RSS Feed

Promiscuidade: Safadeza ou Doença?

Promiscuidade está ligada à ninfomania. Hoje em dia é muito comum as pessoas dizerem com orgulho que são ninfomaníacas. Porém, será que estas pessoas sabem o que realmente significa esta palavra?

A pessoa ninfomaníaca apresenta um nível elevado de desejo e fantasias sexuais, passando a um nível compulsivo. Sim, isto é considerado aos psicólogos e psiquiatras como doença, um desvio de personalidade.

A promiscuidade, que tem relação com a ninfomania, não quer dizer que seja, em todos os casos “safadeza”, já que muitas pessoas se entregam a outras por mera busca pelo prazer inalcançável. Claro que para tudo há uma exceção, algumas pessoas buscam sexo por todos os lugares para simplesmente contar vantagem, como se vê no universo masculino muitas vezes (digo e repito, pareço feminista, mas não sou).

Mas ser ninfomaníaco não é a maior maravilha como muitos pensam, pensar em sexo de forma desmedida, não “negar fogo” quando o parceiro (a) procura pode gerar problemas na vida afetiva e até mesmo social do individuo.

Muitos dos ninfomaníacos sofrem de depressão pós-relação, por ver seus impulsos de forma inadequada. Podendo assim prejudicar sua vida diária e afetiva, já que alguns evitam manter um relacionamento estável.

Pode parecer absurdo, mas nem todo mundo tem o mesmo pique sexual, e acabam seus relacionamentos por se sentirem exaustos com o excesso de desejo de seus parceiros.

Realmente, nem tudo é flores. Realmente, ninguém está contente. Enquanto alguns reclamam por falta de “assistência” do parceiro, outros reclamam pelo excesso.

Uma mulher ninfomaníaca apresenta duas atitudes, a primeira é, por não satisfazer seus desejos sexuais, ela busca vários atos seguidos na busca pelo orgasmo; segundo, pode ser uma mulher, que eu diria sortuda, que tem a capacidade de sentir orgasmos múltiplos e por isso busca cada vez mais o ato.

Com tudo isso, muitas pessoas ainda se sentem vazias. E com isto nasceu o DASA – Dependentes de Amor e Sexo Anônimos. Seguindo o estilo do “AA” o DASA segue com doze passos e doze tradições a serem cumpridas.

Se você tem curiosidade ou se você sofre deste distúrbio e sente que está na hora de frear seus impulsos, acesse o site do DASA e se informe, vá a uma reunião e veja se você realmente sofre deste problema.

Lembrando que, sentir desejo todos os dias não é anormal, aliais, não sentir desejo sim não é normal. Mas, a partir do momento em que ele passa a lhe prejudicar na vida, procure ajuda.

O site da DASA é: http://www.slaa.org.br/br/index.htm

Freak Butterfly.


*Imagem: Campanha anti-Aids!

About FreakButterfly

Que fique logo claro: não sou sexóloga (apesar de que gostaria muito), também não sou formada em psicologia, sou Bacharel e Adm. Com habilitação em Marketing e agora Bacharel em Jornalismo. Tenho este blog desde meados de 2008, onde comecei a escrever por mera diversão e distração do tédio e solidão que a cidade onde morava até então me proporcionava. Com o passar dos dias, o blog foi crescendo e a vontade de escrever também. Amo escrever e espero faze-lo bem! Não estou aqui para julgar, descriminar ou fazer apologia a qualquer coisa que seja, escrevo do que gosto para pessoas que gostam do mesmo que eu, e se o ofendi, sinto muito, mas basta fechar a pagina. No mais, volte sempre!

3 responses »

  1. Eu conversava com um psiquiatra sobre pessoas que abusam em ver filmes pornôs que eu,particularmente detesto,e ele me disse o nome de uma doença causada pelo vício desta prática.
    Disse-me que os filmes tem objetivos de atingir todos os gays,lésbicas e heteros,(sem preconceito) apenas sobre que doença esta prática tem,vc saberia me informar?
    É um nome difícil,quero me encontrar com ele novamente para me lembrar.
    Ele me falou também que as cenas são repetitivas,e não tem nenhum valor em ensinar ao homem o sexo que satisfaz a companheira.
    espero sua resposta.
    Bjs
    Jussara

    Responder
  2. Pricila Mendes Ribeiro

    Eu tenho quase certeza de q sou isso aí, ninfo…Eu quero sexo tda hora com meu namorado, tdos os dias, não importa se está me machucando, se tem gente por perto(inclusive da família), a minha vontade é maior q qualquer medo ou vergonha, ele briga comigo, diz q tá cansado e q temos q fazer coisas normais, mas se eu pudesse passaria tdos os dias trancada num quarto com ele. Eu nunca me sinto satisfeita, nunca tô cansada para isso, só penso em sexo e assisto a muitos filmes pôrnos. O q eu faço? procuro ajuda de um psiquiatra? pq se não vou perder meu namorado, e eu amo ele d+! Obrigada

    Responder
    • Sim flor, se vc ama este homem, busque um terapeuta! Ele poderá sim lhe ajudar, mas a maioria dos casos é usado remedio que diminuem o libido!
      Boa sorte e espero que ele seja compreensivo e lhe ajude nessa jornada!

      beijos

      Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: