RSS Feed

Parafilia – Frotteurismo

Desculpe por minha ausência contínua caros leitores, mas todos os dias eu passo para olhar como vão as visitas e ver os comentários. Estou muito feliz em saber que apesar da minha falta de atualização, ainda há pessoas que me visitam.

E desde já agradeço aos que visitam e também àqueles que além de tudo, ainda recomendam aos amigos. Para mim é um orgulho muito grande saber que sou util a vocês.

Agora sem lágrimas, vamos ao que interessa de fato, vamos com mais parafilias.

Alguns acham que é uma doença, um disturbio psicologico, outros acham que é apenas mais um fetiche. Claro que dentro da parafilia há coisas abomináveis, tais como Zoofilia e pedofilia. Para mim, estas duas são as piores coisas que um ser humano possa desejar possuir. Mas vamos de algo mais light hoje.

“Frotturismo”, que significa: a excitação sexual resultante da fricção dos órgãos genitais no corpo de uma pessoa completamente vestida (popularmente conhecido como encoxar), no meio de outras pessoas, como nos trens, ônibus e elevadores e etc.

Normalmente isto ocorre na adolescência.

Calma, não entre em pânico, se você sente isto, não quer dizer que é um pervertido, um “estuprador”, você é tão normal quanto muitos ao teu redor. Quem nunca sentiu isto ao menos uma vez na vida pode me atirar uma pedra. Isto é normal, tanto em homens quanto em mulheres.

Sim queridos leitores, esta que vos escreve também já sentiu isto, em várias situações e diversos lugares dos quais alguns seriam imaginaveis e condenádos por muitos.

Este tipo de parafilia está presente em uma série de filmes do gênero “besteirol” americano.

Então relaxe quando alguém lhe “encoxar” no onibus e você sentir desejos, você é completamente normal. Verifique somente os limites. Para tudo na vida temos limites e se seus desejos utrapassa a intimidade ou desrespeita o proximo, aí sim, é hora de buscar ajuda.

Freak Butterfly.

About FreakButterfly

Que fique logo claro: não sou sexóloga (apesar de que gostaria muito), também não sou formada em psicologia, sou Bacharel e Adm. Com habilitação em Marketing e agora Bacharel em Jornalismo. Tenho este blog desde meados de 2008, onde comecei a escrever por mera diversão e distração do tédio e solidão que a cidade onde morava até então me proporcionava. Com o passar dos dias, o blog foi crescendo e a vontade de escrever também. Amo escrever e espero faze-lo bem! Não estou aqui para julgar, descriminar ou fazer apologia a qualquer coisa que seja, escrevo do que gosto para pessoas que gostam do mesmo que eu, e se o ofendi, sinto muito, mas basta fechar a pagina. No mais, volte sempre!

24 responses »

  1. adorei o post!!

    parabens

    Responder
  2. sou evangelico tenho 33 anos e gostaria de saber se o frotteurismo tem tratamento pos isso esta acabando com minha vida espiritual nao aguento mais isso na minha vida me ajude por favor

    Responder
    • Negão para o Frotteurismo não tem cura pois não é doença e sim um disturbio, em primeiro lugar entenda isso para se ajudar.Agora você pode aprender a controlar este impulso quase que incontrolável,mudando seus hábitos e evitando situações que te façam sentir este desejo quase que incontrolável. Negão não é fácil e você nunca vai se sentir curado,e vai ter que aprender a conviver com isso,evitando situações que te façam sentir este impulso, este desejo que nos dá tanto prazer mais que depois nos traz um remorso bem maior que o prazer. Negão não fique pensando que vai pro inferno por isso, pois você sabe que não é a pior das criaturas.Claro não somos a semelhança de Jesus ainda mas chegaremos lá é por isso que estamos aqui , saiba se recebeste o privilegio de nascer tenha certeza foi para corrigir suas imperfeições, não fique se martirizando pelo que dizem sobre os pecados,Deus te ama . “Deus não se importa com o que você pensa e sim com com o que que você faz”( autor desconhecido pra mim)

      Responder
  3. Sou psicologa e o froutterismo tem tratamento sim…esta colocado noDSM IV como um tipo de transtorno sexual , ou seja é uma doença e como toda doença tem cura! procura um profissional da area de saude mentak e se informe!

    Responder
  4. na descrição medica sobre o froutterismo,vemos q este se configura como um transtorno,uma doença quando:
    1-isto causa sofrimento para si e para outros
    2- é um vicio, ou seja dificilmente o individuo consegue encontrar outras formas saudaveis de prazer, pois so encontra prazer no vicio nem q sej a mental

    Responder
  5. Olá, tenho 18 anos e infelizmente faço isso as vezes. Sinceramente, não gosto dessa minha atitude. Estou muito preocupado pois isso já me deu consequência graves. Um dia desses quase foi levado a delegacia, pela 1ª vez na vida, por seguranças do metrô. Graças a Deus não haviam vitimas então tudo foi esquecido. Mas fiquei muito assustado mesmo esse dia.
    Pela minha idade atual, isso passará? O que devo fazer? Se possível, algo bem discreto.
    Muito obrigado

    Responder
    • Olá querido, podem ser os hormonios que estão a toda, mas acho que vc não tem mais idade pra isso. Olha, se o negocio apertar, procure ajuda medica, pois algumas “obsseções” podem piorar e se agravar e realmente dar caso de policia como atentado ao pudor, se for discreto, bem ninguem irá nota-lo, normalmente isso acontece em conduções lotada, quando nao ha escapatoria, mas policie-se, tenha bom senso quanto a isso.
      beijos!

      Responder
    • Querido Queiroz no começo achamos que somos os únicos no mundo ,mais depois…sofro com o Frotteurismo desde os 12 anos e hoje que tenho consciencia do meu distúrbio, estou aprendendo a controla lo,e te digo é uma luta diária, se você puder procurar ajuda médica, ótimo, eu nunca procurei,nem posso te dizer se seria mais fácil.
      Uma coisa é certa você consegue controlar seu impulso, no começo é mais difícil ,mais comece mudando alguns hábitos, e situações que fazem você sentir esta vontade quase que incontrolável,o principal é querer.Se falhar não se julgue nem se culpe por nada, saiba que foi perfeitamente normal, somos humanos ,recomece na tentativa de conseguir resistir da próxima vez que estiver diante de uma situação que te faça sentir esta desagradável sensação que nos faz sentir tanto prazer e um remorso maior que o prazer depois de feito. Só procure não sentir vergonha de si, ou se retrair para o mundo, lembre todos tem suas neuroses você não é o único, mais é especial pois já percebeu sua falha e esta procurando se ajudar.
      “A medida do caráter de um homem é o que ele faria se soubesse que nunca seria descoberto” (Thomas Macaulay)

      Responder
  6. Nao tenho coragem de dizer

    Sou o mais tarado de vitoria es, nao consigo me controlar ja ralei mais de 15 000 mulheres em 18 anos de pratica, quero parar, mas nao consigo. Tenho vergonha disso pois me tornei Cristao a 3 anos, mas continuo a ralar bundas nos onibus, Sou de boa aparencia e isto facilita minha doença, Preciso de ajuda, mas tenho medo de me expor pois acho que ja ralei até as psicologas daqui.Se tiver dicas para eu melhorar meu comportamento por favor me ajudem

    Responder
    • Bem querido, não há porque temer as psicólogas, pois a etica faz com que elas mantenham segredo sobre isso, e a etica também fará com que ela te trate mesmo que ja tenha “ralado” a mesma, mas porque não buscar um psicólogo?
      Veja se na sua região não há um grupo de ajuda para pessoas que sofrem do mesmo desvio que você. Mas ajuda psicológica seria o melhor. Busque a versão masculina.

      Responder
    • Medo de se expor? Pra quem? Meu amigo saiba que todas as conversas com psicólogos são sigilosas. Se você não tem encontrado o apoio necessário na religião, não espere mais para procurar ajuda medica. Não quero tirar o valor da religião, até porque sou cristão mais tem vezes que precisamos do apoio terrestre( dos medicos). Amigo não é difícil perceber que esse prazer pra você já se tornou tedioso, mais saiba que algo que fazemos com freqüência se torna vício, e todo vício é muito difícil de abandonarmos.Como você mesmo disse isso acontece na maioria das vezes em ônibus, procure sentar se próximo da porta de saida para evitar de ter que caminhar por todo o corredor, evite ônibus em horário de pico, aqueles em que os ônibus estão muito cheios, quando se ver diante de uma situação que facilite saciar seu vício, e começar a ficar ansioso, com a respiração ofegante, com a sensação de que tem borboletas no estômago, respire calmamente (espirando e inspirando) , se possível ligue para alguem para distrair a mente, ou faça uma oração mentalmente, sempre ajuda para nos tirar de um estado de fixação , mas não se apavore. E amigo procure um especialista, se preferir procure por um especialista do sexo masculino, se não se sentir a vontade com o primeiro especialista procure um segundo, um terceiro mais não viva com este fantasma, saiba que as coisas podem ficar piores, como cair em depressão. Abraço e boa sorte

      Responder
  7. OBRIGADO por me ententerem e não me sacanearem, a parti de agora me chamem de “Sete”.vamos a luta mas é difissil, eta “frissura” maldita não aguento olhar uma bunda, ombro braço, perna, credo isto parece ser demoniaco. se eu tiver melhoras vo postar. fuiii

    Responder
    • Sacanear? Porque faríamos uma coisa dessa? Mais não deixe de tentar melhorar, saiba que isso é difícil, e todos temos nossas paranoias e lutamos contra elas, diariamente enfrento meus demônios, e ja tive vontade de me entregar de cabeça para minhas fraquezas, mas de que adiantaria se eu ja dei um passo que é reconhecer minha fraqueza e meu vicio, isso faria com que eu deprimisse, por me reconhecer tão impotente de lutar conta mim mesmo. Uma coisa que é muito difícil, é nos conhecermos, e isso nós ja sabemos, quem somos, a pessoas que passam a vida inteira se enganando, achando que o que fazem é normal, e que não fazem mal a ninguém. Ja demos um grande passo.

      Responder
  8. a luta continua companheiros

    Responder
    • tenho 34 anos tenho esse problema dez de criança ja tres relacionamentos duradouros mais sempre eles acabam por conta disso todas as mulheres que eu mi envolvo começam no onibus ou metro isso me da um grande vazio todos os dias tenho que encochar alguem no onibus nao quero fazer mais isso mais nao consigo e so eu entrar no onibus que fico excitado por favor alguem me ajude nao falo isso pra ninguem pois tenho muita vergonha

      Responder
      • Psicólogo + psiquiatra é um caminho! Imagino o quanto deva prejudicar suas relações, mas não desista de manter o auto-controle!

      • OI Marcelo! Ja teve aquele sentimento: Se ninguém sabe o que eu faço, porque me sinto fazendo algo errado. Ja se perguntou porque se sente mau depois de sentir tanto prazer? Quando você tomou consciência de que você não tem controle sobre seus impulsos? Eu me lembro como se fosse hoje da minha primeira vez, foi em um ônibus lotado, eu tinha apenas doze anos,mau tinha consciência do meu corpo,mas aquela situação aquele calor, tudo foi me deixando zonzo e eu perdi a noção de perigo, e como um predador emboscando sua presa eu ataquei. O frio nas mãos o tremor no corpo, a mente pensando rápido demais, a boca seca, a falta de expressão no rosto, o olhar vago como se estivesse pensando na vida, mas a mente focada, o ouvido atento, é como se todos os sentidos pudessem ser sentidos pela pele, tato, olfato, audição, visão… e a escolha, como é a pessoa, a vitima, não existe perfil, é uma coisa que se decide na hora, apenas algumas coisas são determinantes, ela não pode estar acompanhada, tem de parecer discreta e distraída, e não ser uma pessoa que lhe cause sentimento fraternal…Eu tenho apenas 29 anos e foram muitas horas de lagrimas para entender como eu me sentia, tudo que descrevi, percebi como um estalo em mim, quando tentei reprimir meus impulsos, era como se dois de mim estivessem disputando um espaço em minha mente, aquele eu que queria fazer me torturava com tremedeiras físicas incontroláveis, respiração descompensada, e tontura, hoje sei que isso é ataque de ansiedade, como você também tive relações com pessoas que conheci nesta situação, Marcelo quando algo deste tipo acontece e a outra pessoa permite isso não foi errado, porque foi como se diz, consensual, mas procure pensar o quando é constrangedor para as pessoas que estão em volta, e percebem o que está acontecendo, e muitas percebem. Como é irritante e invasivo para a pessoa molestada aquela situação, quando entrar em lugares propícios a isso, procure a pessoa mais asquerosa que você ver, escolha uma mulher ou um homem que você jamais transaria, e imagine esta pessoa asquerosa fazendo com você o mesmo que você sente prazer em fazer, o que você sentir é o que suas vitimas sentem, esse é um exercício que funciona muito para você começar a conhecer o que se passa do outro lado da janela dos seus sentimento, nos seu momento completamente sozinho pense um pouco sobre seu prazer secreto, sem se julgar, relembre momentos de seus segredos, analise as lembranças, tente voltar aqueles momentos, com o máximo de detalhes, depois volte pra você, se olhe no espelho e diga eu não sou mais assim, eu não quero ser assim E ME PERDOO PELO MAL QUE FIZ A OUTRAS PESSOAS INCONSCIENTEMENTE, POIS NÃO TINHA CONTROLE SOBRE MIM. E quando você tornar a fazer, se você tornar a fazer, saiba que isso foi normal, pois você é humano, mas você vai pensar sobre o que você fez sem julgamentos pejorativos, vai analisar o que fez e se prometer não fazer de novo. E da próxima vez você vai tentar se controlar, e se da próxima vez não conseguir, você vai pensar novamente sobre o que acontece sem se jugar, vai analisar os fatos e vai tentar se controlar da próxima vez. Não é fácil, não existe cura milagrosa, nem no mundo material nem no mundo espiritual, você pode procurar uma ajuda médica é muito bem vinda, mas não espere sair de lá com a solução dos seus problemas em uma receita pra comprar em uma farmacia. Você tambem pode procurar ajuda espiritual mas não tem milagre para isso, nem com todos os passes do mundo nem com todas as ofertas que você possa oferecer.
        A resposta esta em você, sempre esteve, só basta você parar um pouco pra se ouvir, comece pensando sobre você e tudo o que viveu, e logo o seu EU estará batendo um papo VOCÊ. Marcelo, eu que te agradeço poder conversar um pouco sobre isso com você pois este é um assunto que nós não temos amigos para dividir, e saiba que muito do que eu disse talvez sirva mais pra mim do que pra você. Um Abraço

  9. Não sei se posso acrescentar algo novo pois os comentários aqui deixados são de grande valia para trocar conhecimentos sobre esse distúrbio. Mas gostaria de contar minha experiencia para servir de alguma valia para todos… tenho 41 anos sofro com Frotteurismo desde os 18 anos. tudo começou num ônibus lotado não tinha maldade nenhuma e estava com uma calça de moletom quando uma garota aparentando uns 17 anos de calça branca apertada no limite e com as nádegas exuberantes (o meu tipo de mulher) encostou propositadamente em meu membro, na primeira vez não senti maldade mas ela em seguida olhou para baixo se certificando se eu estava ficando duro, isso chamou minha atenção pois ela riu por não ver-me exitado e em seguida na freada do ônibus ela se encostou com muita força e repetiu a dose, cada vez mais forte ai que eu não consegui me segurar e fiquei muito duro… isso ela ria e olhava, fiquei com muita vergonha e não conseguia mais controlar tanto que desci no ponto errado por causa da vergonha… conto nesses detalhes porque na mesma época tive uma decepção amorosa muito grande, acho que isso desencadeou o Frotteurismo. lembro da minha segunda vez algum tempo depois eu estava num ônibus até meio vazio e do meu lado em pé estava uma garota colegial de 16 anos muito linda em todos os sentidos, eu lembro que fiquei duro encostava nela de leve e era consensual, ninguem estava percebendo porque eu encostava e tirava rápido “muito duro”… e ela se virava de um lado e quando ninguém estava olhando ela se virava do outro lado ai que eu encostava com tudo…bom o restante é que foi se agravando e se agravando que sinceramente não consigo lembrar da terceira vez, isso porque da segunda vez em diante eu já estava fixo na vontade de ver se todas as garotas que faziam meu tipo ( e digo de passagem que sempre escolhi as mais bonitas para praticar o Fotteurismo) concordavam com aquela situação. Acho que isso me fez cada vez mais achar que:
    1º” Erradamente” achei que praticamente todas as mulheres gostavam dessa situação.
    2º foi se agravando porque 90% das minhas investidas com as mulheres tinha um sucesso. Motivos= sempre procurei ser discreto, tinha uma boa aparência, não despertava as pessoas a volta, tenho um membro avantajado e escondia na cueca e tirava de lado e a blusa por cima tampando com uma bolchete discreta tapando praticamente tudo, primeiramente eu encostava e via a reação da garota quando ela não queria já se deslocava do lugar ou ela olhava de cara feia para mim, dai eu me retirava discretamente, sempre que via uma aliança na mão eu me retirava discretamente( já iniciei a encochada mesmo a garota sendo linda e deixando quando via que tinha aliança me retirava e brochava literalmente), quando a coisa esquentava demais me controlava, gostava das encostadas repentinas só nos breques do ônibus e quase não se percebia, escolhia as garotas com muita atenção pois na medida que fui me especializando nesse distúrbio, fui percebendo que tinha as garotas que já ficavam apreensivas olhando de lado com roupas chamativas e horários de ônibus cheio, hoje acredito que dos 90% que aceitavam a encochada eu acredito que 30% realmente se envolviam, 20% não achava tão agressivo e preferia se manter no lugar que estava(pois não estavam sentindo nenhuma excitação sexual e ninguém estava notando mesmo) , e 35% realmente tinha vergonha de sair do lugar pois as vezes estava com uma amiga ou a própria mãe e tinha medo do vexame ou barraco que poderia causar( como chamar a policia e etc…), 5% por motivos adversos persuasório que tinha no meu olhar e feição do rosto como se nada estivesse acontecendo.
    como podem perceber fui fundo nesse distúrbio… …me lembro de uns dois anos depois do começo dessas porcentagens iniciais … que… teve um caso que fez eu avançar no Fotteurismo, uma garota no auge da juventude que era grande e bonita( coincidentemente estava de calça branca também se encostou num ferro e sobrava parte de suas nádegas para uma encochada num ônibus vazio, dai pela primeira vez me encostei descaradamente na frente de todos que estavam no fundo do ônibus, para minha surpresa ela nem se incomodou e eu fui exagerando e quando faltava uns dois pontos para ela descer ela se desencostou do ferro e quando fui me aproximar da bunda dela um coroa chegou na frente e colocou a mão na buceta dela com força mesmo e ela deixou aquilo foi muito agressivo eu eu fiquei encostando atras nela e ela desceu como se nada tivesse acontecido. isso foi o suficiente para eu sair da linha… comecei a exagerar de pouco a pouco e alguns meses depois estava num ônibus lotado e vi duas colegiais que eram tão novas que nem tive coragem de me aproximar mas derrepente chegou um “tarado” literalmente e travou a bunda de uma delas e ela deixou, quando vi aquilo senti vontade de fazer o mesmo numa garota de encostar e pronto, não largar mais e ficar na cara logo sem me mexer e enfiando tudo com vontade…. em outras palavras virar um tarado de ônibus mesmo, acredito que sai de Fotteurismo para faradismo pois 4 anos depois da primeira encostada já era tarado so faltava a vitima certa, foi quando ficava varios minutos esperando qualquer ônibus para tarar minhas vitimas… nesse estágio por incrivel que pareça quase não conseguia encochar mais pois quando eu entrava no ônibus todo mundo percebia que tinha subido um tarado para se exibir na primeira mulher que deixasse e nesse estágio as mulheres não querem ser encochadas mais pois é praticamente um estupro mesmo, na frente de todo mundo vendo e as vezes por ser consensual ninguem faz nada e até gostam de ver em alguns casos é claro. O que acontece que depois de alguns meses na caça da presa subi num ônibus que tinha duas garotas no fundo num ônibus nem tão vazio nem tão cheio, primeira mente fui me aproximando e percebi uma loira e uma morena clara mas ja fui me encostando na primeira que saiu um pouco de lado dai eu continuei andando para parecer que estava só passando por ela e já me encostei na morena clara com tudo… nossa foi tudo que eu imaginava ela continuou conversando com a amiga como se nada tivesse acontecendo e eu atolei literalmente tudo nela sem dó. Ela era alta e nova eu tive que até ficar na ponta dos pés e olha que tenho 1.75 ela devia ter 1.76 e bumbum empinado foi tão intenso e consensual que teve um momento que a garota pediu para a amiga dar um tempo na conversa para ela se concentrar na encochada dai eu atolei mesmo e fiz movimentos esdrucilos pela primeira vez em 5 anos de encochadas estava realizando meu sonho de encochar com tudo uma garota perfeita em todos os sentidos… achei que iria me aposentar depois disto, dai que vi que não tinha mais volta esse distúrbio, foi se agravando e se agravando ao ponto de eu começar até a tirar meu membro pra fora da calça.. foi horrível esse nível até o meu cheiro já era diferente eu sentia muita vergonha depois das investidas Posso ficar aqui contando casos consensuais e perfeitos por vários dias mas não é essa a minha intenção aqui nesse blog e sim focar esses casos para tirarmos algumas conclusões:

    1º nesse estágio você já não sente mais nada a não ser um pau duro latejante e uma garota gostosa deixando.

    2º a vergonha já é tremenda e pode durar vários dias depois do ato.

    3º sua vontade é incontrolável e você é capaz de ficar horas num ponto de ônibus ou entrando num ônibus e saindo como um tarado sem destino.
    4º nesse estágio apenas 1% realmente gosta o restante a situação é constrangedora.
    5º você está prestes a ser preso e humilhado numa delegacia e sua ficha fica suja para sempre.

    Então fico me perguntando … … será que vale a pena chegar nesse estágio???

    vai ai algumas dicas.

    1- mude de uma cidade grande para uma cidade pequena….

    2- na primeira oportunidade que tiver vá num show que todo mundo te conhece e encoche deixando todos perceberem, dai pra frente você vai ver um olhar de desprezo dos colegas que nem acreditam que você é capaz de fazer isso de encochar…
    bom isso me deu forças para me controlar mais, eu perdi oportunidades de emprego por causa disso, mas estou feliz pois sabendo que todos sabem que sou Fotteurismo posso me controlar melhor numa cidade pequena…e evito ir a cidades grandes para não disparar o Fotteurismo novamente,
    3- a idade chega pra todo mundo e quanto mais velho menos as garotas vão tolerar esse ato

    posso compartilhar com vocês que hoje me controlo na medida do possível quando chego a ir num show grande fora da cidade pois quando me achego perto da garota me lembro do estágio que eu já cheguei e já sinto a vergonha antes até mesmo de começar a me friccionar, e quando chego a esse ponto me lembro que na maioria das vezes a garota não esta gostando e vou me controlando na medida do possível.

    4- lembre- se de que do outro lado está uma garota (ou garoto) que tem pai e tem mãe e que tem sentimentos e é você que está movendo uma vida num sentido que pode não terminar bem.
    5- amai o seu semelhante como a ti mesmo.
    6- não vá a eventos antes de se masturbar isso pode ajudar.

    não tenha maldade no coração e evite a aparência do mal.

    7- não fique se culpando de nada que fez, consensual ou não, procure a cada dia melhorar e diminuir a intensidade dos seus atos.

    8- cada conquista comemore como se fosse um gol de letra.

    9- perdoe e libere o perdão.

    10- hoje já não é como antigamente hoje já é crime esse tipo de ato no código penal mesmo consensual.

    moral da história…. curta sua vida intensamente mas… assim como tudo na vida tem um limite coloque esse limite e regrida se estiver exagerando, quando voce já está sendo percebido no ato do Fotteurismo é sinal que já está no ultimo estágio, fique atento voce já está prestes a virar um tarado sem limites… e você não quer isso pra você certo????

    pra quem leu tudo por favor comente espero aprender mais com todos e continuar no estágio que estou atualmente de pessoa normal.. obrigado pela paciência….

    pseudomo Tiago!

    Responder
    • Obrigado Tiago por compartilhar conosco sua experiencia, garanto que assim como eu muitos se identificaram com sua experiencia, e sei o quanto é traumático.

      Responder
      • Caros amigos, me chamarei de Pablo… tenho 35 anos de idade, aproximadamente 2 de frotteurismo, a “Droga” que substituiu a “droga” do meu voyeurismo. O incrível é que estou entrando no estágio “indiscreto”. Hoje foi a minha maior peregrinação frotteurista… entrei e saí de vários ônibus durante 3 horas, dando encoxada em tudo que é mulherada. 99% corresponderam! (e isso é que me encabula). Algumas inertes, outras no embalo. Preciso de cura. Está sendo um espinho na minha carne.
        Gostaria de fazer uma pergunta, mas antes dizer que nunca imaginei que era tão comum essa triste caçada, assim como parabenizar a todos pela coragem de expor suas causas, seus temores e esperanças com sinceridade e sem pré-julgamentos. Deus tenha misericórdia de nós!
        A pergunta aos colegas de plantão: “A satisfação do seu ato frotteurista se dá na ejaculação/orgasmo”? A minha sim. Não sossego enquanto não gozo encostado numa bunda ou ombro.
        Parabéns pelo blog FreakBorboleta.
        Abraço a todos!

  10. eu tenho isso desde os 14 anos …hj tenho 22…nao sei mais o que fazer…isso me sufoca ,me deixa estremamente triste…o que posso fazer?

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: