fim de semana fora de casa. Estou a pensar em escrever uma carta a minha mae. O que acha? Devo lhe dizer que me aconselhei na internet e que parece que ando com depressao? EStou farta de chorar a toda a hora. As vezes, morta era melhor. Obrigada – serei eu parva ou inteligente por nao ter coragem de me cortar? Ultimamente ando a ganhar coragem. deus me ajude

      • Desculpe a demora linda! Querida, já passou algum tempo sinto por não ter respondi, você conseguiu contar a sua mãe?

        Bem, só um psicólogo lhe dira de fato se é depressão, mas os sintomas indicam isto… Querida, agente consegue, tive minha recaída a um mês mais ou menos mas agora me esforço pra manter a calma… Voltei com meus medicamentos, o psiquiatra ajudará também. Tenha calma querida, você consegue!

        :***********************

  146. Foi bom para mim ler estes depoimentos, sempre que comecei a pesquisar sobre auto mutilação eu logo desistia, por achar que esse não era meu caso, assim que eu via o que escreviam sobre se cortar e bater. O meu caso acretido não ser tão grave, mas me faz sofrer muito.
    E aqui lia acho q só uns 2 que me fizeram ver que talvez seja isso mesmo. Eu aperto espinhas, cravos, a raiz do pelos, arranco casquinhas e etc…fico horas fazendo isso. Já cheguei a usar agulhas e etc, fazer buracos e me arracar sangue. E quando não acho nada em mim, procuro nos outro, mãe namorado etc(q acabam se zangando comigo). Desde os 11 anos faço isso, estou com 19. É muito dificil pra mim, pq sei que sou uma garota bonita, sempre chamei muita atenção na escola, baladas e etc. E derepente me olho no espelho e vejo q estou me estragando.
    Meu pai acha q é frescura adolescente. Meu irmão desistiu de me ajudar, meu namorado não entende, minha mãe como muitas, fica se perguntando onde foi que errou…
    Eu fui numa amiga da minha mãe que era uma ´´psicologa´´ a um ano e meio atras, mas ela não via problema em mim, acho q ela achava q era frescura adolescente tb, e eu parei de ir.
    Fiquei 6 meses bem melhor, quase sem crises, mas agora ta voltando, E EU NÃO QUERO ISSO MAS PARA MIM.
    Achando esse site, vi que não sou uma louca mimada como me sinto muitas vezes.
    E pesquisando encontrei sobre dermatolilexomania, não sei se isso é considerado auto mutilação, mas achei muito parecido comigo.
    E vi que muitas pessoas falam para escrever para ver se melhora. E vou fazer isso para ver se melhoro.

    Responder
    • Diga para sua mae ler isto. Ela nao errou em lado nenhum. A auto mutilaçao e a falta de uma vitamina no cerebro – muitos ate dizem que e uma deficiencia – por isso é que deviamos de tomar medicação. Não fiques triste. Ja alguma vez arrancaste cabelos? Mostra-os para a tua mae, guarda-os e depois mostra-os para essa bruxa – sem ofensa – que disse que nao tinhas nada. Eu nao estou louca. Tu nao estas louca. ninguem aqui está louco. Se alguem quiser conversar comigo, tem o meu emai embaixo. – melissa, meu depoimento esta acima do teu. e so ler.

      bruxinha_loira33@hotmail.com

      Responder
  147. Apagaram meu depo?

    Responder
  148. Pingback: 1º de Março: Dia da Consciência sobre a Automutilação | Caminhos da Individuação

  149. Olha, não faz nem um ano que foi a primeira vez que eu me cortei, e depois disso, eu me senti melhor, me alivio, mas hoje eu não consigo mais parar, hoje mesmo, já me cortei, preciso de alguém pra conversar, sério, e eu sou homem.

    Responder
  150. Eu tenho 15 anos e me auto mutilo há cerca de 1 ano. Em meio à esse tempo, tive de lidar com outros problemas como depressão, crises de ansiedade e transtornos de humor; o que certamente, contribuiu para o desenvolvimento do meu problema com a automutilação. Em novembro do ano passado, 9 meses depois de eu infelizmente, dar início a esse hábito, meu pai descobriu o que eu fazia.
    Fiquei realmente com raiva quando me dei conta de que, não poderia mais fazê-lo em meus pulsos, já que meu pai, uma vez tendo descoberto, ficaria sempre de olho a partir daquele momento. A partir daí, passei a cortar-me em lugares escondidos, e por fim, me dei conta de que havia perdido o controle sobre meu “hábito” que agora, já havia se tornado uma doença. Se eu fosse parar para pensar, diria que, foram muitos os motivos que me levaram a dar início à isso. Insegurança, medo, culpa, vergonha alheia, raiva, ódio, tristeza profunda, desordem mental; com certeza foram algumas das razões para eu ter feito o que fiz. Nunca tive a valentia de falar com ninguém sobre o assunto, nem sobre nada que me incomodava. Hoje, tenho mais consciência de meus atos, e suas consequências. E acredito veemente, que tenho evoluído espiritualmente, e consequentemente, tenho ganhado mais forças para enfrentar os obstáculos que a vida traz-me. Não posso dizer que estou livre da automutilação e de todos os outros distúrbios dos quais sofro. São doenças, que como quaisquer outras, precisam ser tratadas. Eu acredito mais no que costumo chamar de “terapia espiritual” que até o momento, têm se mostrado mais eficiente diante ao meu caso. Eu adotei o saudável hábito da oração. Oro todo o tempo. Sempre agradecendo à Deus por estar viva, e pedindo que me dê forças para permanecer forte durante mais um dia. A meditação é algo que se mostra muito eficaz para com os casos de crises de ansiedades, entre outros distúrbios. Concentrar-se é algo que requer muito esforço, realmente, mas vale a pena, com certeza. O pensamento positivo é sem dúvida muito importante, fortalece a sua mente. E bom, se sua mente é forte, então seu corpo e seu espírito são fortes. Você exerce o controle sobre si próprio. Além dos bons livros e cercar-se de pessoas saudáveis, que mantêm você pra cima; é extremamente fundamental ter fé. Sem fé você não chega à lugar nenhum, não importe o que tente. Apenas acredite em si mesmo e acredite que tudo vai ficar bem, você não merece esse sofrimento, seu corpo é templo sagrado de Deus, portanto, ferindo-o, está atingindo diretamente à Ele, que Lhe ama e estará sempre lá por você, sem dúvida. Nos momentos difíceis, saiba que tem Alguém à quem se apegar, você só precisa ser forte, e viver um dia de cada vez. À todos que compartilharam sua história aqui, vocês deveriam sentir orgulho de si mesmos, por terem a coragem de abrir-se e falar sobre seus problemas. É essencial saber, que em meio à tudo, à todo o sofrimento, você não está sozinho.Tenham fé sempre, e lembrem-se, vivam um dia de cada vez, a luta nunca termina, e valerá a pena quando se libertar dessa dor. Então, por favor, peço-lhes como alguém que ainda sofre desse mal, que falem à alguém, que busquem ajuda e tudo vai ficar bem. Amar-se é a chave de tudo. Muito obrigada à dona desse blog, que deu a oportunidade de muitas pessoas dividirem seus problemas, você com certeza aliviou muitos corações. Espero que esteja hoje, saudável e feliz.❤

    Responder
  151. tenho 23 anos, tenho andado muito agustiado , sem saber q caminho tomar na vida, sou muito timido em algumas sintuaçoes e isso tem me prejudicado muito, a 2 dias comecei a machucar meu braço com um alicate pra tenta aliviar um pouco minha angustia, tenho feito isso varias vezes mas nao chego a me conta de sair sangue, embora tente. tenho medo que isso piore, queria poder viver igual as outras pessoas e ter uma vida normal, as vezes fico ansioso quando falo com pessoas desconhecidas, e o fato de eu ser gago me deixa mais inseguro, tem vezes que me sinto forte pra encarar tudo e outras vezes nao. nao sei se devo procurar ajuda ou espera e ve se passa. o meu desejo e sair dessa solidão

    Responder
  152. Bom .. Meu nome é Anna Marcely , tenho 12 anos .
    E me Auto-Motilo …
    Sabe .. eu convivo com uns tipos de pessoas , falças , ignorantes , que só pensam em si propio ….
    A minha mãe só vive , brigando comigo , dis que não sabe por que tem uma filha como eu , não sabe onde errou …..
    Meu pai nem fala direito comigo , minhas irmãs mal querem saber se estou viva ………
    È horrivel as coisas q eles dizem para mim ..
    A unica pessoa que sabe q eu me Auto-Motilo é a minha amiga Isadora , os cortes não são muito profundos , mas estão visives
    Hoje uma menina me viu se cortar no colegio , eu estou com muito medo de q ela conte a alguem .
    A unica pessoa com quem eu posso contar é Isadora . eu presiso de ajuda !!!

    Responder
    • Anna querida, você é tão jovem, o que tanto te aflinge?

      Todos vivemos rodeados de pessoas falsas e ignorantes, não se deixe abater, sei que ainda é muito nova, e acho que deve buscar ajuda, se “ninguém” demonstra se importar de fato contigo, basta você, você se batas, bata para amar, bata para sonhar, bata para viver!

      Precisando desabafar, sempre indico um grupo de pessoas que sofrem de automutilação: transtornodapersonalidadeborderline@groups.facebook.com

      Boa Sorte, e tenha força!

      procure ajuda em algum CAPS, mas infelizmente por ser menor, seus pais saberão, mas quem sabe um médico conversando com eles, uma terapia em família, tudo não melhore, tenha fé!

      Responder
  153. descobri a uns meses que tenho leucemia , meus pais dizem na minha cara que o motivo deles brigarem tanto sou eu , amigos falsos me rondam e acabei um namoro que durou sete meses mais ainda gosto muito do cara . só tenho 4 amigos que são verdadeiros e que me entendem realmente , mas moram em outra cidade . eu só tinha me cortado uma vez , mais parei . ai depois que tudo isso aconteceu esse foi meu unico refugio . ja me cortei na perna , na barriga e nos pulsos . quando me corto sinto um alivio . mais ainda nao estou dependendo deles pra me sentir assim . só me corto quando me veja sem minhas amigas , quando estou com elas eu me sinto melhor , elas me ajudam muito .

    Responder
    • Procure então estar mais proxima de suas amigas, saiba que pessoas falsas sempre irão nos rodear. Eu não acho que de fato você seja os motivos do seus pais brigarem tanto, pode até ter alguma relação, mas eles devem ter seus proprios problemas. Não se sinto culpada, nem menor que ninguém, não deixe se abater pela doença, busque a Deus, busque uma crenã que te dê forças, e cultive o convivio com seus verdadeiros amigos, você não tem SÓ 4, você tem a sorte de ter 4 melhores amigos, tem pessoas que não tem nenhum, e isso se torna cada dia mais raro!

      Tenha fé, e força, pois você é capaz, e amores vão e vem, se ame mais, que passará a ser mais amada!

      Beijos

      Responder
  154. Bom…comecei a me auto-mutilar faz mais ou menos sete meses,não faço isso pras pessoas me notarem na verdade nem quero,tenho muitos”amigos”porem poucos são os verdadeiros. Meus pais viviam brigando,pois ele é viciado,descobri isso tinha onze anos(agora tenho 15), foi pesado pra mim,minha mãe se separou dele finalmente porem teve mais dois filhos com ele não reclamo pelo contrario AMO MEUS IRMÃOS,teve um tempo que ela voltou a namora com ele fiquei decepcionada,ele tinha se tratado mais teve uma re-caída,cheguei ao ponto de não suporta e tentei me matar inúmeras vezes ,porem sempre parava,ate briguei com ele peguei uma faca pra mata-lo pois pra mim não faz diferença se ele esta vivo ou morto ele não me importa,brigamos feio ele me bateu fiquei toda roxa também bate nele cortei sua face e braços todo com minha unha,depois disso sai de casa e disse pra minha mãe”eu só volto quando ele sai. E a senhora vai ter que escolher eu ou ele.” Nunca quis por ela contra a parede mais era preciso. Infelizmente ela preferiu ele,mas pois ele pra fora de casa assim eu voltei. Quando tenho emoções muito fortes meu sistema nervoso se altera,parece ate que vou morrer já fiz vários exames,porem nada funcionou. Sou muito amada mais sinto um vazio dentro de mim não sei explica,é mais ou menos como se eu fosse totalmente vazia,as vezes fico deprimida,ninguém nunca percebe já entrei em depressão profunda e ninguém percebeu,senti uma dor enorme sei que todos a minha volta(que convivem comigo) me amam não duvido disso. Teve uma vez que estava desesperada queria realmente me matar,mas acho isso burrice,procurei um grande amigo e lhe contei o que fazia pois não aquentava mais,tinha vezes que por mais que eu desabafe não adianta,e essa era a unica forma que me alivia,ele se mostrou preocupado,mas…ele esqueceu^^. Minha mãe não sabe e mais ninguém,escondo o máximo que posso. Mais não quero continuar assim é muito ruim saber que você não é capaz de lidar com suas próprias emoções,ser dependente disso pra seguir a vida,sei que estou doente e preciso de tratamento,mais não acho que vá resolve pois qual quer coisa se torna motivo pra ter uma re-caída,ate amar um dos seus melhores amigos é motivo. E esse é o motivo que mais doí e me corrói por dentro,perde as contas de quantas vezes já chorei só de olha-lo e não poder disser que o amo,pois ele não que ouvir, já o disse que lhe gostava muito,porem ele nunca me deixa prosseguir,e isso faz com que eu me corte mais e mais vezes,ver meu sangue escorrendo no meu punho me acalma e a cada dia que passa só piora eu corto cada vez mais profundo do que o primeiro.
    Essa doença é uma coisa horrível não desejo isso pra ninguém espero que todos que passa por isso encontrem uma cura assim com espero que eu me livre dela também e não tenha re-caídas,desde já um
    MUITO OBRIGADA PELA ATENÇÃO!!!

    Responder
  155. Oie povo eu tenho 16 anos sempre me senti mt triste por conta do meu pai n ter me assumido e por varios outro motivos a pouco tempo terminei com minha namorada e perdi o controle disso tudo e começei a me cortar a pouco tempo n sei pq mais parece de augunha forma aliviar minha dor

    Responder
  156. Estou indo muito bem,me cortava pq era um vício,parei de me cortar pq meu ex fez eu prometer que eu pararia,então eu parei,no começo eu fingia que eu me cortava,colocava um curativo e me fazia de coitada,depois eu comecei a fazer isso de verdade,mas quando ele me deixou eu tive uma recaída e me machuquei,claro que me arrependi porque eu ainda amava muito ele,e tinha quebrado a promessa,ele não descobriu,mas nunca mais fiz isso,estou passando por um momento muito difícil da minha vida,descobri que tenho sintomas de transtorno bipolar,mas mesmo assim consigo olhar pra gilete,ou pra faca e não querer me cortar,mas eu penso que eu ainda vou ter algumas recaídas,são muitos problemas e não tô mais aguentando

    Responder
    • Oi Gabrielle, pena sua perda, acho que como muitos de nós, sempre acabamos por perder algo por isto.
      Também tenho sintomas bipolar, e meu diagnóstico nunca sai correto, também estou passando uma fase a duras penas, e estou me esforçando pra me manter firme!

      Responder
  157. Eu vi que vc responde os comentários, então espero responder o meu😉 Tenho 14 anos e comecei a me auto mutilar desde criança , antes eu apenas me mordia, ou me beliscava, mais com 14 anos , este ano comecei a me cortar. Eu faço curso de ADM e tenho um professor que é Psicólogo, as vezes me passa pela cabeça , ter uma conversa com ele.Mais eu tenho vergonha , mais eu acho que iria me ajudar bastante D: Oque acha ?

    Responder
    • Oi Maryna, realmente conversar ajuda, mas com um professor não acho tão bom, por não ser uma conversa profissional, o sigilo vai dele, não seria uma exigencia, procure o CAPS da sua cidade, ou busque um amigo, um psicologo ou psiquiatra é sempre bom!

      Desejo-lhe sorte!

      abraços

      Responder
  158. Olá ! Eu ha uma semana que começei a automutilar-me, corto-me sempre nos pulsos. Nao sou capaz de contar a minha familia, nem a amigos, pois nao iam perceber e iriam pensar que eu estou louco. Mas eu so me automutilo, pq tenho tido muito stress com a escola e é uma maneira de me sentir melhor. Nao estou conseguindo parar todos os dias tenho vontade de me cortar. E estou ficando com umas marcas horriveis, nem sei como disfarça-las. Será que vou ser capaz de parar? Será que consigo tratar-me a mim mesmo sem ter que contar a minha familia?

    Responder
  159. eu me mutilo a 2 anos, sempre fui depressiva, compulsiva, passo por psiquiatra, mais nada adianta, eu sempre quero morrer, eu corto minhas pernas pra ninguém ver, mais meus pulsos são cheios de cicatrizes, é que as vezes é bom pq a dor que está no meu coração some por alguns instantes, mais depois os cortes começam a arder muito, levo sempre minha navalha comigo, pra todo lugar que eu vou. um dia eu cansei de derramar lagrimas e foi ai que comecei a derramar sangue . minha mae sabe que eu sou depressiva, mais acho que ela não sabe que eu me corto. E além de me cortar eu me bate, me jogo na parede, coloco piercing em mim mesma, alargo minha orelha, tudo que me faça sentir dores, e deixam marcas pra mim é bom, acho que bastante gente sabe que eu sou depressiva, mais não sei se eles sabem que eu me corto. eu tbm não conto pra amigo nenhum pq eles vão me tachar de “emo” é muita infantilidade isso, foi por isso mesmo que comecei a me auto-mutilar por causa do bullyng, eu sou magra e as pessoas me chamar de palito e etc . isso machuca, e minha familia tbm não me aceita por causa dos piercing, e eles não sabem como machuca isso, eles falam que eu sou rebelde e etc . eu admito que sou doente, e que essa dor um dia vai passar, mais as cicatrizes são pra sempre

    Responder
    • Gi, não desista não, e busque ajuda, meu psiquiatra passou um remédio que ele disse que é usado pra esse tipo de problemas como o nosso, vou começar a tocar, ele disse que teve bons resultados, viu há esperança, basta querermos nos ajudar

      Responder
  160. conheço duas pessoas que fazem tal ato de se mutilar nao sei o que faço pra ajudar as vezes me sinto culpada por nao ter sido uma boa amiga sei la so sei que quero ajudar mt
    qualquer geito ai me digam preciso ajudar essas duas pessoas

    Responder
    • Ouvir sem julgar já é um começo, geralmente as pessoas tem vergonha, medo de que outras saibam… e dependendo de quanto tempo estão nisso, podem ainda não querer ajuda… mas ser amiga de fato, ajuda muito, apoiar, ouvir qualquer coisa que seja que queiram desabafar (porque as vezes é algo idiota, mas não diga porque a pessoa acha que para ela é algo muito importante)

      Responder
  161. Por faoor me ajuda…eu tenho uma amiga que se automutila..ela me contou isso hoje…e eu não sei o que fazer para ajudar..eu PRECISO ajuda-la…não quero que nada de ruim aconteça….ela me contou seus sentimentos e pq faz isso…e começou a chorar muiito…issso me partiu oi coração…não quero ficar sem fazer nada;;;eu querooo ajuda-la..por favou me diga como eu imploroo!
    obrigada.
    beijos

    Responder
    • Primeiro, não se desespere, você te que manter a calma, tem que transmitir calma para poder ajudá-la, ser bons ouvidos, pois ela vai precisar, muitas vezes os motivos parecem fúteis, mas ouça mesmo assim, desabafar ajuda, peça pra que ela tenha força, e procure ajuda especializada, mas diga que pode contar contigo sempre, isso será muito útil!

      Responder
  162. Olá, eu tenho 13 anos e me auto-mutilo há pouco mais de 5 meses, creio que seja o único meio de descontar minhas frustrações. É automático, quando o sangue desce, você para de pensar por alguns minutos, ou até segundos em tudo aquilo que lhe deixa mal. Meu único motivo para começar a me cortar, e hoje sei que foi um grande erro, foi por causa de “amores”, se é que me entendem. A dor que sinto é temporária, mas as cicatrizes e as consequências desses meus atos ficarão para sempre. Não faço isso para chamar a atenção, tampouco por modinha, já se tornou um vício, no qual é difícil controlar e parar. É difícil esconder os cortes de todos, vivo de casacos e calças até mesmo em dias quentes, e quando me perguntam o porque de eu estar vestida assim, eu apenas digo que é costume e dou-lhe as costas. Geralmente, quando descobrem de maneiras inusitadas, ficam me pressionando para saber o que houve e a marcação é extrema. Não tenho com quem desabafar e meus amigos já se cansaram de me ver sofrendo pela mesma coisa de sempre. Com muito receio, contei ao meu pai, mas parece que ele levou tranquilamente essa ideia e me sugeriu um psicólogo. Não tenho controle sobre meus sentimentos e não sei bem como me expressar, acredito que se alguém me oferecer ajudar, eu irei negar, por orgulho ou por não querer que se preocupem comigo, sempre fui assim e talvez seja um dos meus piores defeitos. Semana passada, eu descobri que uma amiga minha se cortava também, ela quem reparou os cortes em meu pulso e quando eu tentei inventar uma desculpa sequer, ela disse o quão difícil foi essa fase para ela e tentou me convencer a rever os meus motivos para o tal ato. Disse inúmeras coisas com a intenção de me fazer recuar, mas não, fiquei na minha e falei que iria pensar em tudo que ela disse e lhe daria uma resposta como prometido. Sinto como se todos estivessem se afastando aos poucos de mim, e a lâmina, hoje em dia, costuma ser a minha melhor amiga. Só tenho um amigo que me aconselha muito com isso e tenta me fazer parar de todas as formas, oferecendo mil e uma ajudas. Já cheguei até mesmo a me cortar e tacar sal logo em seguida, pois ameniza um pouco a dor. Todas as vezes que olho pros meus pulsos, me bate um arrependimento inexplicável, é duro ver o que fiz comigo mesma, mas já não dá parar voltar atrás. Me corto e me arranho com tesouras, lâminas, e só paro quando vejo o sangue escorrendo. Já vi garotas que passam pela mesma coisa do que eu, mas nunca tive coragem de chegar e perguntar os motivos, seria bom conversar e tentar entendê-las pelo menos. Estou há duas semanas sem me cortar, ou seja, estou lutando ao máximo contra o meu controle, às vezes ocorrem recaídas, mas… Você sabem bem como é. Dói demais, mas ninguém precisa saber.. Ninguém entende, e por mais que eu tente explicar, sou taxada como “maluca”. Obrigada pela atenção, e espero que todas(os) nós possamos enfrentar isso tudo e vencer esse grande desafio!

    Responder
    • E realmente ninguém que se julgue “normal” irá entender os motivos que nos levam a isso, mas é psicológico e todos temos problemas, então espere mais de você do que dos outros!

      Responder
  163. Oi meu nome é Estefanny, tenho 13 anos e to grávida, o pai do meu filho mudou de estado, sou mãe solteira. 5 meses que passou, meu pai bebeu e bateu na minha mãe e ela deu queixa na polícia. Hoje meu pai está preso, e minha mãe está numa clinica por causa das drogas, eu e meus 4 irmão moramos com a minha vó que tem 85 anos no morro da fazendinha rj como meu irmão mais velho trabalha pro comando sou a responsável pela casa e pelo meus irmão e me corto a 1 ano, ja tive 3 infecsão pq me corto com tudo- faca ferro caneta agulha vergalhão e outas coisa, atras da minha casa tem um terreno baldiu la tem de tudo pra eu me cortar, hoje so me corto algumas veses e deixo essa msg da lan rouse pra vcs.

    Responder
    • Meu Deus Estefanny, não sei nem o que dizer a você menina… Só sei que, Deus pode tudo, tenha fé e força, não se deixe derrotar pelas padras que a vida pois no teu caminho, mesmo nova, você já tem tantas responsabilidades, acho que pode ser capaz de superar isto, creia em Deus, se apegue a ele e pense no bebê, ele não tem culpa de tudo que está havendo e merece uma chance… assim como você!
      Deus te proteja, seja firme!

      Responder
  164. Bom me corto dez dos 7 anos, antes os motivos eram bem menores, mas pra mim eram grandes naquela época. Fui crescendo a coisa foi piorando… o pior é que as vezes sem motivo estou me cortando. Querer parar eu quero pois sei que algo inesperado pode acontecer(me refiro a morte). Tenho namorado, mãe e poucos amigos mas que são importantes pra mim mas o problema é que depois de tanto tempo me cortar se tornou um vício. Uma vez ou outra consigo parar o que… quando eu não acho nada cortante.
    As vezes entro em crise, e começo a tremer, a chorar, enjoo, em fim.. acontece coisas a mais que não sei explicar.

    Então pra quem tá no inicio tenta parar, por que imagina se você que se corta a meses ou 1 ano, já é difícil… imagina pra mim que pratico cutting a 6 anos.

    Responder
  165. tenho só 13 anos, perdi meu irmão e desde entaum ñ consigo parar de me cortar e me torturar, minha mãe descobriu que eu fazia isso, ai ela queria me leva no psicologo mas eu ñ deixei, ñ ia conseguir me abrir com ninguem, a unica pessoa que eu contei foi para minha melhor amiga e ela tambem me sugeriu ir no médico e eu de novo rejeitei, ñ sei o que eu faço, rezo todo dia mas acho que ninguem me ouve pq eu ñ consigo parar de jeito nenhum,virou um vicio, ñ sei o que eu faço, por favor me ajudem

    Responder
  166. Elimar Bairros

    OI FreakButterfly, Tenho um filho com este problema, ele é um menino fantástico, mas vive nos assombrando quando aparece cortado. Ele está tendo ajuda psiquiátrica e psicológica, inclusive toma um medicamento, como ele gosta de escrever vou lhe incentivar a fazer o que fazes aqui, compartilhar o que faz e o que sente, pra ver que não está só, e que há ajuda e solidariedade pra isto.
    Um abraço e felicidades

    Responder
    • Elimar, desculpe a demora, mas adorei a força e apoio que está dando ao teu filho!

      Maravilhoso se todas as mães agissem assim diante deste empasse, desejo a ele melhoras, eu estou na luta e me sinto bem melhor!🙂

      Eu tenho fé, e isso que me deixa mais forte cada dia mais!

      Responder
  167. Eu me mutilo a pouco mais de 1 ano, comecei por que eu via minha amiga praticando e queria saber como ela se sentia fazendo aquilo, e cai na tentação. A cada dia que se passava eram mais de 25 cortes em meu corpo, mais de 10 remédios que eu tomava, mais de 5 vezes que eu me batia e esmurrava a parede… Sei que sou fraca, pois não consigo lidar com sentimentos. Não faço isso pra chamar atenção por isso me corto na virilha, pescoço (como meu cabelo é grande ninguém vê),barriga, costas, na palma das mãos enfim, eu me corto em todos os lugares que da pra esconder facilmente. Nunca consegui parar. Nunca tive vontade de parar, pq simplesmente eu me sinto viva quando me corto, me sinto feliz, me sinto realizada. Então é por isso que eu digo que não procuro ajuda, pq não acho que seja uma doença nem mt menos que seja grave. uns cortes não matam ninguém…
    Ja tentei me internar em várias clinicas mas meus pais sempre que veem algum machucado em mim, elles me espancam, me batem muiiito’ dizem que eu sou do demonio que sou uma garota demoniaca. Ja perdi as esperanças de voltar a ser uma garota normal. Desisti’

    Responder
    • Maíra, normal ninguém é querida, todo mundo tem problemas isso é um fato comprovado!
      Você deve se aceitar e aceitar seu problema e querer mudar! Isso que faz a diferença, e cortes na virilha e pescoço são perigosos, há artérias proximo!

      Se cuida e tenha força!

      Responder
    • PENSE EM VC ISSO TBM ME FAZ BEM TBM NÃO TENHO VONTADE DE PARAR POIS ESSE É MEU JEITO DE SE EXPRESSAR O SEU SÃO EM LUGARES ESCONDIDOS OS MEUS SÃO NOS BRAÇOS . BJS ♥♥♥

      Responder
  168. OI AMIGA GOSTEI MUITO DO QUE VC ESCREVEU TENHO ESSE PROBLEMA TBM SEI COMO É EU PEGO PRATOS DE PORCELANA QUEBRO E ME CORTO OS DOIS BRAÇOS ESTÃO FEIOS PENSAVA QUE ERA SO COMIGO ISSO MAIS VI QUE NÃO FICO FELIZ POR VC COLOCAR ESTE SITE ME RESPONDA POR FAVOR TA BJS ♥
    VOU DEIXAR MEU EMAIL ENTRE EM CONTATO COMIGO

    Responder
  169. Eu já cheguei a pensar em suicídio. Algumas vezes me arranho com minhas unhas. Sou bem fechada, e não falo o que sinto pra ninguém. Sempre achei que eu poderia ter algum tipo de depressão ou sei lá o que. Ontem enquanto eu tomava banho pensava em problemas muito sérios que aconteceram comigo e eu não consegui resolver… vi uma lâmina de barbear e sem pensar duas vezes fiz alguns cortes em mim. Mas não é sempre que eu sou assim, na frente de outras pessoas eu ajo normalmente, só fico depressiva assim quando to sozinha, geralmente depois de me divertir muito, quando volto pra casa eu penso nessas coisas…

    Responder
    • Olivia, vamos manter a calma. Também pensei em suicidio diveeeeeeeeeeeeersas vezes, mas vá por mim, se morte fosse solução de problemas… Nos devemos encarrar isso de frente, ter fé e força. Você realmente deve ter algum tipo de depressão, busque um psicologo ele irá te ajudar ou psiquiatra, no caso de precisar usar medicação. Evite ficar sozinha, faça amigos interaja com as pessoas, não se reclua, a reclusão só agrava os problemas e depressão. Quando precisar conversar, tem um grupo fechado do face em que as pessoas conversam, desabafam e criam amizades, tem muita gente ali pra ajudá-la!

      Tenha força flor e não desista de você: https://www.facebook.com/groups/transtornodapersonalidadeborderline/

      Responder
  170. Para ser sincera eu não sei mais o que fazer,já fui a vários médicos,terapeutas e etc e nada adianta,eu simplesmente não consigo parar,eu tenho transtorno de personalidade bipolar e depressão…as vezes eu começo a chorar por nada e ai me corto,se eu ficar com raiva me corto tudo se torna uma desculpa pra me cortar…

    Responder
    • Tb sou bipolar Jessy, e estou conseguindo lidar, cada vez que o desejo aparece, eu me seguro, firme e forte, é difícil, ainda tiro uns pedacinhos dos lábios, mas tem que ter força. Meu médico me indicou Depakote, dizem que pra esse transtorno ele é ótimo, pergunte ao seu médico sobre.

      Boa Sorte e fé

      Responder
      • Eu tomo esse tbm,junto com outros dois,mas ele não tá adiantando nada,fico feliz por vc ter conseguido o que eu nunca vou conseguir que é manter o controle de mim mesmo. É ridiculo pensar em como eu dedico minha vida toda,minhas amizade,meu namorado pra um simples objeto inanimado a gilete. Só a foto que vc postou me deu uma vontade imensa de me cortar. Olha minha a vida tá ficando uma merda eu tenho 18 anos estou no primeiro periodo do curso de Direito, como vou ser uma boa profissional se não consigo nem me controlar?

      • Jessy tenha calma! Se o teu remédio não está funcionando, procure seu médico, cada dia que passa novas drogas aparecem pra nos ajudar… eu faço terapia, e hoje em dia tomo só fluoxetina, e tenho ainda descontrole de humor, mas to na luta, sempre!

  171. Oi meu nome é Fernanda…E eu comecei a me auto multilar com os meus 8 anos ou até menos…Eu tinha parado mais voltei…Eu me cortei ontem e uma amiga minha ficou sabendo e ela contou para as minhas outras 2 amigas que sabiam do meu problema e eu e elas fizemos um trato que seria se eu me cortasse de novo elas iriam se cortar tbm quando eu fui para a escola hoje eu olhei para o braço delas e estava cheio de cortes…E as vezes eu acho que se eu não existisse isso nunca iria acontecer…Elas fazem de tudo para eu não acabar pegando uma faca e me matando…E eu tenho medo da minha mãe descobrir e me colocar em uma clinica e nunca mais ver as minhas amigas…Eu fico morrendo de vontade de me cortar,de me matar porque eu fiz elas se cortarem…

    Responder
    • Eu tenho Depressão e Transtorno Bipolar:/

      Responder
    • Oh meu Deus! Isso que é amiga hem… mas não é porque seu melhor amigo se joga da ponte que outros deverão ir atrás…. Entendo que se sinta culpada, mas pense, cada um é capaz de decidir por suas escolhas, você não as obrigou, talvez as impulsionou, mas não sinta culpa… nem queira se ferir mais por isto ou até se matar…

      Será um pouco egoísta e pense em você, não há nada de mau em ser um pouco egoísta quando o assunto é sua saúde seja física ou mental! Cuide-se menina!

      Responder
  172. Tenho 15 anos e me corto. Alguns amigos já viram e sabem, mas não entendem, acham que quero chamar atenção, mas não é isso, assim procuro esconder meus cortes. Faço isso como alívio para algumas dores, para mim insuportáveis, e quando me corto há esse alívio. Já disse que ia parar, mas não consigo. Tenho medo de procurar ajuda, por não me entenderem, e depois parar de me cortar, pois sofro muito se não tenho algo para “fazer a dor passar”. Tem acontecido frequentemente, faço por impulso e depois me arrependo. Mas não consigo de forma alguma expressar o que sinto, mas consigo fingir normalmente que está tudo bem na frente dos outros.

    Responder
  173. Irei fazer 16 anos, e desde os meus 14 eu me corto. Foi apartir de uma recaida que do nada me corte, e quando fui ver já tinha feito. Depois que me cortei pela primeira vez, qualquer coisinha que me acontecia eu recorria a isso.Meus pais nem parentes sabem, pois escondo os cortes, com medo de que eles me deem alguma bronca. Inclusive estou com umas cicatrizes recentes, e também tenho duas amigas que se cortam. Apos uma delas ter se cortado fiquei muito mal e acabei me cortando também e então nossa outra amiga tambem se cortou. Tó tentando parar, mais é muito dificil, MUITO dificil mesmo. Fiquei alguns meses sem me cortar, se não me engano foram uns 3, mais tive uma recaida horrivel e acabei fazendo novamente. Já tentei me enforcar uma vez. E na boa, quero muito parar com isso. Meu namorado e minhas amigas são os unicos que estão me ajudando, mesmo assim tá muito complicado.

    Responder
  174. aos 15 anos eu me auto mutilava em momentos de raiva ou angustias q os problemas da vida me traziam.achava isso pura idiotice mas me confortava..
    hoje estou com 21 anos, formada e casada e minha vida tem problemas mais sérios do que meus problemas de adolescencia! mas derepente eu deparei com uma angustia a uma semana atrás, uma angustia forte fico pensando na minha vida, nas coisas q não realizei, nas pessoas amadas q perdi e isso me trouxe uma onda muito forte de raiva e acabei depois de anos me auto mutilando. estava escrevendo com um lápis com ponta bem fina quando comecei a chorar e corte a parte superior da minha mão até sangrar.e dois dias depois comecei a lembrar de coisas q me fez chorar então fui até o banheiro e peguei uma tesoura escondida sem meu marido perceber e me tranquei no quarto, fiz um corte horrível na minha coxa e está inflamado. conclusão estou desesperada com medo de que tudo volte como antigamente e eu passe a me auto mutilar. minha mãe está super preocupada comigo e meu pai nem pode saber senão ele ficará super triste. o ´que me aborrece é q ninguém compreende. a única resposta do povo é “PROCURA UMA IGREJA Q ISSO É DEMÔNIO”
    isso me deixa mais estressada…
    beijos adorei o blog e boa sorte a todos q estão tentando se recuperar !!!!

    Responder
  175. Olá, Freak Butterfly. Já me corto há mais de um ano, portanto entendo pelo que você e todos que praticam isso passam. Eu sempre tento parar de fazer isso, sempre digo a mim mesma que não irá se repetir, no entanto sempre tenho recaídas. Adoraria que isso parasse de vez. Por favor, se você tiver mais akguma dica, envie-a ao meu e-mail: laurapaivab@hotmail.com
    Eu não quero desistir, a vida é muito valiosa para portar tanta dor! Desde já agradeço por me dar um pouquinho de atenção ao ler esse post, e que você também ique forte🙂

    Responder
  176. eu também me auto-mutilo, isso já faz 1 ano, é pouco tempo, meus primeiros cortes foi por causa da minha mãe, enfim, eu só me corto por causa da minha mãe, a gente briga demais, e ela sempre me deixa triste, e essa dor vai aumentando, tento ser forte, tento não me corta, mais eu acabo perdendo o controle e acabo me cortando, eu enfrentava essa barra sozinha, não tinha nenhum amigo pra me ajudar, agora eu já tenho, e eles tenta me ajudar, mais as vezes eu acabo perdendo o controle, e acabo me cortando, antes de me corta, eu ja exagerei no álcool e remédios, e forçava vômito, e depois eu vi que isso não tava adiantando e cheguei na conclusão de me corta, não foi por diversão, só me cortei pra ver se alivia mesmo a dor, sim alivia por alguns minutos ou horas, mais depois vem a dor do arrependimento, a dor de esconder as marcas, eu só consegui me cortar no pulso, mais eu fui deixando marcas e não consigo cortar por cima, e dps fui cortar a coxa, pulando essa parte, eu não tenho nenhum familiar pra me ajudar nisso, pq se eu conto pra alguem da minha familia, eles vão contar pra minha mãe, e eu tenho ctz que se ela descobrir ela vai me bater e isso vai piorar a situação, to em depressão uns 5 ou 8 meses por ai, as vezes eu fico pensando: será que eu vou me livrar disso ? será que um dia eu serei realmente feliz ?. eu nunca me cortei por causa de menino (amor não correspondido) como eu disse, só me corta por causa da minha mãe, as vezes eu acho que eu não tenho saída. já tive varias vezes vontade de me matar, mais eu to aqui acabada😦 e essa vontade de me cortar vem mais aumentando, enfim, eu desabafei um pouco porque eu não tava conseguindo deixar isso entalado, e daqui uns dias eu volto *-* UM AVISO PRA QUEM SE CORTA, NUNCA DESISTA.

    Responder
  177. Olá, meu nome é Júlia, e eu sofro de “cutting” desde os 12 anos, tenho 17 agora, mas nunca consigo parar de me mutilar de todo. É difícil conversar sobre isso com as pessoas, porque a maioria delas nunca entende e acabam julgango você antes de saber dos seus motivos por traz do ato. Fico muito feliz por poder expressar o que de verdade sinto aqui, por que sei que as outras pessoas assim com eu sabem o que é se sentir perdida no escuro e não ter pra onde correr e a quem recorrer. Sofro de TB, AM e depressão, ja tomei vários remedios, mas sempre acabo em recaidas, parece que em algumas horas eles não fazem efeito algum. Estou nessa luta ha algum tempo e acho muito importante que todas as pessoas que se sentem como eu me sinto procurem ajuda. Claro que você não tem que esperar um resultado imediato, mas com e fé e força de vontade tudo se consegue, mesmo quando você mesma não acredita nisso, e que não importa quantas recaidas você tenha – eu mesma ja tive várias- o importante é continuar tentando se reerguer e contar com as pessoas que nós amam, porque sim elas existem, mesmo quando não conseguimos enxerga-las. E quero que as pessoas saibam que mesmo que se sintam sozinhas, isso não é verdade, nós somos milhares numa luta diária, contra nossos impulsos e contra os preconceitos, mas se você quiser mudar a situação é preciso pedir ajuda e encarar a situação de frente. Acredite, um únio passo nessa longa jornada é muito, mas muito importante.

    Responder
  178. comecei a me cortar aos 11 anos, parecia que meu mundo estava no fim, meu pai me abandonou quando recém nascida e quando tinha 10 apareceu 2 ou 3 vezes só porque tinha aparecido na televisão e no jornal, mas eu acreditei que ele estava me amando como filha. Ele sempre arranjava uma desculpa para não me ver de novo e aos 11 anos me xingou e brigou muito comigo, disse coisas que magoaram profundamente, como por exemplo que ele me odiava, que nunca queria que eu tivesse nascido e também nunca fala que sou filha dele para outras pessoas. Também sofria bullying na escola. usava óculos, tinha dentes separados e usava um colete para consertar minha coluna, e era um pouquinho gorda, mas nem tanto eu só tinha muita bochecha. Por esses motivos me xingavam, batiam e davam apelidos dos quais fazia eu me sentir diferente de um jeito ruim. Minha mãe me mudou de escola, mas eu já estava muito triste e comecei a tirar notas baixas e ela não parava de brigar comigo, até mesmo por outros motivo bestas como por exemplo derrubar algo no chão
    Depois fiquei doente e fui internada com Meningite e a médica não descobriu então fiquei 3 semanas internada a mais. Depois tive Anemia então todos me dizem que eu vou morrer logo porque não gosto de comer carne e brigam muito comigo. Teve um período também em que muitos amigos se afastaram de mim, simplesmente me trocaram e os novos que fiz também se afastaram. Eu comecei a me odiar, me achar a pior pessoa do mundo, não sabia o que fazer, pois tudo estava dando errado até minha tia que eu amo muito teve que mudar de cidade e agora só fica com a filha da vizinha dela que tem minha idade, é como se ela tivesse me trocado também. Meu sonho também é ser cantora até escrevo músicas as vezes, sempre estou cantando, é a forma que me alegro. Porém ninguém me apoia, cada pessoa quer que eu seja algo diferente e dizem pra mim desistir disso, falam que não sou capaz . Acabo me desanimando. Quando ocorre algo e tento explicar as pessoas o porque de eu estar deprimida, ninguém acaba me entendendo e ficam me contrariando como se soubessem o suficiente da minha vida, o que não é. As vezes me sinto uma inútil e que ninguém me quer, nem eu mesma me quero. Então teve um dia que me cansei de tudo isso estava totalmente para baixo, nada me animava, então fiz pequenos cortes, porém toda vez que eu ficava triste eu fazia de novo como se fosse para aliviar a dor, mas cada vez era mais
    profundo até que agora virou mania e estou tentando parar, mas não consigo. Na minha cabeça fico pensando não se corte, não se corte, mas é como se isso ficasse só na cabeça e meu corpo continuasse se cortando. Não sei o que faço, ninguém me entende, deizem que sou louca e se digo a minha mãe ela fica brava e fala que estou fazendo isso pra chamar atenção ou que vi na televisão. Cada vez está pior e eu estou implorando ajuda já pensei até em me internar para não piorar mais ainda…

    Responder
  179. Eu conheço uma garota que diz que se corta. Nunca reparei em corte nenhum, na verdade, mas ela diz. E diz isso no facebook, pra quem quiser ouvir. Um facebook cheio de familiares, amigos e pessoas próximas. Ela tem discursos completamente contrastantes e relata sentimentos totalmente excludentes uns aos outros. Isso é doença também? Querer aparecer? Querer que as pessoas sintam dó dela? Na boa, não entendo essa menina… Parece que ela tem orgulho do que faz, defende à todo custo, ao mesmo tempo que diz se “condenar” por isso. Você saberia explicar?

    Responder
    • Geralmente quem se corta ou qualquer coisa do tipo, não sai espalhando aos quatro cantos, na verdade temos muito mais vontade de negar, a partir do momento que desejamos mudar e tratar, ai sim contamos. Isso parece “chamar a atenção”, sim pode ser que ela deseje que as pessoas sintam dó dela, isso pode ser um tipo de distúrbio psicológico sim, mas somente um profissional poderá dizer o que é. Infelizmente, muita gente quer só chamar atenção… uma lástima!

      Responder
  180. Oi meu nome é Beatriz venho me auto-mutilo faz 1 ano e pouco, os motivos que me levaram a isso foi bullying e muita briga em casa principalmente com minha mãe nada que eu faço ta perfeito.. parece um inferno isso eu não aguento mais, o que eu sinto é uma mistura de ódio e tristeza ao mesmo tempo. O bullying mexeu muito comigo,nunca fui tão humilhada na minha vida todas aquelas pessoas rindo de mim foi horrível e eu tinha apenas 11 anos(não aguentei e chorei essa parte).tive que aguenta tudo isso sozinha, nunca tive amigos para conta e nem podia conta com minha propria família. e depois que começei a me auto-mutila fiquei mas fria, nervosa, estressada etc.. só quem passa por isso sabe como que é.. Eu fiquei um mês sem me auto-mutila, mas nessa quinta tive uma recaída =(.. mas continuo lutando e não desistir. FORÇA PARA VOCÊS❤

    Responder
  181. Olá tenho 16 anos e corto o meu pulso com x-acto. No início desenhava cortes com caneta, eram cortes simbólicos, depois vincava a pele com uma tesoura, depois comecei a cortar com a tesoura e nunca pensei vir a cortar com x-acto pois a ideia sempre me arrrepiou mas na última semana não aguentei mais e experimentei e a verdade é que me aliviou muito. Eu penso que estou com uma depressão pois não tenho amigos, acho-me feio e não gosto de mim. Há raparigas que gostam de mim e eu como sou um estúpido tenho vergonha de lhes dizer que gosto delas e por isso nunca beijei uma rapariga. Os meus pais gostam de mim mas como sabem que tiro grandes notas fazem-me uma grande pressão e agora que baixei no exame não suportei os olhares de desilusão deles e começam aos gritos comigo. Eu agora percebo que as pessoas que se cortam não são loucas. Elas apenas querem sobrepor a dor mental ferindo-se e assim aliviar por momentos a mental. Eu sei que pode parecer confuso mas é verdade. Quando me corto sinto um arrepio de alívio e quando estou a sangrar consigo sorrir porque nesse momento não sinto nada e sinto-me livre. Quando se corta sente-se uma ligeira dor não muito grande pelo menos para mim que não faço grandes cortes para não causar cicratizes. A sério, se nunca se cortaram não se cortem POR FAVOR!!! PRATIQUEM BOXE e descarreguem a raiva… Neste momento estou a tentar deixar de cortar e sei que vai ser dificil mas eu sou persistente e não vou desistir… mas enquanto os exames não acabarem não vou conseguir concentrar-me na recuperação, aliás porque quando receber o próximo exame acho que me vou cortar a séria…
    Obrigado por lerem o meu testemunho. Se quiserem desabafar, adicionem o mail:

    Responder
    • cade o email

      Responder
    • Oi, Michael, só quero dizer para você que não importa se nunca beijou uma menina, se anda a tirar notas altas ou baixas, se não tem coragem para dizer às meninas que gosta delas… uma coisa de cada vez. Seus pais sabem o que você faz? Eu vou contar para os meus numa carta, como muitos já disseram que vão fazer. Por que não experimenta? Pense bem, não era pior se você ou eu tivéssemos morto alguém? Ah, ah, ah, me desculpe, mas eu sou doida mesmo. Mas é verdade. Uma coisa de cada vez, está bem?

      Responder
      • É difícil contar mesmo… Eu contei pro meu pai, pois minha mãe sabia, bem meu pai viu na verdade… mas saber mesmo o que sinto um dia passei o link do blog!😦 até pra ele ver que não sou a unica…

    • Eu praticava lutas, realmente me ajudou muito! Descarregar a raiva em algo que não seja nós mesmos e bom!

      Querido, vá ao psicólogo, para ver esse seu problema de baixa Auto-estima … Não tenha vergonha ne medo!

      Tenha calma!!!!!!!!!!!!!! E boa sorte!

      Responder
    • se quiser me escrever, quero te ajudar, sou psicologa e entendo este sofrimento que carrega viu!!
      igkaufmann@uol.com.br
      IGK

      Responder
  182. eu comecei a me mutilar recentimente para apagar dores do amor mais utimamente venho sentindo uma raiva de viver quando minha mae me passa um sermao quando estou bem olho com uma cara feia pra ela e a mando para o inferno quando nao estou eu entro para o meu quarto e começo a me cortar sem ligar se alguem vai ver se ver eu mando pro inferno tambem ou invento uma desculpa esfarrapada mas eu tenho pra mim que se eu nao fizer isso comigo eu vou fazer com outros ai a coisa vai ficar feia entao eu me corto para nao matar ninguem!entao de vez enquando peço forças para nossa senhora ou para outra santos eu me envolvi tanto nisso que antes eu escutava um rock leve mais hj eu venho escutando umas musicas bem satanicas etc…mais estou tentando parar com isso tamara que eu consiga!!!como e que faz o tratamento pra isso?

    Responder
  183. Eu apenas costumava me bater, mas agora me cortei. não sei se isso acontece com vocês, mas quando eu me cortei, primeiro doeu, mas depois foi como se me estivessem beijando: um formigueiro na pele, muito bom, mesmo. Isso é normal? Quer dizer, é normal dentro dos padroes anormais da auto mutilação?
    (e para aqueles que veem aqui dizer que auto mutilação é de loucos, que tentem viver um dia na nossa pele)

    Responder
    • é verdade, ninguém esta na nossa pele ne flor! Mas então… Quando vc se batia, também sentia prazer? Eu sentia alivio e nada mais… Há pessoas que são sádicas com tendencias a automutilação… Bem, no meu caso não sentia prazer, só alívio, quem sabe outras pessoas possam responder!

      Responder
  184. ooi, sou aqui de Foz… no paraná. Comecei aranhando meu pulso.. e fui passando pra navalha..fiz vários riscos no meu braço e perna. Não consigo me controlar, é como se fosse um meio de fugir da pressão imposta sobre mim, quando me corto sinto um certo alivio. Não é sempre que faço isso.. ultimamente tem se tornado mais frequente, pois to no meio da adolescência, e como se isso não bastasse, to gostando de uma menina que tem namorada.. (Detalhe* sou menina tambem).. Isso me da vergonha sei lá.. me ajuda pf ??

    Responder
    • Primeiro, não sinta vergonha de você! Nãos és a unica garota que também gosta de garotas, claro que eu sei que há muito preconceito sobre isso… Mas não sinta vergonha, você é normal!

      Linda, tenha calma, quando o estresse chegar e a vontade bater, distraia a cabeça ouça música, veja um filme, converse com amigas ou amigos, ou se quiser entre aqui: https://www.facebook.com/groups/transtornodapersonalidadeborderline/

      Psicologo é a melhor coisa pra você tanto para saber o que você tem, se há algum transtorno e sobre sua sexualidade!

      Espero ter ajudado um pouquinho ao menos!

      Beijos te cuida linda

      Responder
  185. eu tenho 14 anos, e ando sempre vendo pessoas. minha mãe diz que e tolice minha e eu me corto, pois ela nao acredita em mim, se eu contar que me corto, vejo sombras, etc e ela me levar no psicologo, eles vao me internar?

    Responder
    • Como assim sombras querida? Olha não sei qual sua religião, mas já foi a um centro espírita? Geralmente lá tem encontros fraternos, e como um psicologo… Eu já fui e me ajudou muito! Parece um problema espiritual… Quanto sua mãe.. Mostre a ela todos os relatos aqui, quem sabe ela pare de pensar que é uma besteira e leve a sério!

      Beijos menina, tenha força pois você ainda é muito nova para sofrer tanto!

      Responder
  186. É bom encontrar esse blog onde eu posso ver outros relatos e saber que há outras pessoas que ,como eu são taxadas de ”anormais” ou ”emos” sendo que temos motivos e razões que ninguém entende para fazer isso.Desde pequena já era meio excluída,porque meu irmão é deficiente e as crianças tinham uma certa repugnância de mim,aí com 6 anos me mudei para São Paulo e lá era pior,eu sofri bullyng e quase virei anoréxica, mas tudo piorou quando eu tinha 8 anos e minha mãe ficou grávida …. ela perdeu o bebe e não voltou mais a ser a mesma e começou a me culpar pela morte da minha irmã,já chegou a falar que se soubessse que eu eu seria do jeito que eu sou ela teria me abortado na gravidez.Meu pai ,apesar de continuar casado com minha mãe ,nunca foi muito presente e já traiu minha mae varias vezes.Com dez anos ,depois de voltar de um dia torturante na escola peguei uma faca e me cortei…foi a primeira vez ,naquela época já planejva suicídio,sempre tive essas tendencias talvez porque eu fosse mais fraca.Aí quando já ia completar 11 anos voltei pra minha cidade local ,onde vivo agora e continuo excluída,mas não sofro mais bullyng.Hoje já tenho 13 anos tenho marcas em lugares escondidos e só uma amiga sabe que eu me corto ,e faço outras coisas como arrancar varios tufos de cabelo ou me queimar.Só fazia isso para passar a angústia ,frustração e dor psicológica,hoje faço isso sem motivo algum e as feridas ficam cada vez mais graves,minha mãe nem suspeita de nada ,apesar de ser psicóloga,mas me descreve como anti-social e já me mandou para outros pscólogos e psiquiatras porque notou que em algumas partes do meu couro- cabeludo tinham feridas e buracos e pelo número exessivo de cabelos no lixo e no quarto.Tenho tentado buscar ajuda em blogs e sites já que não tenho muitos amigos com quem contar, nem apoio familiar.

    Responder
  187. Nathália Cristina

    Bom, eu tenho fobia ! e a primeira fez que me cortei foi quando recebi um tapa do meu padrasto na cara eu não gostava dele ! eu peguei um espinho beem afiado e grosso e comecei a me arranhar profundo , pra sair bastante sangue ! ai eu me alivei e consegui dormir !
    Ai depois disso pareei, mais tive uma recaída , comecei a namorar ! e em uma briga que eu pensei que ia perder ele , eu estava no meu trabalho e naão parava de chorar , naão conseguia atender as pessoas , ai comecei a me cortar , me cortava muito e muito !
    e depois disso teve umas 3 vezes mais !
    As vezes fico medo de contar para as pessoas e elas falarem que sou louca , isso me alivia naão sei de que forma , mais é isso que eu sinto !
    Não sei o que fazer , quero ajuda!
    Me ajudem, quero saber o que fazer !
    Obrigada “/

    Responder
    • Primeiro, violência doméstica você deve contar a sua mãe, se isto ocorrer novamente e ninguém tomar providência, denuncie!

      Quanto a contar as pessoas, devemos escolher bem a quem contar, algumas realmente podem levar a mau, achar que é louca ou só quer chamar a atenção bla bla bla, se você tem amigos de verdade, aqueles poucos com quem se sente confortável e confia um no outro, ai quem sabe você se sinta segura pra contar.

      A ajuda começa de você, você querer que isso acabe, você querer parar!

      Dando este primeiro passo, recomendo que busque auxilio psicológico, a USP está com um projeto deste tipo, caso você não tenha plano de saúde ou pagar um, o especialista irá lhe ajudar indicando melhores caminhos, mas tudo irá depender da sua força de vontade!

      Responder
  188. Ranara Martins

    Bom, eu nunca imaginei que fosse chegar ao ponto de praticar auto-mutilação, eu li que existe muita gente que também passa por isso e está aqui desabafando e decidi contar a minha história, pois nunca falei com ninguém… Começei recentemente devido a uns problemas com meu pai, estava na casa dele e resolvi ir para a casa da minha mãe, começei a passar mal e liguei pra ele me buscar, ele disse que era mentira minha, e eu voltei pra casa dele porque não tinha condições continuar andando, quando cheguei e olhei pra ele eu disse: ” Obrigado por você ter me deixado na rua passando mal, quase fui atropelada!” Ele simplesmente com muita calma olhou pra mim e disse: ” Por mim você poderia ter caído, sido atropelada e morrido!” Ele nunca se importou demais comigo, eu sou a filha má, o mal exemplo seus outros dois filhos são uns anjos! Isso me fez muito mal, começei a me arranhar ate sangrar, me cortar com qualquer coisa que via pela frente, tive que dormir a base de calmante.
    Agora todos os dias tenho dicutido com minha mãe, ela chora coloca a culpa de tudo em mim, eu não aguento e começo a fazer tudo novamente.
    E quando lembro de coisas que já me aconteceram me sinto pior, eu já quase fui estrupada, já apanhei e me auto-multilar é a única maneira que encontrei de diminuir essas dores com a dor física!

    Responder
    • Ranara, nem sei o que dizer sobre suas más experiencias, me sinto triste por tudo que lhe acontece. A rejeição familiar é terrível, meus pais depois de muitos anos, viram que não era uma forma de chamara atenção e buscaram me ajudar, mas isso deixou meu pai traumatizado, ele tem medo de uma aproximação comigo, o sinto distante, ele evita conversas longas e aproximação ou intimidade, e isso também me faz mau. Querida, quanto ao quase estupro, meu Deus espero que tenha feito queixa, nossa linda, tenha fé em você, pense que Deus está ao teu lado e você vai superar tudo isso e provar que é melhor, eu também era a ovelha negra da família, de certa forma ainda sou… Mas somos melhor que tudo isso, e podemos superar, eu ainda luto contra muitas coisas, mas não perco a fé!

      Pense um pouco nisso.

      Responder
      • Ranara Martins

        Tudo o que me disse me fez refletir mais sobre as coisas, muito obrigado mesmo, você não tem noção do quanto essas poucas palavras me fiizeram bem!

  189. Me cortava por punicao e insatisfacao
    Faz quase dois anos que parei
    Consegui parar com ajuda de tratamento psicologico sem remedios e por medo e forca de vontade/feh
    Mas hoje estou lutando contra mim mesmo pq desejo me cortar de novo

    Responder
    • Realmente JJ, sei bem como é, é uma luta sem fim, pois você lembra de como parecia mais fácil lidar com situações difíceis quando se cortava, mas tente lembrar que isso não solucionava nada, mesmo que por algum acaso você tenha alguma recaidinha, não desista nunca de você

      Responder
  190. Entendo o que ela s sentem porque também sofro desse mal

    Responder
  191. andressa moraes

    BOM VEJO TODOS FALANDO E MUITO DIFICIL O PORQUE QUE COMECEI NAUM SEI MAS SEI QUE A 3 ANOS ISSO E MINHAS LAGRIMAS QUE NAUM CONSIGO MAS COLOCAR PARA APARECER,BOM MEUS PAIS ACHAM QUE ISSO E MINHA FORMA DE CHAMAR ATENÇÃO POISE POR ISSO QUE DEIXEI PRA LA E QUANDO ME CORTO USO ROUPAS MAIORES,GENTE LEIAM ISSO E SAIBA ISSO ACABA SE TORNANDO UM VICIO JAMAIS SE CORTE PORQUE E CAUSE IMPOSSIVEL PARAR AINDA MAS QUANDO VC ESTA SOZINHA…..

    Responder
  192. O desespero dentro de mim, o meu mundo desabando e de repente olho para minhas mãos e vejo vejo um objeto perfurando minha perna. Na hora eu não sinto nada. Mas depois, me sinto fraca e culpada. Me sinto um lixo. Passo o dia inteiro com um sorriso falso, e um brilho superficial e ridículo no olhar, mas eu desabo. Isto não é brincadeira, frescura e nem nada. E muitas pessoas Praticam isto sem que outros saibam. É uma guerra interna. Buscar forças dentro de mim mesma, lutar e vencer um dia por vez. Essa coisa é um vicio. E eu vou ter que lidar com isto pelo resto da vida. É uma batalha diaria

    Responder
    • é sim Mary, um dia de cada vez, uma batalha de cada dia. Mas seja forte, tenha fé e força de vontade, que as batalhas diminuirão até quase se extirparem!

      Responder
      • Eu vou ser sincera, eu nunca me cortei apenas me mordo toda, me bato principalmente na cara e as vezes eu fico me espetando com alfinetes ( nao ao ponto desair sangue ), no começo só me mordia nos lábios as vezes a ponto de sair sangue de tao forte q me mordia, depois fui me mordendo pelo corpo, depois começei a me bater, me dando tapas na cara principalmente, mas tmb em outras partes do corpo, depois de tudo isso, eu estou me machucando com alfinetes, cada vez esta piorando, tenho medo de começar a me corta a ponto de sair sangue, muitas vezes pego a lamina na mão mas penso e repito comigo ” stay strong” e parO, mas eu sei q um dia desses eu vou me cortar, nao agüento mais perdi meus amgs verdadeiros, todos se esqueceram de mim, me sinto um lixo, me sinto gorda, tenho vontade de me matar, eu queria saber como posso fazer pra nao chegar ao ponto de cortar ? Estou tentando mas esta dificil !

      • Débora, eu comecei como você, sabe, a mesma coisa. Somente minha frase era “Não importar se você bissexual, gay, lésbica ou tran você é perfeito do jeito que é” por que o que me deu partida para me cortar foi isso, minha opção sexual. Minha mãe descobriu um dia desses que eu sou bi e ficou com vergonha de mim, disse coisas horríveis, me mandou para uma psicóloga e quando eu cheguei lá comecei a pensar e eu nunca fui feliz e só fiquei quando eu descobri minha opção, claro, ainda havia problemas, mas eu era mais feliz e quando minha mãe me mandou para lá eu fiquei com vergonha de mim, as vezes andava pela rua e pensava “Que vergonha eu dei para minha mãe. Ela sentiu dor para me ter e eu vou um dia me deitar com um homem” e começou meu cortes, antes eu me arranhava, mas depois me cortei mt. Ainda não parei, ontem mesmo eu me cortei, pouco, mas me cortei. Ainda doem =[

  193. Comecei a me cortar esse ano, foi por minha vontade, tirei a Lamina do apontador, me cortei, mesmo que isso alivie, não conseguir parar, meus amigos me criticaram na maioria deles falaram que isso era loucura, mais só dois deles me ajudaram eu parei, mais voltei, escondo isso com blusas de frio, mesmo no calor. Me corto por meus sentimentos, raiva, etc.. sim isso viro uma mania absurda. Eu sempre penso em parar com isso, mais no dia seguinte eu penso em me cortar :I

    Responder
  194. a pouco tempo comecei com isso, meu braço ja ta cheio de cicatrizes, meus amigos falam que é frescura, a unica que me entende é minha amiga que também se corta, ultimamente só uso blusa de frio, estou tentando parar mais não consigo, nem sei mais o que fazer

    Responder
  195. iara cristina da silva

    faço das minhas palavras o que a Marylia disse……

    Responder
  196. me chamo pamela e me cortava ja faz um tempo , consegui parar depois q contei a minha mae , nao por q eu quis mas sim pq ela percebeu , ela me deu carinho amor atençao com issu consegui parar , hj em dia faz 2 semanas q parei soq me da muita vontade ainda mais quando ousso musika triste mas com força e foco estou trankila , pq sei q deus tbm esta me ajudandoo , e q ele ajude todos vcs q se auto mutilam

    Responder
  197. Olá, hoje descobri que minha filha tá fazendo isso, reparei que os pulsos dela estão todos cortados, e como a uns dois meses atras tbm estava, não deu para ela usar a mesma desculpa, então pressionei e ela acabou me contando que se cortou sozinha, devido a sofrer na escola com críticas e tbm por internet, através daquele ASKfm sabe? A pessoa manda recados para ela anonimadamente chingando, vamos dizer que seja bulling q ela esteja sofrendo, e essa pessoa sabe quem ela é, pois ela fala, chama ela pelo nome, mas nós não sabemos quem ela é.
    Mas depois que conversei com minha filha, ela falou q não irá mais se cortar e tal, eu resolvi pesquisar e acabei achando esse blog, e na verdade achei q era frescura da minha filha, mas lendo isso aqui fiquei muito, mas muito preocupada mesmo, ela é uma menina que não encomoda, já vai fazer 16 anos e não tenho queixa dela de nada, somente da preguiça dela..rsrs
    Então gostaria de uma opinião, uma conversa basta? Ou tenho que levar ela em psicólogo?
    Espero que me ajudem, pois tbm sou nova, tenho só 31 anos, e vou dizer, a gente faz de tudo pelos filhos, e daí vem uma FDM qualquer colocar seu filho para baixo? Não admito isso, se eu descobrir quem é, nossa, acho que dou uma surra.

    Responder
    • é recomendável um psicólogo sim Adriana, pra que sua filha possa lidar com essa pressão sem que puna a si mesma. Por mais que ela prometa que não fará mais, policie-se, pois há outras partes do corpo que isso pode ocorrer, sempre a que vir nervosa, tente conversar com ela, distraí-la, ser amiga dela ajuda.

      Ela está em uma fase crucial, tudo está mudando, ela está entre a adolescência e a vida adulta, época de paixões, de amizades, de descobertas, e passar por bullyng é o que desencadeia esse alto nível de estresse.

      Não é frescura mesmo não, eu luto sempre com esse desejo e tomo medicamento, faço terapia (to meio afastadinha agora, mas é ótimo)

      Responder
  198. Tenho 14 Anos E Aos 13 Fiz Minha Primeira Cicatriz Com Um Alicate De Unha,Depois Disso Não Conseguir Mais Parar,Ainda Hj Me Cortei Com Uma Atena Que Quebrei,E A Algum Tempo a Guardo Meu Braço Ta Doendo Muito Não Sei Como Parar Essa Esta Sendo Minha Única Saída Minha Mãe Viu Um Dos Meus Primeiros Cortes E Disse Que Era Apenas Uma BRINCADEIRA De Adolescente Daí Meus Motivos Foram Aumentando Cada Dia Que Passa As Coisas Pioram Meus Amigos Sabem De Tudo Isso Mais Parecem Não Se Importar,Uma Tia Minha Tbm Sabe Mais Tbm Acha Uma Simples Brincadeira O Que Faço Estou Mais Fraca A Cada Dia Que Passa Me Corto Com Tesoura,Antenas Tudo Que Vejo Não Estou Mais Suportando Já Pedi A Deus Pra Morrer Mais Nada Acontece Me Ajudem!!! D=

    Responder
    • OLHA BRUNA ME PARECE QUE VOCE EH UMA ADOLESCENTE REBELDE E FAZ ISSO POR QUE NÃO RECEBE A ATENÇAO NECESSARIA,TAMBEM JA PEDI MUITAS VEZES PARA MORRE…QUERIDA NOSSA UNICA ALTERNATIVA EH SE CORTA,MAS MEU CASO EH DIFERENTE TODOS SE PREUCUPAM MENOS MEUS PAIS…..COMECEI A ME CORTAR POR CAUSA DO MEU ATUAL NAMORADO POR QUE ANTES ELE N ME QUERIA E COMECOU A DOER MUITO A CADA DIA O SENTIMENTO DESTA DOR EH INSUPORTAVEL QUANDO ELE DESCOBRIU O QUE EU ESTAVA FAZENDO ELE FICOU CMG MAIS AINDA ME CORTO POR QUE SEI QE ELE N ME AMA E QUE ESTA CMG SOH POR QUE ESTOU SOFRENDO….ENTAO FORÇA MENINA AGUENTA FIRME E SEGUIMOS JUNTASS ESSA HISTORIA…BJO

      Responder
  199. Comecei com isso faz alguns meses pois sou alvo de chacota em minha escola por causa da minha personalidade e isso me enlouquecia de uma maneira que nem se da pra medir então eu não vi outra maneira em me aliviar foi ai que eu comecei a me corta apenas com as minhas unhas porem os chingamentos foram aumentando e aumentando até que eu comecei a usar canivetes facas estilete enfim… e quando eu via primeira gota de sangue caindo no chão eu pude sorri sabe me aliviar esquecer por alguns momentos o que o mundo me causava porem minhas amigas viram isso e disseram que e isso não é bom e que elas sempre estariam pra me ajudar e isso me deu uma luz de esperança e toda vez que conto isso eu choro como agora e uma coisa que eu posso dizer a todas e todos vocês ao importa quem seja ou aonde esteja tem sempre alguém se preocupando com você que quer ajudar você e se não for seu pai sua mãe seus “amigos” tem Deus que esta pronto pra nos ajudar. Venho agradecer por me darem um pouco de atenção e Butterfly devo lhe dizer parabéns e obrigado por fazer esse blog a qual muitos meninas e meninos como eu podermos nos aliviar compartilhar as nossas dores : ) .

    Responder
    • estou com esse e outros problemas.. as vzs me bate um desespero tão grande.. vontade de sair desse mundo.. último corte q fiz levei 10 pontos. estou tão mal eu preciso tanto de ajuda.. ningm entende ningm se importa. tenho tentado resolver sozinha mas não tenho conseguido.

      Responder
      • Então busque auxilio, de um profissional seria o ideal!
        Olha, sei que sozinha é complicado, muitos anos lutei sozinha, mas te digo, mesmo com o apoio de alguém e ajuda, a luta é solitária, é interna, seja forte!
        Acredite, você pode!!!!!!!!!!!!!

  200. Gostei Laura, pois a maioria aqui são jovens, e me senti identificada contigo pois temos idades parecidas.
    É muito bom ter apoio da família né!

    Fico feliz por ti!

    Tenha força sempre!

    Responder
  201. Meu pai morreu, minha mlhr amiga morreu, tenho poucos amigos e amigas agora, e me sinto mt sozinha… não suporto as dores e me corto quando estou muito mal… não sei mais o que fazer, sinto mt falta de conversar e sair com alguém, porém não tem ninguém…
    Meu braço está cheio de cortes, unica forma q eu tenho de aliviar minhas dores…

    Responder
    • A dor do luto é horrível, mas necessária, porém, não se martirize, quem sabe não está na hora de um novo começo, novos amigos,
      Querida, você pode e é capaz de mudar as coisas na tua vida, basta ter um pouco mais de fé em si mesmo!

      Responder
  202. oi me chamo marcely eu tenho 13 anos,começei a me cortar mes passado.foi uma forma de aliviar emocional.minha mae nao me ama mais,me sinto só.fasso com gillet e é uma sensação mto boa mais depois eu me arrependo.nao tenho coragem de falar para ela.fui molestada quando tinha 10 anos,via meu pai bater na minha mae.e agora choro todos os dias.me ajudem por favor

    Responder
    • Má meu bem, conte sobre ter sido molestada a alguém sim, não se cale, calar provaca novas vítimas, não se esconda, muito menos tua dor menina. Lute por você sempre, busque polícia, juizado infantil, ou até mesmo alguém de sua família que sinta confiança… não se cale! NUNCA!

      Responder
      • obg por ter me respondido !! tenho novidades e nao sao mto boas.. eu na melhorei ainda,minha mae ja sabe que eu fui molestada.. deu mó merda e tals..acho que eu nunca vou parar de me cortar, minha vida é essa e nada vai mudar.meus sonhos se foram junto com as gotas de sangue ..vou levando até aonde der . bjus e mto obg mais uma vez . fica na paaz.

      • O linda… sinto por saber disto, o quanto a ignorância humana corrompe pequenas almas como a tua!
        Saiba de uma coisa, seu sofrimento nunca será em vão… Tudo que cometemos nesta terra volta, e quem lhe fez mal, quem encobre este mau, terá sua punição, seja como for… Eu te desejo do fundo do meu coração todo o bem do mundo, nunca desista, lute mais que nunca, supere, passe por cima, prove a outras pessoas que você pode, que é capaz, que não precisa delas, não se cale nunca, e nunca desista de você! Eu não irei!

  203. Há um tempo atrás eu me auto-multilava de várias formas , pois minha vida nunca foi fácil,
    mas com muito auto-controle eu consegui parar , mas há mais ou menos um mês descobri que meu namorado e minha melhor amiga estão praticando este maldito hábito até hoje …
    não sei como ajudá-los e o pior de tudo , é que hoje eu tive uma recaída e acabei fazendo um corte feio na perna, doí muito o fato que a tinha conseguido parar , mas fui fraca e me entreguei de novo ….
    tenho horror a psicólogo pelo fato que só me atrapalhou quando eu era criança ao invés de me ajudar…
    mas agora estou me sentindo suja , fraca e com mais vontade de me cortar ainda por ter caído em tentação de novo.
    sei que isso é errado e eu não deveria … mas enquanto escrevo isso , estou olhando pra uma agulha que parece perfeita pra fazer um belo estrago no meu pulso…
    e acho que não vou conseguir resistir…

    Responder
  204. Estou procurando ajuda…Uma amiga sofre de am e eu quero muito ajuda-la mas não sei como.

    Responder
  205. Há anos que me corto, sou jovem e tenho um namorado e ele é o único que sabe disso. Ele pede que eu não faça, mas as coisas não são assim.
    O pior é que eu não me corto em lugares escondidos, tenho medo de ficar com cicatrizes feias, então me corto superficialmente (quase sempre), sempre em lugares que cicatrizam com mais facilidade: os braços. É sempre no mesmo lugar pra não ficar com os braços todos marcados, mas depois que acontece tenho medo de que eu chegue tão fundo que um dia meus braços não se mexam mais.
    Sabe, eu também dou a desculpa de gato, mas tem muita gente que me olha com aquela cara de julgamento, fico pensando se sabem que tô mentindo e me sinto pior ainda.
    Um dia desses uma amiga até falou ironicamente pra outra que eu tava me cortando quando eu disse a desculpa do gato. Mal sabe ela que acertou.
    O problema maior é que eu não busco ajuda, eu só quero que todos esses sentimentos parem.
    Li sobre borderline e descobri que é provável que eu tenha isso.
    Queria ser feliz, meu namorado tá quase desistindo de mim e no fundo eu quero que ele desista, porque não quero que as pessoas que amo tenham que aguentar isso.
    Ele só fica nervoso e pede pra eu não fazer mais isso. Ele acha que deve ser fácil parar.
    As pessoas que estão por fora acham que é fácil parar. Mas eu só quero que a dor pare.

    Responder
  206. Olá, meu nome é Debora e eu sofro de auto-mutilação e queria ir em algum psicólogo mas minha mãe não entende o porque disso e acha que é coisa de louco e uma vez que ela viu os cortes ela me bateu. Não posso contar com ninguém da minha família e nem com meus amigos porque eles julgam os cortes. Eu queria ir em algum psicólogo mas seria eu por mim mesma, você recomendaria algum remédio ou algo do gênero?

    Responder
  207. estou fazendo um trabalho sobre isso e o site ajudou muito. obrigada.

    Responder
  208. olá,eu tenho 14 anos, e comecei a me cortar ano passado (2011) e estava sem me cortar a um bom tempo, mas eu voltei a me machucar ja faz uns tres meses, faço os cortes com meu alfinete e agora me arranho tambem. Quero parar, mas as vezes chega à um ponto que eu resisto, e quando dei por mim, ja fiz as marcas nos meus braços, meus pais nunca viram os cortes e minhas amigas souberam, mas eu faço de tudo pra esconder, quero parar, mas não sei como!

    Responder
    • Primeiro, você tem que desejar parar!
      Depois procurar ajuda!
      Você pode, se quiser você pode sim parar querida, não desista, tenha força, tenha fé, creia em algo, nem que seja em tua capacidade de parar!
      Boa sorte, e FORÇA!

      Responder
  209. Viver assim é muito dificil memsmo. Só nós pra nos entendermos

    Responder
  210. Ooie.. Comecei a me cortar fazem uns 8 meses.. Comecei a partir de uma briga com o meu namorado.. No dia tava tão nervosa e tão triste q precisava desconta isso em algum lugar então descontei no meu próprio corpo.. Comecei me arranhando e me mordendo, não contenta ainda fui me cortar.. A partir desse dia minha vida mudo, comecei a me cortar sempre quando brigo com ele e não consigo parar ..cortava meu braço mais com a vergonha e medo dois outros verem e me criticarem.. Comecei a me cortar em um lugar aonde ninguém se corta e ninguém pode vê, na minha cintura, sempre me corto no mesmo lugar assim mesmo com um biquíni consigo esconder um pouco meus cortes, com isso Soh duas pesoas sabem ateh hoje, preciso procurar mais gente pra contar,mais tenho medo de me chamarem de louca ou alguma coisa do tipo, Soh tive coragem de falar aqui pois todos falar desse assunto intao imagino q ninguém vai me criticar .. Peso a ajuda de vcs, pois estou precisando e torso para todos q sofrem com o mesmo problema
    Bjooos

    Responder
  211. Ola, por favor estou desesperada meu filho começou com isso de se cortar com a lamina e eu nao sei como ajudada-lo, estou muito preocupada cortou o rosto por favor me ajude

    Responder
  212. eu tenho 11 anos.e quero para com isso…eu me sinto triste o tempo todo..por favor me ajuda…eu nao aguento mais….todo mundo pede pra mim para..mais eu nao consigo…eu estou começando a sentir prazer em fazer isso….uma hora eu to feliz..e na outra eu estou triste…eu tentei corta meu pescoço varias vezes…isso ta me deixando loca…eu sou medium..desde que eu descubri isso ..eu começei a fazer isso….eu tenho medo de sentir dor..eu nao sei mais oque fazer …eu bato d cabeça na parede..me mordo….me enforco.. me bato..me arranho .me corto..tomo remedios pra me matar ….eu fazia isso nos meus 7 anos….eu parei..e voltei..eu to com medo…isso doi de mais….por favor eu imploro por ajuda….eu me odeio…eu nao me aceito…eu quero para…por favor me ajuda…..minha mae sabe que eu faço isso..mais nao liga..meus amigos..bem eles sabem e pedem pra mim para…e eu nao paro..eu so faço mais e mais…eu tento me ocupar com algo. mais quando eu to sozinha tudo volta…eu sofri muito quando era mais nova…as vezes eu quero vive ..mais ai eu lembro oque eu sou…e eu começo a tenta me mata..de tudo oque e jeito …..nao eu nao sou loca…por favor me ajuda…eu nao sei por que faço isso mais eu gosto de fazer….eu cansei de chora…eu acredito em deus..bem foi mal pelos pontos finais ..e que eu tenho essa mania de colocar eles…por favor eu faço tudo pra para com isso…bem..obrigado por me ouvir ..ou melhor por ler…eu estou me sentindo muito melhor…e prometo tenta para …eu nao quero me destrui …meu portugues e horrivel intao me desculpa…bem obrigado mesmo..bjs tchau ♥

    Responder
  213. Bryzza drag queen

    EU VIVO A AUTOMUTILAÇÃO À 3 ANOS, EU SOU HOMOSSEXUAL, MINHA FAMÍLIA ME DESCRIMINA ATÉ HOJE! ME SINTO MUITO SÓ! ESTOU CHEIO DE AMIGOS E ME SINTO SÓ NO MUNDO! PARA MIM É UMA FORMA DE ALÍVIO! NÃO ME VEJO DOENTE! APENAS SOU INCOMPREENDIDO PELAS PESSOAS, EU TAMBÉM TENHO ANOREXIA NERVOSA, PARA MIM É SÓ UM ALIVIO , EU PREFIRO A DOR EXTERIOR DO QUE A DOR INTERIOR!

    Responder
    • Oi Bryzza, pois então, é o que muitas de nós sentimos, infelizmente, essa opção pela dor física pela interior… Mas sabe, não desista de parar, tenha fé, que você pode, aproveite que tem amigos , muitos, e veja quem é amigo mesmo, saiba separar os bons e confiáveis e se apoie neles!
      Força!

      Responder
  214. faz alguns meses que eu estou me cortando e não consigo mais parar , preciso de ajuda , meus pais falam que é frescura de adolescente , e agora …

    Responder
  215. faz 2 anos que eu me corto com canivetes que com meu trabalho eu mesmo comprei , não aguento mais minha mãe viu e fica falando que isso é frescura , não aguento mais preciso de ajuda não sei mais o que faço acho que daqui uns dias vou cortar o meu pulso por inteiro ,,, pura tristeza …. <<<>>>>

    Responder
    • Infelizmente, muitos pais pensam assim😦 Os meus a princípio pensavam, alais, meu pai e muitos familiares, demorou muito pra saberem que a coisa era séria, mas eu não desisti, até mostrar depoimentos de outros como eu eu fiz! E até funcionou, mas durante anos e anos eu lutei sozinha, não desista Ju, tenha fé, busque algo que te de animo e lhe traga felicidade, não desista, Deus não desistirá de você!

      Responder
  216. tenho 16 anos e comecei a me corta depois q um rapaz de 24 anos terminou o relacionamento comigo,ja tentei me matar duas vezes,quando ele soube das coisas que eu estava fazendo ele desidiu voltar comigo,na hora não aceitei por que ele estava fazendo aquilo pra m fazer feliz sendo que ele sabia que ele não seria feliz mesmo assim depois aceitei e estou bem agora,tentando me separar desta mania cruel de me cortar….sempre que ele ou outras pessoas perguntavam eu dizia que foi um amigo(de brincadeira)ou que foi meu gato(sendo que não tenho gato)hoje mesmo estando com o amor da minha vida ele não consegue me amar e isso me faz muito infeliz,estou levando a vida com essa dor de não ter o amor dele,sofrendo muito ele pensa que sou louca e por isso esta cgm….gostaria que ele me amasse e que ficássemos pra sempre juntos…Diego eu te amo e faria quanquer coisa pra merecer o teu amor….so deus sabe a dor que eu sinto……

    Responder
    • Luana, muitos aqui sabem a dor que você sente… já passei por coisas deste tipo isso, fim de noivado, perda de filho, tentei me matar… Mas olha, não vale a pena isto tudo… Agente tem que ser maior que isto, passar por cima, ser mais nós mesmos, buscar algo pra nos ajudar!

      Tenha fé Luana… Não desista de você… um dia você pode achar alguém que lute contigo também!

      Responder
      • Freakbutterfly, vc nao quer me escrever tbm?? mndar seu email p mim?
        E luana caso queira me escrever, sou psicologa e posso tentar te ajudar, assim como tenho ajudado outros do blog q me escrevem.
        abs
        meu email: igkaufmann@uol.com.br

      • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar.
        Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
        Obrigada
        igkaufmann@uol.com.br
        Irit

  217. Olá, tenho 13 anos e corto-me desde que tenho 7. Na escola sofria bullying e em casa os meus pais estavam sempre a brigar. Meu pai culpava-me pelas brigas e chamava-me nomes e dizia que nunca devia ter nascido, estava sempre viviado e batia-me. Tambem sofro de disturbios alimentares desde a mesma idade. Comecei queimando-me e batendo com a minha cabeça na parede até ficar em sangue. Passado uns meses comecei arranhando-me e a cortar-me.
    Com o tempo ficavam mais profundos. Me cortava pois sentia vergonha, raiva, fustraçao, culpa, sentia que estava sozinha. Sentia-me quando comia demais, nao comia ou vomitava por isso cortava. Quando tinha quase 9 comecei a vomitar sangue. E comecei a ficar muito magra mas pensava que estava gorda.
    Desde pequena tenho pensamentos de suicido, pensava que era mais facil morrer do que sentir-me a mais, que nao servia para nada, que nao fazia falta e ninguem ia sentir falta de mim. Quando tinha 8 estava no banheiro e tentei aforgar-me, mas nao o fiz. 6 meses depois tentei me enforcar np armario com um cinto. Quando tinha 10 tomei comprimidos que o meu pai usava mas ele encontrou-me e salvou-me mas em vez de me ajudar fez ainda pior, disse que eram comprimidos caros e que eu não era normal. Cortava-me o mais fundo que conseguia e a um ano atras atingi uma ateria e tive que ir para o hospital.
    A minha fez-me prometer que nunca mais o fazia e eu disse que sim, mas continuei pois nao conseguia parar. Tenho ambos os braços cheios de cicatrizes e quemadoras o mesmo para as pernas e estomago. Sentia-me gorda e feia devido as cicatrizes que tinha no corpo todo.
    A tres meses atras descobriram na escola que me cortava nao sei como, mas deixei de ir a escola pois os professores e aluno me olhavam de outra maneira como se fosse uma aberraçao.
    Por favor ajudem-me. Nao sei o que eide fazer nao posso contar com os meus pais, nao tenho amigos, nao o que eide fazer. Sinto que estou sozinha e nao tenho nimguem e nao sirvo para nada. Tenho medo de me aproximar de pessoas pois tenho medo que me rejeitem ou julguem ou me faça cortar mais, ja faço isto a muitos anos e ja esta a começar a descontrolar-se os cortes sao muito mas mesmo muito fundos e nunca os trato e ja tive nao sei quantas infeçoes. Isto e o que o Bullying e Abusos causam.
    Nao sei quento tempo mais aguento isto.
    Ajudem-me por favor.
    STAY STRONG

    Responder
    • Tenha fé, força e esperança, não desista, você consegue sim, é uma iniciativa de querer… e procurar ajuda!
      Não se sinta envergonhado, estamos todos aqui no mesmo barco de lutas

      Responder
    • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar.Fique à vontade p me escrever!!

      Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
      Obrigada
      igkaufmann@uol.com.br
      Irit

      Responder
  218. oiii ..eu tenho 11 anos..e faz 3 semanas q eu nao faço automutilaçao …isso e bom ne?

    Responder
  219. pollyana martins

    Bem, eu sei bem o que eh isso. Eu me corto sempre, mais nao porque eu quero. Eu realmente sinto necessidade disso e de alguma forma, quando pratico AM fico com aquela sensacao de alivio, calma. Ninguem sabe sobre isso, que eu me corto. Eu escondo minhas cicatrizes e meus ferimentos causados por mim mesma. Eh triste e sei que nao eh bom fazer isso. Mais, nao eh algo que eu consiga controlar. Quando menos espero estou ali, com a faca na mao e o sangue escorrendo. Queria poder me abrir com alguem, mas tenho medo de me criticarem, me zombarem ou de ate mesmo me ignorar.

    Responder
  220. Bem, eu sei bem o que eh isso. Eu me corto sempre, mais nao porque eu quero. Eu realmente sinto necessidade disso e de alguma forma, quando pratico AM fico com aquela sensacao de alivio, calma. Ninguem sabe sobre isso, que eu me corto. Eu escondo minhas cicatrizes e meus ferimentos causados por mim mesma. Eh triste e sei que nao eh bom fazer isso. Mais, nao eh algo que eu consiga controlar. Quando menos espero estou ali, com a faca na mao e o sangue escorrendo. Queria poder me abrir com alguem, mas tenho medo de me criticarem, me zombarem ou de ate mesmo me ignorarem.

    Responder
  221. oiii faz 4 semanas q eu nao faço automutilaçao …

    Responder
  222. é tão estranho falar sobre esses problemas… é um pouco vergonhoso até. Eu começei a me cortar ano passado, quando começei a passar por problemas emocionais mais graves. Para entender isto eu deveria contar toda uma história, mas estou sem tempo, e se trata de assuntos muito pessoais, então irei resumir. Sempre fui uma pessoa cercada por uma vida muito boa. Nunca tive problemas com escola, com saúde, com meus pais. Eu cresci sem saber o que era qualquer tipo de problema… Quando eu sai deste meu casulo, e começei a perder as coisas em que eu acreditava, eu fiquei sem chão, fiquei sem saída. Eram tantas emoções, tantas dores, eu não sabia o que fazer. Graças a uma grande amiga, eu, consegui superar este primeiro problema e segui em frente. O problema é que em 2012, os problemas que eu fingir resolver, retornaram de uma forma mais devastadora. Tudo virou uma bola de neve. E… eu sempre fui bom na escola, nunca obtive problema algum, e em 2012 os problemas que começaram em 2011 pioram… Eu me sentia inútil, me sentia fragil. Era como se eu fosse agora, nada para a minha familia. Era estranho ouvir palavras de conforto. Sem falar que eu tenho uma personalidade meio depressiva, e sempre tive um lado mais triste, mas confuso :X foi ai que a automutilação entrou na minha vida. Começei com agulhas, onde eu me arranhava, e naquele momento eu sentia uma espécie de alivio, não sei dizer… era como se todos os meus problemas fossem esquecidos. Eu estava me punindo por não ser mais quem eu era. Eu estava me punindo por não ter mais o que eu tinha. Meus amigos da escola perceberam alguns arranhões, mas eu sempre dizia que era o gato da minha vó, todos acreditavam. Mas a minha melhor amiga sempre teve um ar mais a frente, e ela percebeu isto e me chamou para conversar. Prometi parar, mas depois de um tempo… eu reprovei na escola, e esta minha amiga que foi meu apoio durante anos, não terá o convivio que eu sempre gostei. Afinal, para mim é importante viver perto dela, porque são mais de 5 anos de amizade, sempre estudamos juntos, enfim… A automutilação piorou, começei a pegar facas na cozinha. O problema é que os cortes eram maiores, e deixavam marcas. Minha mãoe percebeu, mas enrolei ela com uma história. Eu quero resolver isso, eu preciso. É tão dificil dar adeus a esse vicio. Tenho fé que conseguirei, mas parece que as vezes meu corpo clama por isso. Nunca busquei ajuda profissional, porque eu sei, que se eu for, ele irá detectar mais de um problema, sei que tomarei remédio, enfim :X ainda estou um pouco assustado. Quem tiver lendo isso, eu digo; nunca começem algo como isso, se você está começando agora, pare, procure alguma ocupação, procure falar sobre esse sentimento com alguém, procure ajuda, porque a sensação de ser inutil e vergonhoso é enorme😡 enfim… quis compartilhar um resumo da minha história com vcs, pq me senti confiante com este post.

    Responder
    • Que bom, pois desabafar é um alívio e tanto!!!! sinta-se em casa!

      Responder
      • Como faço para escrever para vc?
        Vc mora em sp??
        Vamos montar um grupo virtual para conversarmos?
        Quando quiser passar meu contato para as pessoas pode ok??
        Porque nao tenho entrado sempre no blog….
        obrigada
        irit

    • (oi) sou ah duda eh com certeza hj percebo ke eu mesma criei um mostro dentro de mim comercei ja fais dois anos ñ consigo parar completamente estou viciada ,meus pais mim julgam mas ñ tenho coragem de dizer ah eles que quero ajuda , meus pais acha ke isso ñ eh nd ke eu fingo tudo eu quero parar mas ñ consigo , conseguir mim afasta disso pelo menos 6 meses mas depois tudo voutou novamente eu estou desisperada eu sei ke precido matar essa coisa que eu mesma criei mas ñ tenhos forças meus pais cortaram escola boa de mim as melhores coisas ke eles sempre tinha capacidade de mim oferecer hj eu vejo ke ja estou morta por mais profundi ke seja eu ñ sinto dor eu sofro de ver meus bracos meu corpo dessa maneira mas eu quero parar menos sem forças eu vo lutar contra isso eu vo procurar ajuda eu vou tentar pq sozinha eu vejo ke ñ consigo eu preciso parar pq os meus cortes ja estão ficando kd vez mas profundo essa dor aqui dentro sabe preciso parar eu tenho mas tem algo ke sempre mim fais vouta ,’as dores no coração são bem piores do que a dor de cortes’.

      Responder
      • Duda, realmente, meus pais por exemplo levaram muitos anos pra perceber que era sério e não modinha ou qualquer coisa… Mas faça algo, lute por você, sei que é capaz, eu estou tentando, um dia de cada vez… Sempre! Sei que é realmente um vício, mas agente pode sim, se desejar e lutar se livrar, também já me senti viciada, sentindo necessidade da dor, hoje estou mais tranquila… Um dia, agente amadurece e outros problemas vem, outras preocupações… a vontade ta ali, mas você terá o poder de controlar!
        Fique firme!

      • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar.
        Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
        Obrigada
        igkaufmann@uol.com.br
        Irit

    • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar, caso precise de alguma coisa.
      Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
      Obrigada
      igkaufmann@uol.com.br
      Irit

      Responder
  223. Tenho 13 anos. Comecei-me a cortar quando tinha 10.
    Comecei-me a cortar porque meu pai me batia, molestava, machucava-me e dizia-me que nunca ter nascido, que devia ter sido um rapaz desde que tinha 5.
    Minha mae nunca soube de nada, nunca lhe contei e continuo a não contar pois tenho medo da su reação. Ela estava sempre ausente, sempre a viajar por isso quase não a conheço.
    Na escola sofria de bullying, chamavam-me nomes e lançavam boatos sobre mim.
    Comecei me a cortar, fazia me sentir melhor sobre mim mesma.
    A 1 ano atras tentei cometer suicidio tomei comprimidos mas a unica coisa que aconteceu foi alocinações.
    Tenho o corpo todo cheio de cicatrizes. Não sei porque nasci, as vezes vejo nas noticias crianças que morreram ou desapareceram e desejava que fosse eu.
    Eu sinto-me como se fosse lixo, não tenho obejetivos para a vida.
    Já pensei em contar ao minha professora preferida mas não sei como, não tenho amigos a quem contar, praticamente a minha mae e uma desconhecida, meu pai nao posso contar e não sei mais a quem contar.
    Pareço doida ne.
    Pode-me ajudar POR FAVOR.

    Responder
    • Não, você se parece com todos que aqui já comentaram…. Bem, seria bom contar a alguém… menores não sei se podem ir a um CAPS (que é do SUS) sozinhos, situação complicada, tem de ser alguém de confiança, sua professora pode contar ou a diretora ou diretamente aos seus pais. Não há um parente confiável? E porque não seu pai?
      Pense, analise, você por ter 13 anos me pareceu muito sensata, veja em quem pode confiar…

      Responder
  224. Tenho 14 anos comecei a mi cortar, por causa dos meus pais, nesse dia eu estava triste com uma agonia, nao sabia para quem contar, pegue a gilete e fiz varios cortes nos meus braços, e isso alivio um pouco o que eu estava sentindo, mas agora quando me sinto triste eu me corto novamente, eu estou com medo.
    PRECISO DE AJUDA.

    Responder
    • Dudu, procure o Caps da sua cidade, um psicólogo poderá lhe auxiliar através da terapia, e o psiquiatra, caso necessite de medicamentos!
      Tenha fé, e tente não perder o controle, isso não resolverá nada!

      Responder
  225. Oi sou eu , marcely denovo . rs . seu blog é mto bom parabens .. voc não tem noção do quanto eu estou sofrendo bulling na escola por causa dos meus cortes . essas pessoas me jugam sem saber de nada . elas falam que eu quero chamar atenção mas nada a ver . eu faço isso pqe se nao eu nao consigo seguir em frente enfim eu vou proucurar um psicologo, pelomenos vou tentar parar de me cortar . “tentar” . era só o braço agora é as pernas😦 o cara que me molestou ainda esta solto. que desgosto .. bjus para todos .. vou deixar meu e-mail marcely.pedrinho@hotmail.com

    Responder
    • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar.
      Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
      Obrigada
      igkaufmann@uol.com.br
      Irit

      Responder
  226. Obrigada, pelo seu concelho e desculpe estar a encomoda-lá de novo. Já pedi ajuda a pessoas da minha familia mas fingiram que não era nada e não me ajudaram e agora estou a pensar em contar ao meu professor preferido pois preciso de contar a em que confio e que me ajude. Mas não sei como e não sei como abordo o assunto. Tem alguma dica de como começar a conversa ou de como lhe contar.Por um lado quero contar mas tenho vergonha e medo que me julgue ou diga que sou maluca. Pode-me ajudar. Obrigada

    Responder
    • Ola Sou psicologa e posso tentar te ajudar.
      Me mande um email e nos comunicamos melhor!! Ja havia deixado um recado para todos vcs!! Trabalhei com pessoas com as mesmas dificuldades que vc e estou terminando meu mestrado neste tema.
      Obrigada
      igkaufmann@uol.com.br
      Irit

      Responder
  227. Oi, Meu nome é camila e tenho 17 anos.. Começei a me cortar com 15 anos. Moro com meu pai, onde tem 5 pessoas morando contando comigo. perdi minha mãe aos 9 anos de idade e vi ela tendo um ataque cardiaco e não pude ajudar .. minha tia “cuidou” de mim até eu completar 12 / 13 anos. quando eu morava com essa minha tia , tinha tudo do bom e do melhor, mas com uma condição ser a melhor em tudo , sempre tirar 10, eu nao conseguia, e ela sempre me humilhava , dizendo que estava gastando dinheiro a toa, numa sexta feira entrei em colapso, por que ela decidiu por mim que eu deveria fazer 5 provas pra entrar em escolas militares e afins, eu não podia ouvir musica que eu gostava, não podia tocar violão,não podia cortar meu cabelo, não podia colorir, não podia ter amigos da minha escolha. Até que eu decidi morar com o meu pai. aos 13 fui morar com meu pai, mudei ate de escola, meu pai nunca me deu atençao de pai e sempre me deixou avulsa, afinal tinha pouco tempo que ele tinha descorberto que tinha uma filha, então meus avós passaram a cuidar de mim, só que meus avós são superprotetores e me sufocam, quando completei 15 anos comecei a namorar um rapaz, foi ai que o meu inferno começou, meu avô não queria que eu namorasse, e minha vó começou a me cobrar das tarefas de casa, só que não tem como eu sozinha ficar limpando a sujeira de todos, ninguem briga com meus tios porque eles sujam o que eu limpo, eu tenho que escutar que futuramente não serei uma boa mulher , pq não sei fazer o seerviço de casa, e mesmo sendo a unica, repito Unica pessoa a ajudar a minha avó, ela ainda reclama qe eu não faço direito entao isso nao é o suficiente. isso me mata por dentro, a unica pessoa que me apoia e que cuida de mim é o meu novo namorado, As vezes eu acordo tarde de proposito, pra ver se alguem bate na minha porta perguntando se eu to passando mal ou algo assim, mas a unica coisa que fazem é me acordar por que a louça esta suja e precisam fazer o almoço, ou o banheiro esta sujo. os bom-dias são totalmente excassos..
    Enfim só estou desabafaando ..

    Responder
  228. Oi, aqui estou novamente,q. Bem, não mudou muita coisa deste o ultimo post. Quer dizer, eu contei para minha melhor amiga e ela nossa, me ajudou bastante. Me deu apoio e me fez sentir-me melhor. Mais infelizmente ela mora longe e não podemos nos comunicar todo dia. Não contei a meus pais porque tenho medo. O relacionamento com minha mãe piora a cada dia e meu pai quase não para em casa. Ainda sou comparada quase todo dia com minha irmã e realmente, minha mãe faz questão de me fazer sentir como se eu devesse ser igual a minha irmã ou então a filha perfeita que ela quer que eu seja. Eu consegui ficar 1 cemana e 3 dias sem me cortar (sei que não é um longo tempo, mais para mim me senti como se fosse e realmente ficava feliz a cada dia que não me cortava) mas dai de novo há alguns dias atrás minha mãe brigo feio comigo e como no mesmo dia tive outro problema relacionado ao garoto que eu gosto… não consegui controlar. E agora, quando volto veio pior. Nesse mesmo dia, estava tão mal que acabei provocando meu vômito também. E por me sentir culpada de ter feito isso, me cortei novamente me levanto a ter me cortado duas vezes no mesmo dia. E depois disso em outros dias, provoquei meu vômito de novo. Foi mais ou menos duas ou três vezes da cemana passada. As vezes quando eu como, não sei…me sinto pesada, sei la e da vontade de por tudo pra fora. Eu não sei se isto está virando bulimia mais… so sei que meus cortes estão piorando também. Os da barriga tão ficando mais profundos assim como os do pulso, braço e a quantidade aumentou também. Eu realmente queria parar. Mas não sei em quem mais poderia contar, ou a quem procurar ajuda. Tenho medo e vergonha. Já estou nisso a tempo de mais e sei que ta cada dia fica mais dificil parar, controlar e que ta piorando. E agora, com esse novo problema da possivel bulimia não sei mais o que fazer.

    Responder
    • Oi, desculpe só responder agora. Eu sei o que estas a sentir. O meu relacionamento com os meus pais tambem não é bom a minha mãe nunca para em casa quando esta finge que nao estou la, o meu pai ignora-me diz que sou estupida que nunca devia ter nascido, bate-me e ja me chegou a estrupar.
      Se continuares a vomitar entao sim esta a virar bulimia, Se nao rens ninguem em quem confias na tua familia fala com um professor, nunca com amigos pois alguns ainda fazem pior conta-lhe os teus problemas mas escolhe bem se não confias e nao queres contar aos teus pais esta e a melhor maneira nao tenhas medo ou vergonha vais ver tudo vai melhorar. Tenho 13.
      So tens que acreditar que consegues. Eu sei que e dificil eu tambem me corto e teenho bulimia e tou muito abaixo do peso tenho 1´69 e peso 37/5kls. Tou tentando parar e tou sempre a ter recaidas mas sei que vou conceguir e tu tambem. concegues. Eu contei a minha professora que mais gosto e ela me ajudou muito. Se quiseres podemos continuar falar.
      Stay Strong

      Responder
  229. ramilivieira@hotmail.com

    eu faço isso, a um ano na primeira vez que eu fiz isso eu contei pra minha ”amiga” mais ela contou pra todo mundo ai eu virei motivo de piada na minha escola , ai meu vizinho que estuda la contou pra minha mae ai ela viu e brigou muito comigo , ai eu tentei parar ,parei mais algumas semanas atras eu voltei a fazer isso e a minha mae ainda nao viu mais eu quero parar.

    Responder
  230. Kethleen Morgana

    oie eu sou a morgana e sou pratikante de automotilaçao
    e eu escrevo as vezes sobre isso mais nao gosto d me expor mais tbm nao kero me esconder entao vou postar um texto q fiz ontem a noite

    Me sinto sozinha,e uma enorme escuridão toma meu peito,a dor toca minha alma,uma imensidão de pensamentos minha mente, e o sabor do sangue toma minha boca…*
    Fraca e exilada,sozinha,no escuro,dor,medo e lágrimas..
    E cada vez mais fraca,vou me afastando,fingindo sorrisos, buscando abrigo em dor…
    Maquiagem borrada,corpo cortado,travesseiro molhado,roupa manchada.Não sinto nada,lembranças surgem lágrimas descem, a cada segundo mais e mais fraca, mais longe da realidade,formando cicatrizes pra sobreviver,perdendo você…Não tento me enganar,estou destinada a dor e sozinha chorar.Não sou perfeita,mas do meu jeito,me torno única…
    Não há um padrão em meu coração, mas há sombras em minha alma,lagrimas em meus olhos, dor no coração e presa em minha própria mente,imagino o padrão idiota da sociedade onde não há felicidade, apenas um padrao

    Responder
  231. Olaa! Estava procurando sobre o assunto e achei esse blog e amei. Demorei um tempo pra procurar informações sobre o assunto mas então, com a ajuda de um grande amigo, decidi dar uma lida sobre e achei muito interessante, e vi que existem tantas pessoas como eu.. bom saber que nao estou realmente sozinha. Apesar de tudo q li, de alguns conselhos até, ainda acho meio complicado procurar ajuda da familia, pelo menos da minha, pq não são do tipo de pais que dão liberdade de falar sobre qualquer coisa e relacionam qualquer coisa do tipo a problemas espirituais e possessões demoniacas e me sinto constrangida de falar sobre isso e ficar pior ao ouvir esse tipo de coisa ainda mais sobre mim. Gostaria muito de conversar com alguém de perto mas não acho possivel, até pq tenho 20 anos e me corto desde os 13, mas não achei uma brecha pra comentar algo, e a unica pessoa com quem conversei foi um amigo q nem sempre pode estar perto. Ainda nao tive forças pra procurar ajuda profissional, até pq normalmente nao me deixam sair sem me monitorar, entao fico com medo que descubram. É, tenho 20 ans e nao posso pra lugar nenhum q nao seja a igreja ou a faculdade. Há um ano atrás eu estava mais controlada, conseguia respirar fundo tentando não fazer nenhum corte, porem aconteceram algumas coisas q me fizeram me sentir muito triste e voltei a fazer. Mas dessa vez me parece mais forte, mais brusca, alem de cortes, tomos alguns remedios em excesso, e dps de algumas aulas na faculdade de psicologia, fiquei ciente que precisava de ajuda antes que algo ruim acontecesse, mas ainda precisei da ajuda do meu amigo. Bom, nao sei que medidas tomar,o que fazer, mas quero fazer se for possivel e ficaria agradecida se pudessem me dar uma ajudinha. Desde já, agradeço

    Responder
  232. como podemos ajudar pessoas que se automutilam?

    Responder
  233. leahmartins88@yahoo.com

    Oi tudo bem? Meu nome é Leah. Tenho 13 anos.
    Eu nunca foi propriamente feliz. Desde que entrei para a pré primaria aos 4 anos ninguém gostava de mim nunca me deixavam brincar com eles e diziam que era estupida e puxavam os meus cabelos e batiam-me.
    Mas tudo piorou quando entrei para o 1ºano. Começaram a dizer que era feia, burra, estupida, gorda, inutil…
    Eu era tao nova que nem sabia o que fazer. Tinha 5. Nunca conceguia estar atenta nas aulas pois estava sempre alguem a dizer coisas sobbre mim.
    Um ano depois no 2º passavam a vida a dizer “Olhem, cada dia que passa fica mais gorda qualquer dia nem pode entrar na escola” foi ai que deixei de comer e quando comia era obrigada. Foi entao que um dia quando tinha 7 anos estava tao irritada porque estava a ouvir meus pais a discutirem por minha cause, como sempre, comecei a cravar as unhas e a tirar pele da barriga, provavelmente vao me achar maluca mas aquilo foi um alivio total, ver o sangue e a dor naquele momento sentime como se tivesse noutro sitio naqueles momento. A partir dai comecei a tirar cabelo e a bater com a cabeça e tentar quebrar ossos.
    A minha relação com os meus pais nunca foi das melhores por exemplo tudo o que faço nunca é bom para o meu pai, trata-me como se fosse nada, diz que sou estupida e inutil, que ele e a minha mãe não tinham uma boa relação por minha causa, que uma amiga deles tinha razão que eles iam acabar por se separar por minha causa. Minha mãe culpame por todas a discussões, nunca se preocupa comigo, uma vez viu os cortes e eu acho que ela já sabe o que se passa comiga mas nunca se quer chatear com nada. Com o passar dos anos ia ficando pior.
    Quando tinha 6, eu tinha um irmão que tinha mas morreu por minha causa era eu que devia ter morrido naquele dia, era eu quem o meu pai devia ter castigado nao ele. Eu estava a pintar com as canetas do meu irmão e sujei o sofa e o meu pai pensou que tinha sido ele por isso quando algum de nos se portava mal castigava-nos ou humilhavamos de varias maneiras naquele dia obrigou-o a beber um produto de limpeza ele começou a sufocar chamei a ambulancia mas vieram tarde de mais. Eu sempre o protegi e dizia que quando ele se portava mal ou estragava alguma coisa dizia sempre que tinha sido eu. Essa vez foi a 1ºvez que foi “castigado”. Era meu trabalho protege-lo e eu tentei assumir as culpas naquele dia mas ele não acreditou. E agora vou ter que viver toda a vida com isso na cabeça que matei o meu maninho quando era suposto PROTEGE-LO.😦 I love You. RIP.
    Quando estava no 4ºano eu estava muito abaixo do peso e muitoooooo magra. Mas pensava que estava gorda.
    No 5ºano foi o contrario comecei a comer, a comer e nunca conseguia parar. Ganhei algum peso e começaram a dizer que estava enorme, uma baleia. Foi ai que comecei a vomitar, quando tinha 9 anos. Tambem me comecei a cortar mas nunca no mesmo sitio e por tudo corpo.
    Eu contei para meus pais que me sentia inutil, feia, gorda, mas eles ainda fizeram pior, comecaram a gorzar-me “estas a ficar gorda”, “vais chegar ao fim do verao e engordas 20 kg se continuares assim”, “que barriga e braços tao gordos”, “estas tao pesado, jesus”. Isto fes-me sentir ainda mais inutil. As vezes depois de os meus pais descutirem o meu pai entra no meu quarto e diz-me coisas más e bate-me.
    Agora estou a acabar o oitavo ano e as coisas continuam iguais. Estou muito magra tenho 1.68 e peso 36 kgs. Tenho o cabelo uma miseria, os braços, pernas, barriga e pescoço todas cortados(mas que me faz sentir viva que tudo isto e um sonho por um momento).
    Na escola não falo com ninguem. Nunca uso mangas curtas, calçoes, saias, vestidos enfim coisas que raparigas Normais usam. Só uso camisolas largas e de manga comprida e cachecois mesmo no verao.
    Na escola alguns miudos preguntam-me “Tu cortas-te? Nunca mostras os pulsos e estas sempre a tentar escondelos”, “Tu estas anorexica” e outros so para me gozarem dizem que estou gorda. Tenho faltado as aulas pois tenho medo que descobram os cortes e toda a gente fique a saber e depois contem a professores e estes contem aos meus pais isso é o que tenho mais medo pois eu sei que isso ia ser um sinal de fraqueza e inutilidade e que vao fazer ainda pior. Ja ouvi os meus pais a dizer que quem se corta é estupido e que devia ia para um daqueles hospitais de malucos e que os pais destes eram pais de uma aberração e que a sua mae os carregaram durante 9 meses para se tornarem inuteis e fracos.
    Ja pensei falar pra uma professora minha mas tenho medo e vergonha do que possa dizer e que conte a meus pais e neo sei como.
    Ja me tentei matar duas vezes. Uma bebi algum vinho do meu pai e alguns comprimidos e outra tentei atirarme de uma ponte. Eu sei que pareço maluca, estupida e inutil.
    Eu tenho andado tao perdida e a perder a minha cabeça eu não teno ninguem e sei que nunca vou ter pois os meus pais e todos os rapazes e raparigas da minha escola teem razao pois nao valho nada e ninguem quer uma aberração cheia de cortes, anoretica, burra como eu.
    Foi por isso que escrevi isto para desabafar e obrigada por verem eu sei que foi muito longooooooooooo por isso desculpem. Peço desculpa tambem por vos fazer perder o vosso tempo.
    Existe muitas mais coisas que não contei ainda tanto em casa como na escola mas já foi bom ter contado isto e partilhar uma coisa que nunca tinha feito e sempre tive vergnha de fazer.
    Obrigada.🙂

    Responder
  234. Oi meu nome é Elis e tenho 21 anos..eu começei a me cortar com 13 anos,quando fiz 17 consegui parar e ate hoje não me corto mais ..porem eu continuo mordendo a boca ate sair sangue..e cheguei a ter recaidas..minha mãe sempre me criticou e ate chegou a me bater de cinta uma vez..isso piorou as coisas…enfim eu não parei totalmente mais ainda me sinto um peso no mundo..como se eu morresse hj ninguem sentiria minha falta ou ate iam se sentir aliviados..tbm nao tenho coragem de me matar mas isso nao muda o fato de querer morrer.

    Responder
  235. acho que faz mais ou menos 5 meses que me corto sou cheia de cicatrizes pelo corpo comecei a me cortar por causa de ciumes meu ex estava saindo com a ex dele dai fiquei com ciumes e ele falou q tava cansado de mim e terminou cmg quando cheguei em casa cortei meus braços e pernas fiquei chia de sangue no começo ng ligou pensavam q era so para chamar atençao aii meu ex voltou pra mim so que de um jeito diferente nao me procurava etc ate q um dia ele terminou cmg novamente e me corteii mt tenho cicatrizes profundas na barriga , bem estou fazendo tratamento mas nao esta adiantando mt me sinto mal acho ki td ki acontece é minha culpa e certamente é as pessoas me odeiam e por issoo preciso me cortar, me punir , sentir uma dor maior ki o sentimento … preciso me cortar

    Responder
    • Dayse, procure ajuda enquanto tudo é “novo”, o tratamento é somente parte do que irá te ajudar, sua força interior, seu desejo verdadeiro, sua fé que irão de ajudar de verdade… há outras forma desta dor acabar, amizades, distrações… até mesmo livro, música (não melancólicas) e TV… Distrair ajuda e muito

      Responder
      • Irit Grau Kaufmann

        Ola, sou psicologa e mestre em psivologa com um trabalho com pessoas q se automutilam… Quem quiser me escrever, terminei em maio o mestrado sobre o q vcs passam!!! Querem montar um grupo de terapia??? Já fiz um trabalho assim e foi mto positivo!!! Bjs e abs Irit

        Políana me confirme se chegou o email por favor!!!! Enviado via iPhone

  236. Oi, me auto mutilo sem controle…ja tentei suicidio 3 vezes, ja lei ponto nos pulsos…e ja não sei mais o que fazer….me corto com canivetes, laminas de apontador, estilete e gillete, meu corto com faca…ontem mesmo me cortei…..e penso muitas vezes em rasgar logo minha garganta

    Responder
    • Maria, minha querida, não se permita mais a isto! Eu parei, bem ao menos nunca mais tentei nada, dizer que não se passa pela minha mente seria errado, me enganar, mas me controlo… Flor, você tem um belo nome, coloque a mãe Maria na frente de teu problemas tenha fé e busque um psiquiatra, eu tomo meu medicamento e estou no controle por assim dizer, ainda tenho algumas crises de depressão, ma vou levando… tenha força e fé, agente supera, é ó querer muito!

      Responder
  237. É difícil falar, sempre vi esses casos, sem nunca tomar conhecimento real dos motivos… Venho passando por problemas graves, já tem uns 3 anos, sempre fui um pouco depressiva, mas nesse período caí de vez em depressão grave, tenho acompanhamento médico e psicológico, mas… de uma semana pra cá venho me mutilando, agora sei o que sente quem faz isso…alívio. Minha psicologa ainda não sabe, e nem sei se contarei para ela. Tenho medo de me acharem louca. Aqui ao menos sei que me entendem.

    Responder
    • Não esconda dos seus médicos isso! O alívio é temporário, não fazem seus problemas desaparecerem, tem que enfrentá-los, faço terapia a anos, e luto com este problema a mais de 10 anos, seu médico pelo menos não vai te achar louca, conte a ele já, tanto ao psicólogo quanto psiquiatra, pois há tratamento, você não pode se enganar que isso tudo é alívio, tenha força!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Responder
      • Obrigada pela força e pela resposta!
        Fui ao médico e a psicóloga. Foi difícil, mas consegui contar para eles.
        Recebi muito apoio acompanhado de medicações para o caso, me tranquilizaram e disseram que eu iria superar isso. Depois disso só me cortei uma vez, isso porque foi em um dia de muita tensão, desde então, não mais.
        Bjs

      • Infelizmente ontem voltei a me cortar….
        Foi um dia difícil, os remédios provocam efeitos colaterais e apensar dos médicos deixarem o número de celular para emergência, simplesmente não atendem, total descaso. Enfim um deles apenas me informou que seria a causa desses efeitos o nível alto de lítio no meu organismo, sendo necessário exame para confirmação, essa foi a única resposta que consegui, após inúmeras tentativas… Cansei, suspendi por conta própria os medicamentos, pois estava mal, infecção urinária inclusive, sem contar o fígado que não aguenta tanta medicação… Tenho pensado em acabar logo com isso…

    • Olá!! Sou psicóloga e trAbalho com pessoas que sofrem das mesmas questões e angustias como vc !!!
      Terminei o mestrado agora neste tema .
      Se quiser me escrever um email fica a vontade p q eu concerse c vc e possa te orientar se for sua vontade ok??
      Nao acho vc louca e entendo esta angustia e imenso sofrimento!!
      Abs
      Irit

      Responder
    • Nao estou conseguindo te escrever… Esta dândo erro.. Me manda um email

      Olá!! Sou psicóloga e trAbalho com pessoas que sofrem das mesmas questões e angustias como vc !!!
      Terminei o mestrado agora neste tema .
      Se quiser me escrever um email fica a vontade p q eu concerse c vc e possa te orientar se for sua vontade ok??
      Nao acho vc louca e entendo esta angustia e imenso sofrimento!!
      Abs
      Irit

      Responder
  238. Eu me corto ja faz um tempo,
    nunca contei pra minha mãe porque tenho medo que ela não entenda ou pense que eu estou querendo chamar atenção.
    Mas ultimamente apenas os cortes não estão ajudando, tentei falar com a minha mãe sobre o que eu estava sentindo mas ela não deu muita bola, claro que me deu concelhos, mas como ela não sabe dos cortes, não foram de muita ajuda.
    Sabe de algo que eu possa fazer,ou de algum jeito que eu possa contar para ela?

    Responder
    • Oi flor, si como se sente, e nm sempre os pais levam a sério quanto deveriam, é realmente uma pena!
      Olha eu nem sei como contei pra minha mãe… nem me lembro mais, acho que ela simplesmente descobriu e ai tive de falar, por muito tempo usei desculpas esfarrapadas, mas então um dia desabafei… não suportei… não há um jeito certo pra contar isso, mas se ela achar que é frescura, mostra esse monte de depoimento que as pessoas tanto quem pratica, quanto pais, amigos, familiares, aqui deixam, perguntam… e boa sorte!
      Não desista d parar!

      Responder
    • Olá !! Sou psicóloga e Tenho mestrado neste tema sobre automutilacao!!
      Pode me mandar um email se quiser para q possamos conversar e te orientar ok ?!
      Irit

      Responder
  239. Eu já me rasguei me cortei de todas as formas possíveis eu acho. Faca, estilete, caco de vidro, tesoura, gilete, a ponta de ferro do compasso, clipe, garfo… Qualquer coisa ou objeto que cortasse na hora do desespero, eu coloquei na minha cabeça que aquilo aliviava. Tem um bom tempo que não faço isso mais.
    Só que agora dei pra cortar arrancar pedaço das minhas bochechas quando tô nervosa… o que eu faço? 😥

    Responder
    • Flor, sei como é, pois faço isso com os lábios, e quando to muito nervosa, soco minha perna, meu sistema nervoso tá um bug, olha, não si quantos anos você tem, mas tem que buscar ajuda, seja no CAPES, seja seus pais, família, alguém próximo. Seja forte, busque Deus se for preciso, qual quer que seja a religião, só não caia nas armadilhas que há por ai, da cura em troca de dinheiro, vai na fé. Peça a Deus auxilio e busque dentro de você a força que ainda desconhece, as acredite ela está lá!

      Responder
  240. Ola, eu tenho 20 anos e percebi que desde os 13 anos tenho pensamentos de automutilaçao,ja cheguei em momentos segurar uma faca e passar sobrr os pulsos, porem nunca tive coragem… ja cheguei a me cortar com caco de vidro levemente na parte na perna, mesmo nao tendo coragem de executar a automutilaçao seria bom euprocurar um medico antes que os pensamentos virem atitudes??

    Responder
    • Obs. o corte com caco de vidro foi em momento de raiva, brigando clm meu namorado e nao por punição.

      Responder
    • Sei bem o que você passa Catiane, passei o mesmo, aliais até hoje eu tenho pensamentos assim, mas luto contra, me desvio deles, eu tenho problemas com auto-estima, então as vezes quero descontar em partes que odeio em mim, mas me controlo, respiro, choro, vejo tv, leio, tento isolar aquele pensamento até que ele suma de vez.
      Até oração eu faço, tem uma que sempre faço, oração de São Bento.
      Sim, seria bom procurar um médico, se não tem plano de saúde o CAPES da sua cidade lhe dará suporte.
      Não desista, tente lutar contra isto!

      Responder
  241. olá sou mãe de uma menina de 13 anos de vez em quando ela aparece arranhada de unha eu pergunto ela diz que estava coçando muito esses dias encontrei na barriga dela a inicial do nome dela T feito por uma tesoura estou meio que sem saber o que fazer conversei com ela mais antes disso briguei bati nela fique muito irritada estou sem chão preciso de ajuda gostaria de saber se isso é um indício que ela pode começar a se mutilar eu esta se mutilando.hoje já fui ao posto perto da minha casa procurar uma psicologa

    Responder
    • Gisele, vamos ver se posso te ajudar, eu fazia isto também, quando minha mãe perguntava, era sempre o coitado do gato😦
      Não brigue, não bata!!!! Isso poderá agravar a situação, pois ela se revoltará, se sentirá culpada.
      Ela pode já estar se mutilando. Bem, como quase ninguém se abre logo de cara, porque não faz assim, chega com ela, na boa, diga, filha, achei isto na internet, mostre o texto, os relatos, e pergunte “é isto que está havendo contigo?, não tenha medo, eu quero te ajudar”.
      Procurar psicologa faz muito bem. Ajudará você e ela também, não bata, seja ou tente ser compreensível.
      boa sorte, não desistam!

      Responder
    • Olá Gisele se quiser me procure , sou psicóloga e trato de pessoas com estas dificuldades e q se auromutilam, inclusive meu mestrado foi neste tema!!
      Meu email: igkaufmann@uol.com.br

      Meu nome: Irit

      Responder
    • Gisele se quiser me procure , sou psicóloga e trato de pessoas com estas dificuldades e q se auromutilam, inclusive meu mestrado foi neste tema!!
      Meu email: igkaufmann@uol.com.br

      Meu nome: Irit

      Responder
  242. Bom eu tenho 13 anos e me corto, porem ninguem sabe faço de tudo pra ninguem descobrir, me corto a mais ou menos três meses, nao tenho coragem de preocurar ajuda e sou dependente disso

    Responder
    • Camilinha, você é tão jovem… O que te aflige? Eu tinha sua idade quando comecei, é terrível não poder contar a ninguém, busque alguém que te passe segurança, alguém em quem confia pra desabafar, terapia é algo ue nós ajuda muito. Mas tão nova não sei como te indicar algo, precisa de um adulto, você pode procurar o CAPES da sua cidade, lá irão te informar muitas coisas.

      Responder
  243. Oi FreakButterfly eu preciso desabafar com alguém mas não tenho ninguém de confiança
    Meu nome é Gabrielle comecei a me cortar com 12 anos hoje tenho 13 faz 1 ano no inicio era superficial mas agora vou cada vez mais fundo…estou tentando parar mas é difícil demais e quando não faço começam a aparecer hematomas mesmo sem pancadas por causa do emocional abalado
    Acho que vou desistir de tudo…

    Responder
    • Não desista moça, eu não desisti, nem irei, as vezes meu mundo desaba e outras coisas vão desencadeando porque fico tensa, eu quero, mas tento me controlar, coloquei prioridades em minha vida, que são acima de mim, magoar minha família é uma delas, não quero mais isso para eles, entre outras coisas que não quero, minha sobrinha de 6 anos com depressão um dia ver isto como escapatória, ou perder meu noivo, como já perdi outro por isto, quero ter uma família, quero e mereço ser feliz. E você também, deve pensar assim, está nova ainda, muitas coisas vão acontecer, sei muito bem que adolescência é “foda”, sofri muito, na minha época nem existia a palavra bullyng mas sofri, mas agente se fortalece, nunca quero esquecer o que passei, mas também não quero voltar mais naquele lugar, não desista, seja capaz, busque ajuda, ainda há muito chão, muita vida pela frente :*

      Responder
  244. Infelizmente voltei a me cortar…. Já havia lhe escrito antes, sem ter resposta. Estou cansada de tantos remédios, acabei por suspender por conta própria os medicamentos.Olho para meus braços e vejo as cicatrizes, não é fácil.
    E pra completar todas as injustiças do mundo estão me afetando demais, principalmente contra os animais, pois sempre fui muito ligada a eles desde criança.
    Tenho pensado em acabar logo com isso… Nada resolve mesmo…

    Responder
    • Oi flor.. pense em tudo menos em desistir da vida… Eu sei bem como é eu você se sente quando olha para as cicatrizes… você se sente mal não é? Você gosta de animais certo? então… permaneça forte!! Pense que eles precisam de você… Sla… tente entrar para alguma instituição que ajuda os animais.. Lute pelo que você acha certo!! E pense que os animais precisam de você.. mesmo que você não possa ajudar todos os animais do mundo, você pode ajudar 1, 2, 3… e esses poucos animais fazem uma grande diferença… eles precisam de você.. use o seu amor por animais a seu favor… permaneça forte por você primeiramente e por eles também..

      Responder
    • Marry!

      Marry,Boa Noite!
      Encontrei seu comentário sofro com isso á muitos anos Deus vem me dando forças para eu vencer esse mal só nós que passamos por isso entendemos o quanto duro e cruel é conosco mesmo ainda mais sendo meninas e ficando marcadas, estou em crise mais porque sou muito sensível perdi meu emprego por causa de injustiça não aguento também ver as maldades com os animais isso me machuca o muito em saber que não posso ajudar todos e as pessoas.
      Marry procure um Psiquiatra um psicólogo tome uma medicação para se acalmar não faça besteira sua vida é muito preciosa para Jesus ele sofreu e morreu por ti.
      E dos nossos amados animais vamos trabalhando a conscientização e lembrarmos que esse mundo é passageiro um dia eles e nós viveremos em paz com Jesus!

      Responder
  245. Eu sofri bulying por 3 anos… Eu me sentia um lixo, fui agredida muitas vezes por alguns colegas meus.. Tudo começou na 1° séria e foi até a 3°… A minha mãe não me aceitava muito por eu ser meio gordinha, ela sempre fazia “brincadeirinhas” comigo por causa do meu peso… Uma vez umas 5 meninas mais velhas que eu me bateram muito forte na hora do intervalo, eu perguntei porque tinham feito isso e elas só responderam: “Bom, você é gorda…” Então toda escola começou me chamar de gordinha e pá… eu em senti muito humilhada e me tranquei no banheiro, á eu fiz meu primeiro corte pensando que com esse corte iria morrer, mas eu não morri é logico.. mas eu percebi que ele aliviou e que enquanto eu estava ali olhando o meu sangue eu esqueci de tudo oque tinha acontecido no intervalo… Eu comecei a me cortar todos os dias e parei de comer… Então eu me mudei de cidade, aqui não sofro mais bullying mas não consigo parar de me cortar… De um tempo pra cá comecei a me queimar também… Eu tenho alguns problemas que acho que é loucura… Eu vejo “coisas” e ouço vozes… elas me chama de lixo e dizem para eu me matar.. eu sempre obedeço… já perdi as contas de quantas vezes tentei suicídio… Eu me “viciei” em remédios… eu tomo uns 10 por dia… Na maioria das vezes eles me dopam e isso faz eu não me cortar por um tempo, mas quando tudo passa eu me corto em dobro… meu corpo está “deformado” de tantas cicatrizes… eu tenho vergonha disso… Eu não consigo mais parar, o máximo que eu consegui foi 4 dias sem me cortar…

    Responder
  246. Bom, achei seu texto inspirador, pois eu tenho transtorno de personalidade Borderline e me corto já há algum tempo. e realmente necessário que as pessoas parem de julgar e comecem a entender o problema, pois mesmo que não seja uma tentativa de suicídio no momento, dependendo da quantidade de feridas e da profundidade delas é um caminho sem volta. Todos nós temos momentos difíceis e precisamos de ajuda para enfrentá-los.

    Responder
  247. Me corto a mais ou menos um ano, comecei depois da morte do meu pai e ñ consigo parar. Minha mãe sabe, mas disse que é coisa de gente doida e que eu tenho que ir pre ingreja. Comei a fumar cigarros a uns dois messes e as vezes eu consigo trocar os cortes por cigarros, me ajuda a relaxar, mas o
    hábito tão saudavel quanto se cortar, então resolvi q é melhor parar.

    Responder
  248. Comecei a me corta depois q terminei uma relaçao q nao havia dado certo…
    com o tempo comecei a briga com meus parente e tudo era motivo de choro ou melhor eu ia pro meu quarto fingia q ia durmi e pega o estilete..é estilete…..
    o corte foi um pouco profundo e começou a sai mt sangue corri logo pro banheiro…..ninguem tinha visto os cortes mas esse foi o problema sem qerer deixei os corte aparece e me perguntaram mandei a reala falei q qeria se mata é eles mandaram eu corta o pescoço mas geente eu nao qeru morrer é só algo q virou rotina e é assim q alivio minhas dores e minhas perdas seja eu feliz ou triste

    Responder
  249. Eu já me acostumei com isso, até sinto prazer nesta dor. Pelo menos isso tira um sorriso de mim, apesar que eu sei que não é nada normal uma pessoa fazer isso consigo mesma

    Responder
  250. Oi, meu nome Cris e sofro de automutilação desde meus 6/7 anos. Hoje tenho 16 anos. Comecei por causa de meus primos, Sofri de abuso sexual, mas continuo virgem, eles apenas me tocavam ou simulavam o ato sexual, nada mais. Meu pai passou por tempos dificeis devido a morte do meu avo, ele se suicidou, minha mãe era depressiva nessa epoca e descarregava tudo em cima de mim, todas as angustias, raiva e odio.
    Nunca conversei isto com ninguem mas quando chegava a casa, depois de ter passado o dia com os meus primos na casa da minha avo, e tentava consolar meu pai, ouvir mh mãe e depois na hora de dormir, eu queimava-me com um isqueiro e chorava. Foi assim ate aos meus 9 anos.
    Nessa altura eu mudei de escola, mh mãe estava desempregada e meu pai estava mt melhor mas ele andava a dar apoio a mh mae, toda a sua atençao era para ela.
    Na nova escola sofri de bullying durante dois anos. As queimaduras tornaram-se mais graves, comecei a enforcar-me por momentos, e a bater com a cabeça na parede, mesa… Conclusão, eu piorei.
    Sempre que chegava a casa eu sorria para meus pais, consolava e ajudava mh mãe e depois ia para o quarto, queimar-me, esmurrar-me,… dependia do dia.
    Minhas notas pela primeira vez na vida baixaram e eu tive mh primeira negativa no 5 ano. Meu pai discutiu comigo dizendo que eu era uma malandra. Eu não aguentava mais, entao tentei pela primeira vez o suicidio por overdose. Mas eu não tinha conhecimentos de como isso funcionava e pesquisar na net? Não tinha ordem de mexer no computador dos meus pais. Correu mal e no dia seguinte andei a vomitar e a desmaiar constantemente.
    No 6 ano tive em risco de reprovar e só no final do 6 ano meus pais soberam que eu sofria de bullying.
    Os miudos batiam-me, desrespeitavam-me, roubavam-me, foi um inferno.
    Mudei de novo de escola, e no 7 ano, tudo pareceu normal mas logo no 2 periodo tudo mudou. Eu era a diferente, a aberração… e tudo voltou ao mesmo. Meu corpo, na parte da barriga estava cheio de marcas das queimaduras e eu nao sabia o que fazer. Precisava de algo mais forte, intenso. Ate que descobri que uma rapariga da mh turma se cortava, mas ela era para chamar a atenção. Pensei mt e no 8 ano fiz meu primeiro corte.
    No 9 ano fui parar ao hospital pela primeira vez devido aos meus cortes. Tentei matar-me cortando uma veia.
    Meus pais, quando soberam chamaram-me de louca, maluca, burra e de tudo mais. Ate mh mae chamou-me de nojenta, estupida, louca…
    Nunca esqueci dessa epoca. Eu tinha 14 anos.
    Hoje estou no 11 ano mas nao mudei mt. Continuo a me cortar mesmo que agora seja diferente.
    Mudei de escola e as coisas se compuseram bastante mas mesmo assim eu continuo, faz parte de mim e meus pais nao me ajudam. Eles estao sempre a relembrar-me o quanto sou inutil, burra e egoista por fazer isto a mim mesma. Eles colocaram-me numa psiquiatra e dizem que meu lugar nao e em casa mas sim num manicómio
    Ja planeei o suicidio de novo muitas vezes mas nunca o cometi de novo por causa da minha avo. Ela ajuda-me muito mas eu sei que ela esta no fim devido aos problemas de saude.
    É basicamente isto. Estou aqui para se alguem quiser desabafar comigo. Meu email é: oliveirasantos9770@hotmail.com. Quem quiser conversar, estou disponivel

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: